conecte-se conosco

Economia

Dia do Aposentado: como ficam as regras de transição em 2022?

Publicado


source
Dia do Aposentado: como ficam as regras de transição em 2022?
Martha Imenes

Dia do Aposentado: como ficam as regras de transição em 2022?

Nesta segunda-feira, 24 de janeiro, é celebrado o Dia do Aposentado. Para lembrar a data, o iG  listou as  mudanças para quem deseja se aposentar em 2022. Três delas são nas regras de transição, criadas pela reforma da Previdência para os trabalhadores que já estavam no mercado quando entrou em vigor, em novembro de 2019. Confira:

Sistema de pontos

A pontuação, composta pela soma da idade e dos anos de contribuição, passou por mudanças no dia 1º de janeiro. Agora, para se aposentar, as mulheres precisam ter 89 pontos, e os homens, 99.

Esse número sobe um ponto a cada ano até chegar em 100 pontos para elas e 105 para eles.

Idade mínima e tempo de contribuição

Desde que a reforma da Previdência entrou em vigor, não é mais possível se aposentar apenas pelo tempo de contribuição. Agora, também é necessário atingir uma idade mínima.

Mulheres com 30 anos de contribuição podem se aposentar com 57 anos e seis meses de idade. Homens, por sua vez, podem se aposentar com 62 anos e seis meses de idade ao cumprir 35 anos de contribuição.

Essa idade aumenta um ano a cada ano até atingir 62 anos para elas e 65 para eles. 

Leia Também

Idade mínima

Para quem pretende pedir a aposentadoria pela regra de transição da idade mínima em 2022, é necessário ter 61 anos e seis meses, no caso das mulheres, e 65, no caso dos homens. O tempo mínimo de contribuição é de 15 anos em ambos os casos.

Pedágios de 50% e de 100%

As regras que exigem pedágio de 50% ou 100% do tempo que faltava para se aponsentar não sofrem alteração. 

  • Pedágio de 50%
Leia mais:  Caixa paga Auxílio Brasil a beneficiários com NIS final 9

O pedágio de 50% vale para aqueles que precisavam de até dois anos para se aposentar pelo tempo mínimo de contribuição. Ou seja, para mulheres com 28 anos de contribuição e homens com 33.

Essas pessoas poderão contribuir por um período adicional, que corresponde a 50% do que faltava. 

Por exemplo: se faltavam dois anos para se aposentar, essa pessoa terá que trabalhar três anos (dois anos mais a metade de dois).

  • Pedágio de 100%

Nesse caso, o trabalhador poderá pagar um pedágio sobre o tempo que falta para se aposentar. Ou seja, se faltam três anos para se aposentar, ele deverá trabalhar por mais três, no total de seis anos. Mas é necessário ter idade mínima de 57 anos para mulheres e de 60 anos para homens.

publicidade

Economia

MPT abre inquérito para apurar denúncias de assédio sexual na Caixa

Publicado

Funcionária acusam Pedro Guimarães de assédio sexual
Isac Nóbrega/Presidência

Funcionária acusam Pedro Guimarães de assédio sexual

O Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal vai apurar as denúncias de assédio sexual contra o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. A chamada “notícia de fato” foi oferecida pelo procurador Paulo Neto.

Como Neto é o responsável por investigar casos relacionados ao tema, caberá a ele próprio fazer a análise preliminar das denúncias e dar seguimento às investigações. No documento, o procurador cita os relatos de funcionárias da Caixa revelados pelo portal “Metrópoles”. Não há prazo para que o MPT defina se prosseguirá ou não com as investigações.

As denúncias de assédio contra o presidente da Caixa foram abafadas pela instituição. De acordo com funcionárias, os casos envolvem ainda um vice-presidente da instituição.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Leia mais:  Arrecadação chega a R$ 195 bi em abril, a maior para o mês desde 1995

Até o momento, nem Pedro Guimarães e nem a Caixa se manifestaram sobre o caso. Nesta quarta, o presidente compareceu a um evento da instituição ao lado de sua mulher. Na ocasião, Guimarães discursou e afirmou que tem “uma vida inteira pautada pela ética”.

“Quero agradecer a presença de todos vocês, da minha esposa, acho que a mulher é muito cara, são quase 20 anos juntos, dois filhos, uma vida inteira pautada pela ética, tanto é verdade que quando o assumi o banco, o banco tinha os piores ratings das estatais, dez anos de balanço com ressalvas”, afirmou o presidente da Caixa.

Fonte: IG ECONOMIA

Continue lendo

Mais Lidas da Semana