conecte-se conosco

Economia

Material escolar varia até 300% no RJ, mostra Procon

Publicado


source
Material Escolar
Toninho Tavares/Agência Brasília

Material Escolar

O Procon Estadual do Rio de Janeiro (Procon-RJ) realizou levantamento de preços dos principais itens que compõem a lista de material escolar. A pesquisa coletou os preços de 415 produtos em 32 estabelecimentos localizados na Regiões Metropolitana, Serrana e dos Lagos, Norte e Sul Fluminense e também na internet. A coleta e a análise de dados foram feitas entre os dias 10 e 19 deste mês. Os servidores identificaram variação de até 297% quando comparado o produto de igual marca em diferentes estabelecimentos.

Variados tipos de lápis, apontador, borracha, caderno, caneta, cola, hidrocor, lápis de cor, giz de cera, massa de modelar, resma de papel ofício, tabuada, tesoura, corretivo, dicionário e agenda escolar foram pesquisados.

“O levantamento de preços realizado pelo Procon-RJ mostra que se o consumidor pesquisar, ele consegue economizar muito na compra da lista de material escolar. Reaproveitar itens do ano anterior também é uma boa forma de gastar menos. É importante lembrar que a instituição de ensino só pode solicitar itens de uso individual do aluno ou que sejam utilizados em atividades previstas no plano pedagógico”, observou o presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho.

Sites

Os consumidores que fizerem a pesquisa de preço em sites antes de finalizarem a compra pela internet vão conseguir fazer uma boa economia. O mesmo caderno de 10 matérias com 200 folhas foi encontrado por R$39,99 em uma loja virtual e por R$22,30 em outra, uma oscilação de 79%. O apontador teve uma variação de preço de 297%, enquanto a massa de modelar, 149%.

O mesmo caderno de desenho grande foi encontrado por R$19,99 e R$8,90. Já a resma com 100 folhas ofício, os agentes constataram os valores de R$8,77 e R$4,20, oscilação de 109%.

Leia mais:  Auxílio Brasil: veja quem recebe o benefício na próxima quinta (14)

Região Metropolitana

Na capital, o item que teve a maior variação percentual de preço foi a tesoura sem ponta. O produto de mesma marca oscilou até 272%. O caderno de 96 folhas foi encontrado por R$5,90 e também por R$16, uma diferença de R$10,10. A caneta é outro material escolar que está no topo do ranking, com variação de 266%.

Em Niterói, dependendo da papelaria que o consumidor for comprar o apostador, ele pode pagar mais do que o triplo do valor, já que o mesmo produto foi encontrado por R$2,20 e R$7,90. O giz de cera foi outro material que teve grande variação percentual de preço, de até 105%.

Os moradores de Nova Iguaçu precisam ficar atentos onde comprar a lista de material. Lápis, apontador, dicionário, caderno pequeno e lápis de cor foram encontrados com variação acima de 100%, chegando a 251% no apontador. Diferença significativa de preços também foi identificada no caderno de 10 matérias com 200 folhas que é vendido por R$24,90 e R$12,99 em diferentes lojas.

Leia Também

Região Serrana

Na Serra, a pesquisa foi realizada no município de Nova Friburgo. A borracha teve variação percentual de 118%, enquanto a cola, 35%. O consumidor que comprasse a tabuada em uma loja, poderia pagar o dobro ao optar por comprar o mesmo item em outro estabelecimento. Já o conjunto de caneta hidrocor, era vendido por R$9,99 e R$4,49 em diferentes papelarias.

Norte Fluminense

Três cidades da região Norte Fluminense foram pesquisadas: Campos, Macaé e São João da Barra. Em Campos, o lápis oscilou 178%, enquanto a caneta e o apontador, 83% e 170% respectivamente. A caixa com 12 lápis de cor da mesma marca foi encontrada por R$32,90 e R$18,90 em lojas distintas.

Leia mais:  Amil tem até hoje para responder ANS sobre transferência de planos

Em Macaé, a maior variação percentual encontrada foi de 179% no caderno com 200 folhas. Já o preço do caderno pequeno com 96 folhas oscilou 87,78%. Se o consumidor comprar o conjunto com 12 lápis de cor em uma papelaria e não em outra, pode economizar R$13,75.

