conecte-se conosco

Política MT

Emenda garante compra de equipamentos odontológicos para Alto Taquari

Publicado


Foto: Ronaldo Mazza

Uma emenda parlamentar de autoria do deputado estadual João Batista do Sindspen (PROS), no valor de R$94.965,00; foi aportado no início desta semana nos cofres públicos do município de Alto Taquari (distante a 482 km de Cuiabá), e deverá ser utilizado para compra de equipamentos odontológicos. O recurso financeiro, como explicou o parlamentar, é uma iniciativa que foi articulada de forma conjunta com o vereador Gregório T. M. de Almeida (PSB), popularmente conhecido na região como “Dr. Gregório”.

João Batista disse que o início de 2022 está sendo “positivo”, para a maioria dos municípios de Mato Grosso, pois há várias notícias de que o governo do estado estaria regularizando os repasses financeiros oriundos das emendas parlamentares.

“Para nossa alegria, logo no início do ano, o governo do estado pagou a nossa emenda no valor de quase R$ 95 mil, que será destinada para a área da saúde do município de Alto Taquari. Esta é uma iniciativa que foi concretizada graças a solicitação do vereador Gregório, que é muito atuante e que tem vários serviços prestados na cidade”, disse o deputado.

Leia mais:  Disque-denúncia animal criado por Ulysses Moraes ajuda a combater o maus-tratos em Mato Grosso

O parlamentar também lembrou que foi graças a outra parceria feita com o Dr Gregório, no mês de agosto do ano passado, que resultou na destinação de uma outra emenda, no valor de R$ 50 mil, destinado para Escola Estadual Dennis Manerich de Oliveira. “O vereador sempre está buscando mais incentivos para sua cidade junto ao nosso Parlamento, e tenho orgulho em dizer que o nosso gabinete sempre tem atendido suas demandas, principalmente as pautas ligadas à saúde e educação”, completou o deputado.

2021 – Os valores destinados pelo deputado estadual João Batista do Sindspen através de emendas parlamentares à saúde pública durante o ano de 2021, totalizam o montante de R$ 859,965,00 (oitocentos e cinquenta e nove mil, novecentos e sessenta e cinco reais). Dentre os valores destinados, alguns estão empenhados, outros aguardando execução e muitos deles já foram pagos aos cofres municipais. A expectativa para 2022 é que mais emendas sejam aplicadas em prol da população mato-grossense.

Fonte: ALMT

publicidade

Política MT

Assembleia aprova “Programa de Alimentação Balanceada” para escolas de MT

Publicado

Foto: Karen Malagoli

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou, em segunda votação, o Projeto de Lei nº 77/2019 que cria o Programa de Alimentação Balanceada em escolas públicas e privadas de educação infantil, ensino fundamental e médio do Estado de Mato Grosso.

Desenvolvido pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT), a instalação do programa tem por finalidade a promoção da alimentação saudável, obedecendo a padrões de qualidade nutricional e de vida indispensáveis à saúde dos alunos do estado. “Criamos o projeto para impedir que essas crianças e adolescentes se alimentem de uma maneira não saudável, cresçam e venham a adquirir alguma doença crônica por essa má alimentação na infância. Apesar das mudanças, esse substitutivo ainda prevê orientações, campanhas e abordagens para propiciar, não só uma alimentação balanceada, mas a prática de alguma atividade física”, disse.

Com essa aprovação, as instituições escolares devem promover mecanismos efetivos à promoção da alimentação saudável junto à comunidade escolar, alunos, famílias, professores, funcionários da escola, proprietários e funcionários de cantinas escolares. Além de promover a disseminação de informações multifatoriais sobre o consumo consciente de alimentos e hábitos de vida saudáveis para o combate a obesidade, diabetes, hipertensão.

Leia mais:  Faissal aponta supostas irregularidades em concurso da Saúde

A proposição também prevê a capacitação dos responsáveis dos aspectos higiênico-sanitários relevantes para o exercício do comércio de alimentos de acordo com os regulamentos da Secretaria Estadual da Saúde.

O texto é um substitutivo à proposição que proibia a venda de doces, refrigerantes, salgados fritos e outros alimentos industrializados que colaborassem para o desenvolvimento de da obesidade, diabetes e hipertensão em cantinas de instituições de ensino do estado.

Agora, o projeto aguarda sanção ou veto do governador Mauro Mendes (União).

Fonte: ALMT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana