conecte-se conosco

Agro News

Aprosoja-MT apresenta propostas para desburocratização e melhorias de processos fiscais e tributários da SEFAZ

Publicado


Política Agrícola e Logística

Aprosoja-MT apresenta propostas para desburocratização e melhorias de processos fiscais e tributários da SEFAZ

Entre as dificuldades apresentadas pelos produtores rurais está a apresentação de nota fiscal por meio eletrônico

20/01/2022

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) apresentou propostas de aperfeiçoamento dos processos relativos à fiscalização estadual junto a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT). As demandas foram elencadas em reunião realizada por videoconferência, na terça-feira (18.01), entre o consultor de Política Agrícola da Aprosoja-MT, Thiago Rocha, e a responsável pela Unidade de Contencioso Administrativo Tributário – UCAT e presidente do Conselho de Contribuintes do Estado, Maria Célia de Oliveira Pereira.

Dentre os temas abordadas estão o fortalecimento do conselho de contribuintes como caminho para a redução do contencioso e das judicializações de créditos tributários; o aumento da representatividade do agro nas câmaras de julgamento, hoje com apenas um assento; a publicação de acórdãos das decisões e a elaboração de um Código de Defesa do Contribuinte, instrumento já implementado em várias outras Unidades da Federação.

Leia mais:  Temporada proibitiva de fogo será aplicada dia 1° de julho em Mato Grosso

“Recebemos com muito otimismo a posse da servidora Maria Célia como Presidente do Conselho de Contribuintes. Todos conhecem sua postura de defesa do erário e também de uma característica muito importante para a posição, ela ouve genuinamente as reclamações dos contribuintes, enfatizou Rocha.

Aprosoja Mato Grosso ainda destacou a importância de solucionar problemas tributários. “O mundo evolui na direção do modelo multiportas para a solução de conflitos tributários e o Conselho de Contribuintes do estado de Mato Grosso é sem dúvida o âmbito ideal para esse aperfeiçoamento”, finaliza o consultor de política agrícola.

Outros encaminhamentos – Na quarta-feira (19.01), a entidade encaminhou, via ofício, dois outros temas para o Secretário de Estado de Fazenda, Rogerio Gallo. Os assuntos são a regulamentação do trânsito de mercadorias amparado por Notas Fiscais Eletrônicas em meio digital, apresentadas a fiscalização volante pelo contribuinte ou transportador por meio de dispositivos eletrônicos como celulares e tablets e a solicitação de criação da Procuração Fiscal Eletrônica. Isso porque os produtores tiveram que se adaptar a ausência ou a má qualidade do sinal de dados em algumas regiões para emitirem as escriturações fiscais que migraram para os meios digitais, não tendo sentido o Fisco permanecer solicitando documentos impressos durante as fiscalizações volantes.

Leia mais:  Vacinação contra brucelose encerra dia 30 de junho

Confira o ofício clicando aqui

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

publicidade

Agro News

Rendimentos de trigo produzidos na Ucrânia podem ser reduzidos, enquanto os de milho podem aumentar

Publicado

A unidade de pesquisa agrícola SovEcon da Rússia reduziu seu rendimento de grãos ucraniano em 2022 em 1,4 milhão de toneladas, para 20,7 milhões de toneladas. Na temporada de 2021, o valor total registrado foi de 32,2 milhões de toneladas.

Em termos de safra de milho do país, a consultoria aumentou sua previsão em 1,1 milhão de toneladas, para 28,1 milhões de toneladas ante 42,1 milhões de toneladas até 2021.

De acordo com Andrey Sizov, analista do mercado de trigo da região do Mar Negro e diretor da SovEcon, em um relatório enviado aos clientes, os rendimentos do trigo são baixos nas áreas devastadas pela guerra. Soma-se a isso o baixo rendimento de grãos devido à falta de chuvas. “Grande parte das áreas semeadas recebeu apenas 60% e 80% da precipitação normal durante os últimos meses”, disse.

Odessa, uma cidade costeira da Ucrânia na costa do Mar Negro, recebeu menos de 50% das chuvas. “A produtividade atual de cevada de inverno na região, com queda de 50% em relação à temporada anterior, indica que a produção de trigo também provavelmente será baixa”, disse ele.

Leia mais:  Justiça concede liminar à Aprosoja em ação contra Monsanto

Por outro lado, a produtividade média do milho aumentou para 6,10 toneladas/hectare de 5,86 toneladas/hectare, e a disponibilidade de insumos agrícolas superou as expectativas.

As condições climáticas são um tanto quanto desfavoráveis devido a ausência de chuvas, lembrou Sizov.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima que a safra de trigo da Ucrânia seja de 21,5 milhões de toneladas e a de milho seja de 25,0 milhões de toneladas.

Fonte: Agroplus.tv

Fonte: AgroPlus

Continue lendo

Mais Lidas da Semana