conecte-se conosco

Entretenimento

Advogado da família de Marília Mendonça explica polêmica com Naiara

Publicado


source
Naiara Azevedo e Marília Mendonça gravaram a música em 2020
Divulgação/Marcel Bianchi

Naiara Azevedo e Marília Mendonça gravaram a música em 2020

Equipe de Naiara Azevedo pode publicar o single ‘50% Por Cento (A Culpa é Sua)’ sem maiores problemas. A música gerou polêmica após o anúncio de que Naiara lançaria o single com Marília Mendonça durante a participação no ‘BBB 22’ sem autorização prévia da família. 

João Gustavo, irmão de Marília, se desculpou e explicou o porquê da reação que teve ao saber do lançamento do single. Em nota enviada ao iG Gente pela assessoria jurídica da família, é explicado que a posição contrária ao lançamento era por um vídeo produzido após a morte de Marília para divulgar a música.

“Conforme foi noticiado, a equipe da Naiara Azevedo nos procuraram e entenderam nossa posição contrária ao lançamento de uma gravação feita após a morte da Marília. Um vídeo totalmente diferente daquilo que a Marília havia feito em vida, com um tom apelativo de tristeza e sofrimento”, diz a nota. 

“Minha irmã sempre levou alegria e felicidade por onde passava, essa é a imagem que queremos defender. Nunca fomos contrários ao lançamento do vídeo feito em vida pela Marília com a Naiara, essa era a vontade dela e será respeitado. A equipe da Naiara se comprometeu a não utilizar o vídeo gravado após a morte da Marília e vão utilizar o videoclipe gravado em vida pela Marília para a divulgação da música 50%”, afirma. 

Leia mais:  Yuri Marçal celebra lançamento no streaming: 'Misto de sentimentos'

Leia Também

João Gustavo pede desculpas pela “forma intempestiva como agi, criticando de uma forma dura a artista Naiara”. “Quando minha mãe tomou conhecimento do vídeo que queriam lançar, ela ficou muito triste e vê-la daquela forma me fez perder a cabeça e agir de uma forma impulsiva”, diz João Gustavo na nota.

“Hoje, de cabeça fria, reconheço que fui duro nas palavras e por não ter compromisso com o erro, peço desculpas à Naiara e toda sua equipe”, afirma. Na ocasião, João Gustavo expôs a situação e insatisfação com Naiara. “Todo mundo já sabia que você entraria no ‘BBB’ para se promover, e eu sei que você não vai tirar o nome da minha irmã da boca. Então, eu vou fazer de tudo para que você não fique nessa casa”, disse o cantor, no Twitter. 

Leia mais:  'Meu Deus, meu senhor': cantor de viral do TikTok não ganha dinheiro


O advogado da família, Robson Cunha, explicou para o iG Gente que a família não barrou o lançamento. Na realidade, não autorizou o vídeo de lançamento. “Esse vídeo possuía um tom totalmente apelativo e sensacionalista. A família nunca se negou a permitir a divulgação do vídeo clipe original, gravado em vida pela Marília”, diz Robson. 

Ele também afirma que não houve nenhuma movimentação judicial por causa da música. “As polêmicas foram criadas por falta de informação do público. Visto que entenderam que a família estaria ‘barrando’ o lançamento, quando na verdade não era isso”, comenta. 

Robson diz também que a família respeita a vontade de Marília.  “Os materiais gravados antes da morte da Marília, refletem a vontade dela de lançar”, diz. Ele também afirma que em respeito aos familiares, aconselha músicos a conversar com a mãe da cantora. “Até para que os interessados tenham o apoio da família, é sempre importante que conversem com a dona Ruth antes da intenção de cada lançamento para que ela possa autorizar formalmente”, afirma. 

Fonte: IG GENTE

publicidade

Entretenimento

Orochi procurou Cauã Reymond após ataque de pitbulls: ‘Foi resolvido’

Publicado

O rapper Orochi, que está sendo investigado pela polícia por conta do ataque de seus pitbulls a Cauã Reymond e outros moradores do condomínio em que os dois moram, no Rio, ligou para o ator no mesmo dia do fato. Segundo a assessoria de imprensa do ator, o contato foi feito por meio de mensagem, os cães foram retirados do local e ”tudo ficou resolvido entre eles, com Cauã sendo um grande admirador do trabalho de Orochi”.

O ataque aconteceu no último dia 12, por volta das 20h30, quando Cauã Reymond passeava com seus dois cães, a mulher, a modelo Mariana Goldfarb, e sua filha, Sofia, de 10 anos. Na hora, os pitbulls, que ficavam soltos e sem coleira nas ruas do condomínio, começaram a brigar entre si. Num gesto de proteção, um dos cachorros do ator, que estava na coleira, saiu correndo na direção dos pitbulls para defender a família do ator, que procurou a polícia depois do incidente.

Orochi informou, por nota, que os “fatos alegados são contraditórios e serão devidamente apurados no judiciário”. “Os cães não são de minha propriedade, assim como em todos os supostos episódios de fugas dos cães, eu não tive qualquer ação ou omissão que deixasse os cães escapar. Apesar disso, há uma ainda não explicada intenção de atribuir a mim, talvez o único jovem negro proprietário de um imóvel no Joá, a pecha de criminoso”, disse o cantor.

Leia mais:  Mãe de Zé Felipe chama Virginia de "filha emprestada" em homenagem

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

Mais Lidas da Semana