conecte-se conosco

Internacional

Após relatório, Papa promete justiça a vítimas de abusos

Publicado


source
Após relatório, Papa promete justiça a vítimas de abusos
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Após relatório, Papa promete justiça a vítimas de abusos

Um dia após a divulgação de um relatório sobre casos de pedofilia na Arquidiocese de Munique, o papa Francisco afirmou nesta sexta-feira (21) que a Igreja Católica tem o compromisso de “fazer justiça” às vítimas de crimes cometidos pelo clero.

O pontífice deu a declaração durante uma audiência com integrantes da Congregação para a Doutrina da Fé, mas sem citar a investigação conduzida na Alemanha.

“A Igreja, com a ajuda de Deus, está levando adiante o firme compromisso de fazer justiça às vítimas dos abusos praticados por seus membros, aplicando com particular atenção e rigor a legislação canônica prevista”, disse Francisco.

Um relatório divulgado na última quinta-feira (21) lista pelo menos 497 alvos de abusos sexuais na Arquidiocese de Munique e Freising entre 1945 e 2019 e aponta “comportamentos errôneos” do papa emérito Bento XVI em quatro casos.

A investigação foi conduzida pelo escritório de direito Westpfahl Spilker Wastl, a pedido da própria Igreja alemã, e diz que a maior parte das vítimas era do sexo masculino, sendo que 60% tinham entre oito e 14 anos de idade.

Leia mais:  EUA oferecem recompensa por informações sobre hackers russos

O relatório ainda lista pelo menos 235 agressores, incluindo 173 padres, nove diáconos, cinco referentes pastorais e 48 funcionários escolares.

Entre outras coisas, o documento diz que Bento XVI, arcebispo de Munique entre 1977 e 1982, não tomou nenhuma atitude contra quatro padres acusados de abuso sexual em sua arquidiocese.

Leia Também

Um deles foi o sacerdote Peter Hullerman, transferido de Essen para Munique em 1980, após ter sido acusado de violentar um garoto de 11 anos, e que manteve suas funções pastorais apesar da denúncia.

A desculpa para a transferência era de que o sacerdote, que admitira o crime, estava passando por tratamento psiquiátrico em Munique – a denúncia não foi reportada à polícia pelas autoridades católicas.

Em 1986, já com Ratzinger no Vaticano, Hullerman seria condenado por abusar de outras crianças, porém com pena suspensa, e acabou se tornando símbolo de como a Igreja alemã tratava casos do tipo.

O relatório também diz que “não foi identificável” um eventual interesse do atual papa emérito pelas vítimas. Em declaração por escrito incluída no inquérito, Ratzinger nega as acusações e afirma que não sabia do histórico de abusos de Hullerman.

Leia mais:  Ucrânia diz que prevalecerá enquanto batalha ao leste se arrasta

Após a divulgação do relatório de Munique, a Santa Sé afirmou que ainda não conhece o conteúdo do documento e que, nos próximos dias, “poderá examinar seus detalhes”.

“Ao reiterar o senso de vergonha e o remorso pelos abusos contra menores cometidos por clérigos, a Santa Sé assegura proximidade a todas as vítimas e confirma o caminho de proteger os menores, garantindo a eles ambientes seguros”, disse o porta-voz Matteo Bruni, sem mencionar as citações a Bento XVI.

Fonte: IG Mundo

publicidade

Internacional

O que se sabe sobre as mortes de 21 adolescentes em boate na África

Publicado

Ao menos 20 jovens foram encontrados morto em discoteca na África do Sul
Reprodução

Ao menos 20 jovens foram encontrados morto em discoteca na África do Sul

As autoridades sul-africanas investigam as mortes de 21 adolescentes em uma boate na cidade de East London . Os corpos encontrados neste domingo no Enyobeni Tavern não tinham sinais de violência ou ferimentos. As autoridades suspeitam que as mortes podem estar relacionadas ao consumo de álcool ou narguilé. Relatos de jovens que estavam no local, no entanto, dão conta da presença de cheiro de gás no espaço.

Doze das vítimas eram homens e nove, mulheres. A festa marcava o final do período de provas.

“Essas crianças morreram das 2h até as 4h da manhã. Eles morreram enquanto dançavam. Eles dançaram e caíram e morreram. Outros ficaram tontos e adormeceram no sofá e morreram. Alguém deveria ter feito alguma coisa. Essas crianças deveriam estar sob a supervisão dos pais”, disse o ministro da Polícia, Bheki Cele.

O porta-voz da província de East Cape, Khuselwa Rantjie, disse à CNN americana que o dono da casa noturna não foi preso, mas o Conselho de Bebidas da província fechou o local nesta segunda-feira para permitir que as investigações sejam concluídas.

Leia mais:  Estudo confirma que erupção de vulcão em Tonga foi a maior do século

Exames toxicológicos das vítimas foram pedidos pela polícia. As suspeitas iniciais apontavam que o consumo de álcool poderia estar envolvido nas mortes. No entanto, novos detalhes surgiram na segunda-feira, quando os sobreviventes falaram de um cheiro forte e sufocante no prédio de dois andares lotado.

“O homem na porta, acho que era um segurança, fechou a porta e não conseguíamos respirar. Nós sufocamos por muito tempo e (estávamos) empurrando um ao outro. Cheirava a gás. Não tenho certeza se foi gás lacrimogêneo ou spray de pimenta”, disse uma jovem, que preferiu não se identificar, ao canal de televisão Al Jazeera.

Outros relataram que as mortes aconteceram quando parte dos clientes do estabelecimento tentava sair do local, enquanto outro grupo tentava entrar. Em meio a confusão que se instaurou, um gás teria sido liberado, segundo um relato obtido pelo jornal The Sowetan:

“Mais pessoas vindo do andar de cima caíram sobre nós tentando forçar a saída pela saída do andar de baixo enquanto outros tentavam entrar. Era difícil respirar, estava quente”, disse uma das vítimas, que chegou a desmaiar.

Leia mais:  EUA: atirador foi a hospital de Tulsa para assassinar cirurgião

O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, expressou suas condolências às famílias das vítimas.

“Enquanto o presidente aguarda mais informações sobre o incidente, seus pensamentos estão com as famílias que perderam crianças, bem como com as famílias que aguardam a confirmação de como seus filhos podem ter sido afetados”, disse um comunicado da presidência.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Mais Lidas da Semana