conecte-se conosco

Mato Grosso

Estado divulga quase 2 mil oportunidades de emprego nessa semana

Publicado


O Sistema Nacional de Emprego (Sine-MT), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), divulgou quase 2 mil vagas de trabalho nessa semana. Mecânico, açougueiro, supervisor de vendas, operador de caixa são algumas das vagas disponíveis pelo Estado.

Na Capital e no interior, ao todo, estão disponíveis 1.983 vagas de emprego. Os interessados devem procurar a unidade mais próxima, dentre os 33 postos do Sine instalados em 30 municípios de Mato Grosso, com os documentos pessoais e comprovante de residência.

Em Sapezal (a 560 km de Cuiabá) estão disponíveis 335 vagas de emprego nas áreas de armador de ferros, auxiliar administrativo, carpinteiro, borracheiro, entre outros. No município de Sinop (477 km de Cuiabá) estão disponíveis 262 oportunidades: babá, balanceador, banhista de animais domésticos e auxiliares de produção.

Outro município em destaque é Sorriso (a 199 km de Cuiabá), com 184 oportunidades nas áreas de engenheiro civil, conferente de logística, auxiliar de lavanderia, fiscal de loja, vendedor interno, técnico de refrigeração (instalação), operador de betoneira e analista de recursos humanos. 

Leia mais:  Instituto INCA e Sedec promovem projeto para aquecer setor de eventos de Cuiabá e Várzea Grande

Já em Lucas do Rio Verde (a 332 km de Cuiabá) são 201 oportunidades. Para o público em geral que mora em Cuiabá e Várzea Grande as 111 vagas disponibilizadas. Já para as pessoas com deficiência (PCD) estão distribuídas 15 vagas, dentre elas: assistente de vendas, auxiliar de limpeza, estoquista e manobrador.

Atendimento

Além do trabalho de intermediação de mão-de-obra, o Sine realiza serviço de habilitação do seguro desemprego, atendimento orientado sobre a utilização da Carteira de Trabalho Digital e Previdência Social. É preciso verificar na unidade a disponibilidade das vagas, que são ofertadas diariamente.

Os interessados podem comparecer aos postos de atendimento, portando documentos pessoais e comprovante de residência, facilitando os trâmites do atendimento. Procure os postos mais próximos de sua residência.

Fonte: GOV MT

publicidade

Mato Grosso

Alunos da Escola Estadual Gilvan de Souza participam de experiência inédita

Publicado

Com o objetivo de desenvolver atividades pedagógicas interdisciplinares, pautadas no tema “Arte além dos muros”, e aprimorar o conhecimento sobre os artistas Romero Brito, Tarsila do Amaral e Leonardo da Vinci, a Escola Estadual Gilvan de Souza, em Porto Alegre do Norte (1.139 km de Cuiabá), investiu em uma atividade, que enriquece a educação e auxilia na aprendizagem.

Entre os meses de fevereiro e maio, as artes plásticas se tornaram rotina, envolvendo comunidade escolar, profissionais da educação e sociedade, como expectadora desta novidade, e passa a fazer parte do Projeto Político-Pedagógico (PPP) da escola. “Foi uma experiência que deu certo e, certamente, fará parte da nossa rotina pedagógica de agora em diante”, disse o diretor Jhonnathan Rodrigues.

Ele lembra que a pintura é um dos meios de comunicação mais utilizados pela sociedade desde a Pré-História. Por meio dela é possível conhecer o passado, descobrir hábitos e costumes, a sociedade, a cultura e os diferentes estilos de cada época. “A pintura, no nosso caso, foi usada como forma de expressar ideias, de passar para a tela o que cada um sente através dos desenhos e cores”.

Leia mais:  Governador vistoria, inaugura e lança novas obras na região de Alta Floresta e mais cinco cidades

Segundo ele, nas releituras feitas em trabalhos de Romero Brito, Tarsila do Amaral e Leonardo da Vinci, cada estudante envolvido refletiu o seu olhar de autor, revelando outras interpretações sobre as obras. “Cumprimos o nosso objetivo”, avaliou Jhonnathan.

A finalização do projeto “Arte além dos muros”, em 23 de junho, contou com a participação dos 150 alunos da escola, que atende a Educação de Jovens e Adultos (Ensino Fundamental e Ensino Médio), alunos dos Sistema Prisional, e sala de recurso multifuncional (Educação Especial).

“Foi uma experiência gratificante e inesquecível, principalmente para os 20 alunos da EJA, que protagonizaram as pinturas. A riqueza e expressividade das linguagens artísticas e manifestações culturais enriqueceram a aprendizagem, sem sombra de dúvida”, acrescentou o diretor.

Para a professora de Arte, Lilian Rwany Sousa Coelho, a avaliação do projeto foi positiva. Os alunos foram os protagonistas de todo o processo, do início à culminância do projeto. “O projeto fez com cada aluno refletisse sobre a sua importância no meio em que vive, potencializou suas capacidades cognitivas e possibilitou envolver toda comunidade escolar, pois a exposição dos trabalhos foi além dos muros da escola”, analisou.

Leia mais:  Governo de MT já aplicou R$ 545 milhões em multas por crimes ambientais em 2022

Ela confirmou que o projeto seguiu as competências da Base Nacional Comum Curricular, a BNCC. “O resultado prático foi promover uma estratégia de ensino prazerosa, com atividades em que o estudante coloca as mãos na massa, possibilitando um desenvolvimento formativo, contínuo e processual na rotina de aprendizado”, finalizou Lilian.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana