conecte-se conosco

Policial

Estelionatários são presos pela 2ª DP na Capital após aplicar golpe em SC

Publicado

Em apoio a Polícia Civil de Balneário Piçarras, Santa Catarina,  policiais da 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé prenderam dois estelionatários envolvidos no golpe da compra de um carro, que foi anunciado no site OLX. Dois homens, sendo um que emprestou a conta para o depósito, foram presos na tarde de segunda-feira (02.07), em Cuiabá.

A vítima efetuou dois depósitos em conta-corrente do Banco do Brasil, agência da Morada da Serra, em nome do correntista Lucas dos Santos Paiva, sendo um no valor de R$ 2 mil e o segundo no valor de R$ 27 mil, totalizando R$ 29 mil o prejuízo com a falsa compra.

Uma quantia de R$ 6 mil foi bloqueada em conta-corrente, mas a maior parte do dinheiro foi sacada no mesmo dia do depósito, sexta-feira passada, 29 de junho.

Os golpistas se aproveitaram da venda de um veículo Ford/Focus Titanium, cujo proprietário e comprador moram em Santa Catarina. O verdadeiro dono do carro anunciou a venda por R$ 40 mil. Mas o anúncio que a vítima/compradora teve acesso era um preço inferior ao do mercado. O carro era oferecido por R$ 29 mil e tinha como intermediador um homem chamado de Walter Calza Neto.

Leia mais:  Polícia Civil recebe terreno para construção de nova delegacia em Araputanga

De boa fé, a vítima, interessada no automóvel, chegou a ir até a cidade de Jaraguá do Sul (SC), local onde o veículo estava para fazer conferência, mas o suspeito (suposto vendedor) não estava. Ele disse a vítima que estava recebendo o carro em pagamento de dívida e solicitou para que a vítima não mencionasse seu nome. A mesma história foi contada para o dono do veículo, que também recebeu instruções para não falar o seu nome.

O golpe foi quase consolidado em ambas partes. Mas o dono do veículo não entregou o carro ao comprador/vítima, pois o dinheiro não entrou em sua conta, embora o golpista teria recebido um falso comprovante de transferência bancária.Já a segunda vítima, compradora, ficou no prejuízo, uma vez que efetuou o depósito na conta do falsário.

Prisões – A prisão em flagrante dos dois criminosos foi realizada na tarde de segunda-feira (02) em agência do Banco do Brasil, localizada na avenida Fernando Correa da Costa. Os suspeitos Lucas dos Santos Paiva, 20, e Jonathan Wesley de Souza, 24, foram surpreendidos por policiais civis da 2ª DP da Capital, coordenados pelo delegado Richard Damasceno, no momento em que tentavam realizar saque do valor que ainda restava na conta.

Leia mais:  PRF, GAECO, Polícia Civil e Polícia Militar realizam ação conjunta de combate à subtração e desvio de fertilizantes

Conduzidos à 2ª Delegacia de Polícia de Cuiabá os suspeitos foram autuados em flagrante por estelionato.

publicidade

Policial

Polícia Civil identifica condutor do veículo envolvido em acidente de trânsito com morte

Publicado

Policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia do município de Barra do Garças, região leste do Estado, identificaram o condutor do segundo veículo envolvido em uma ocorrência de trânsito, ocorrida no domingo (26.06) e que resultou na morte da motociclista.

O acidente entre um Celta e uma motocicleta Honda GC125 Titan aconteceu no bairro Ouro Fino. Com a colisão a mulher de 44 anos que pilotava a moto foi a óbito. Já o carro ocupado pelo condutor e uma criança, não permaneceu no local após o acidente.

Em diligências realizadas pela 1ª Delegacia de Polícia de Barra do Garças, os policiais civis conseguiram identificar o proprietário do automóvel. No entanto, na segunda-feira (27), ele acabou se apresentando na delegacia acompanhado de um advogado.

Ao ser interrogado, o condutor relatou que a moto entrou bruscamente no cruzamento não sendo possível evitar a batida, bem como não ficou no local mas pediu para uma pessoa acionar o socorro. Habilitado, ele alegou que não ingeriu bebida alcoólica no dia dos fatos.

Leia mais:  PRF, GAECO, Polícia Civil e Polícia Militar realizam ação conjunta de combate à subtração e desvio de fertilizantes

A 1ª Delegacia de Polícia instaurou inquérito pelo crime de homicídio culposo, e a Lei não prevê prisão provisória, razão pela qual o condutor responderá em liberdade. As investigações continuam para o esclarecimento do acidente.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana