conecte-se conosco

Tecnologia

Facebook faturou R$ 158 milhões com anúncios falsos em quatro anos

Publicado

Facebook lucra com campanhas de desinformação
Unsplash

Facebook lucra com campanhas de desinformação

Em cerca de quatro anos, o Facebook faturou ao menos US$ 30,3 milhões (cerca de R$ 158 milhões, em conversão direta) em anúncios realizados por redes de comportamento inautêntico coordenado – como campanhas de desinformação -, mostra um levantamento feito pela revista Wired.

Os números são referentes ao período entre julho de 2018 e abril de 2022, e as redes foram posteriormente derrubadas pelo Facebook. Margarita Franklin, chefe de comunicações de segurança da Meta, confirmou à Wired que a receita de anúncios não é devolvida mesmo se os anunciantes forem banidos por ferirem as regras da plataforma.

De acordo com a empresa, nem todo o montante veio de anúncios que, de fato, violavam as regras do Facebook. Parte do dinheiro veio de publicidade autêntica, mas realizada pelas mesmas organizações que foram derrubadas por participarem de redes de comportamento inautêntico coordenado.

Dentre os comportamentos inautênticos com os quais o Facebook vem lucrando nos últimos anos, estão páginas falsas que visam enganar os usuários e, em grande parte dos casos, campanhas de desinformação.

O levantamento da Wired também revela que mais de US$ 22 milhões dos US$ 30,3 milhões foram gastos por apenas sete redes de comportamento inautêntico. Uma única campanha global ligada a um grupo de mídia de direita anti-China rendeu US$ 9,5 milhões aos cofres do Facebook.

Fonte: IG TECNOLOGIA

publicidade

Tecnologia

Android 13 é lançado com novidades em personalização e conectividade

Publicado

Android 13 foi oficialmente lançado nesta segunda-feira (15)
Giovanni Santa Rosa

Android 13 foi oficialmente lançado nesta segunda-feira (15)

O Google lançou oficialmente o Android 13 nesta segunda-feira (15). O sistema foi liberado para os Pixels primeiro. Outras marcas devem liberar atualizações ainda este ano. A gigante das buscas diz que Samsung, ASUS, Nokia, Motorola, OnePlus, Oppo, Sony e Xiaomi estão nessa lista. A décima-terceira versão do sistema do robozinho verde traz novidades visuais, de privacidade e de conectividade entre aparelhos.

Grande parte das características do Android 13 já era conhecida das versões de testes. O sistema estava liberado para testes de desenvolvedores desde fevereiro de 2022, e o último beta apareceu na metade de julho.

Ao longo destes meses, vimos muitos recursos que agora foram oficializados, como ícones que se adaptam ao tema da interface, um seletor de fotos para apps que não dá acesso a todos as imagens da sua galeria e um novo controle de música.

O que tem de novo no Android 13?

O Google destacou 13 recursos novos do Android 13:

  • Ícones personalizáveis para aplicativos que não são do Google, como parte do Material You;
  • Escolhas de idioma independentes para cada app;
  • Tocador de música atualizado, que destaca a arte do disco e tem uma barra de progresso;
  • Papel de parede com menor luminosidade e tema escuro na Hora de Dormir;
  • Seletor de fotos para apps que não libera o acesso a todos os arquivos da galeria;
  • Limpeza automática da área de transferência após um tempo, caso o usuário copie informações sensíveis como e-mail, endereço, celular ou login;
  • Apps terão que pedir permissão para enviar notificações;
  • Spatial Audio com rastreamento de cabeça: os fones se adaptam para dar a sensação de que o som vem de uma fonte fixa no espaço;
  • Transmitir mensagens do Android para um Chromebook. Funciona com o Google Mensagens e também com Signal e WhatsApp, entre outros;
  • Suporte a áudio Bluetooth Low Energy (LE);
  • Barra de tarefas para tablets atualizada, que permite arrastar e soltar qualquer app usando o modo tela dividida;
  • Tablets Android reconhecem diferenças nos toques de uma caneta stylus e de cada dedo da mão, ajudando quem desenha;
  • Copiar conteúdo no celular e colar no tablet. Este recurso estará disponível até o fim do ano.
Leia mais:  Twitter fora do ar: rede social passa por instabilidade nesta quarta


Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Mais Lidas da Semana