conecte-se conosco

Curiosidades

13 Curiosidades sobre o Vietnã que só quem morou lá pode dizer

Publicado

O Vietnã é um país incrível, repleto de excentricidades, e um destino turístico inesquecível. Algumas características do país podem estranhar os turistas, mas todos os lugares têm algo que podemos não gostar, e as coisas agradáveis acabam superando as desagradáveis.

Que tal visitar o Vietnã nas próximas férias? Snezhana é uma russa que viveu 6 anos no país. Ela compartilhou algumas de suas experiências com o site Bright Side e que são bem interessantes para os turistas que pretendem visitar o país asiático.

1 – Conhecendo pessoas

Quando você conhece algumas pessoas do Vietnã, você pode ter a impressão de estar escutando o mesmo sobrenome várias vezes. A questão é que cerca de 40% da população do Vietnã tem o sobrenome Nguyen (Nguyễn) e 11%, o sobrenome Trần.

2 – Limpeza

A higiene não é um ponto muito forte nas ruas do Vietnã. Ao chegar no país, prepare-se para ver muito lixo embaixo das mesas de barracas locais. Recentemente, foram instaladas latas de lixo para tentar acabar com esse problema, mas não adiantou muito. Além disso, é grande o número de homens que urinam em locais públicos.

3 – Pele

Assim como em muitos países asiáticos, as mulheres vietnamitas consideram a pele branca muito bonita, e acabam se escondendo do sol como podem. Mesmo que esteja calor, elas usam roupas longas, luvas e máscaras. Essas máscaras também ajudam  a proteger as pessoas da poeira ao dirigir motocicletas ou bicicletas.

Leia mais:  4 Passeios divertidos e inusitados da África do Sul

4 – Espaço pessoal

Esqueça a sua privacidade quando estiver no Vietnã. Em prédios de apartamentos, é normal que as portas das residências fiquem abertas. E, se deixar a sua fechada, um vizinho pode ficar preocupado e vir te perguntar se tudo está bem. As casas não costumam ter cortinas, e numa conversa, a pessoa com quem você está falando fica bem próxima a você, como se quisesse contar um segredo. Além disso, as filas não são tão respeitadas no país.

5 – Perguntas indesejáveis

É comum, em uma conversa, perguntarem a sua idade ou o seu salário. Os vietnamitas acreditam sinceramente que esses assuntos podem animar a conversa e mostrar interesse das pessoas.

6 – Sempre diga “sim”

Os vietnamitas não gostam de responder “não” às pessoas. E se o seu pedido não estiver claro para um local, ele concordará e continuará repetindo “sim” como resposta. Nessas situações, é importante. prestar muita atenção na reação da pessoa. Normalmente, um sorriso estranho indica que as coisas não estão muito claras.

7 – Tempo

A pontualidade não é o forte dos vietnamitas. Se um deles combinou algo contigo “em 5 minutos” ou “amanhã”, é provável que o compromisso seja adiado indefinidamente.

Leia mais:  Ela passou 3 anos para transformar ônibus velho numa casa móvel, e ficou incrível

8 – Dinheiro

Em 2003, as cédulas de polímero sintético substituíram as cédulas de algodão. As cédulas de polímero sintético não estragam quando são molhadas.

9 – Esportes

Os vietnamitas adoram esportes. Os mais populares por lá são o futebol e o voleibol. O voleibol local também é chamado pepak takraw, que é semelhante ao voleibol clássico com apenas uma exceção – ele é jogado com as pernas.

10 – Unhas

Se um homem tem unhas compridas, isso significa que ele pode se dar ao luxo de não trabalhar no campo ou em outro emprego mal remunerado. Muitos homens no Vietnã usam esse método simples para demonstrar seu status social. As tarefas domésticas geralmente ficam a cargo da esposa.

 

Fonte: Tudo Interessante

 

publicidade

Curiosidades

9 Alimentos que podem guardar perigos ocultos para a sua saúde

Publicado

Muitas vezes compramos alimentos “saudáveis” achando que não há qualquer risco para a nossa saúde, mas até mesmo alimentos que nem imaginamos, como um simples alface, podem oferecer riscos e estar repletos de bactérias, principalmente quando manuseados sem higiene. Veja abaixo algumas maneiras de evitar problemas ao se alimentar.

1 – Mariscos em conserva

De acordo com pesquisas, este tipo de alimento contém muito mais levedura do que o permitido, o que significa que há violações dos padrões sanitários durante a produção. O mais apropriado é comer frutos do mar congelados.

2 – Carne moída

Especialistas descobriram bactérias como E. coli, salmonela e listeria na carne moída. É por isso que é melhor cortar pedaços finos de carne e fritá-los do que consumir a carne moída.

3 – Queijo

Não há produtos químicos tóxicos nos queijos, mas os microrganismos patogênicos que causam intoxicação podem entrar nos queijos em qualquer fase da sua produção, existindo o risco de pegar brucelose (Infecção transmitida de animais para pessoas) e listeriose (infecção bacteriana) se o leite não pasteurizado de animais doentes for usado durante a produção. É por isso que você deve comprar apenas queijo de fabricantes confiáveis, se for possível.

Leia mais:  8 Segredos bastante curiosos escondidos por trás de pinturas famosas

4 – Ovos

A salmonela é uma bactéria presente não só na casca do ovo, como também dentro dele, e que é uma das principais causadoras de intoxicação alimentar, podendo levar até mesmo à morte. Não consuma ovo cru e lave a casca do ovo antes de consumi-lo.

5 – Frango

Uma gota de suco de carne de frango crua contém bactérias Campylobacter suficientes para infectar uma pessoa, causando febre e problemas gastrointestinais. A bactéria se espalha muito rápido quando lavamos a carne, ficando em nossas mãos, avental, balcões etc. É preciso minimizar o contato com o frango cru e lavar a tábua e as facas longe do resto dos pratos. Se for possível, lave tudo em água fervente.

6 – Atum

Quando o peixe é descongelado e armazenado de forma errada, é formada uma proteína tóxica chamada de escombrotoxina, que pode causar um tipo de intoxicação alimentar que leva a erupções cutâneas, vômitos, dores no estômago, diarreia, alteração da frequência cardíaca e até perda de visão. A solução é descongelar o atum sem deixá-lo entrar em contato com o ar, retirá-lo do congelador e colocá-lo na prateleira mais baixa da geladeira sem abrir o pacote.

Leia mais:  15 Coisas bizarras achadas por quem não fazia ideia do que elas eram

7 – Salsichas e produtos à base de carnes

Segundo pesquisas, 12% das salsichas e outros produtos à base de carne estão infectados com E. coli e microrganismos patogênicos (listeriose e salmonela). A listeriose é perigosa principalmente para pessoas idosas, gestantes, recém-nascidos e crianças com menos de um ano de idade, podendo causar danos ao sistema nervoso e até meningite.

8 – Alface

Você deve estar surpreso pelo fato de a alface integrar a lista. Os cientistas do “Center for Science in the Public Interest (CSPI)”, ONG americana que defende os direitos dos consumidores, fizeram uma pesquisa para descobrir quais alimentos levavam ao maior número de casos de intoxicação alimentar. Alface acabou ficando em primeiro lugar, sendo responsável por 13.568 casos conhecidos de intoxicação. Portanto, mesmo que a alface esteja bem embalada e “pronta para comer”, é melhor lavá-la muito bem antes de consumi-la.

9 – Refrigerante

Além da obesidade e danos no fígado e nos dentes, o refrigerante também é perigoso para os ossos, já que contém ácido fosfórico e cafeína, que levam à diminuição da densidade mineral óssea (DMO) e eventualmente à osteoporose.

Continue lendo

Mais Lidas da Semana