Os moradores de São João da Barra vão encontrar diferença significativa de preço na borracha, no caderno de 200 folhas e na caixa com 12 giz de cera. A variação de preços desses itens foi de 167%, 89% e 87% respectivamente.

Sul Fluminense

Em Barra do Piraí, a oscilação dos preços da caneta e do apontador foram muito parecidas, 278% e 273%. O corretivo líquido pode ser mais do que o dobro do preço em uma papelaria do que em outra. Já a resma com 100 folhas ofício foi encontrada por R$6,90 e R$4,10.

Região dos Lagos

O município pesquisado na Região dos Lagos foi Cabo Frio. O item que teve maior variação percentual foi o corretivo líquido, que chegou a ser 193% mais caro em um estabelecimento do que em outro. A agenda veio em seguida, com oscilação de até 149% e em terceiro foi o lápis, com 109%. O morador do município poderia economizar mais de R$9,00 dependendo da papelaria que efetuar a compra do lápis de cor.

O Procon-RJ ressalta que todas as comparações de preços citadas foram feitas em relação aos produtos da mesma marca. Destaca ainda que nem todos os itens foram encontrados em todos os estabelecimentos verificados. Este levantamento é um retrato da ocasião em que foi realizada a pesquisa e não há a garantia de que o consumidor irá encontrar os mesmos preços no momento em que for realizar a compra. A coleta e análise de dados foi feita entre os dias 10 e 19 deste mês.

publicidade

Economia

Nubank, Banrisul e mais empresas abrem 400 vagas em tecnologia

Publicado

Nubank, Banrisul e mais empresas abrem 400 vagas em tecnologia
Ana Marques

Nubank, Banrisul e mais empresas abrem 400 vagas em tecnologia

O Nubank é uma das empresas com vagas abertas para desenvolvedores, DevOps e gerente de tecnologia no Brasil. Mas há outros grandes nomes no compilado desta semana, incluindo mais um do setor financeiro, o Banrisul, que também busca profissionais de TI para preencher seu time. A seguir, veja mais informações sobre essas e outras oportunidades na área.

Nubank tem vagas em São Paulo

O Nubank está em sétimo lugar na lista de empresas que são o sonho dos brasileiros quando o assunto é vaga de emprego. Se você faz parte desse grupo de fãs da fintech, vale ficar de olho nas oportunidades em aberto para o setor de tecnologia.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

Atualmente, para o escritório de São Paulo, há posições disponíveis para especialista em dados, engenheiros de software, gerente de tecnologia e DevOps, entre outras. Algumas delas são exclusivas para pessoas com deficiência (PCD).

Para conhecer mais detalhes e realizar a candidatura, basta acessar a página de vagas do Nubank.

Banrisul tem 274 vagas em concurso

Profissionais de TI encontram 274 vagas para nível técnico no concurso público da Banrisul, que aceitará inscrições de 1º a 18 de julho (mediante taxa de R$ 173). As posições estão divididas em sete áreas:

  • segurança da tecnologia de informação
  • desenvolvimento de sistemas
  • transformação digital
  • gestão de tecnologia de informação
  • QA e analistas de teste
  • suporte à infraestrutura de TI
  • suporte à plataforma mainframe.
Leia mais:  Dólar sobre para R$ 4,91 e atinge maior valor em três semanas

Os selecionados serão contratados em regime de 30 horas semanais, e devem ter formação em qualquer curso de ensino superior. A princípio, as vagas são para Porto Alegre, mas há possibilidade de trabalho remoto.

Realize sua inscrição por meio do site do Cebraspe.

Agi busca profissionais de tecnologia

Ainda falando sobre empresas do setor financeiro, o Agi abriu cerca de 80 vagas para diversos times, incluindo o de tecnologia. Apesar de ter sede corporativa em Campinas, a companhia oferece modelos de trabalho híbrido e remoto, a depender do cargo.

Há posições para engenheiros de software backend, analista de cibersegurança, especialista em arquitetura de software e analista de operações, entre outras.

Você pode encontrar mais informações sobre os requisitos de cada vaga e o regime de contratação na página de carreiras do Agi.

Invillia tem vagas 100% remotas

A Invillia presta serviços de transformação digital para empresas, e oferece oportunidades de trabalho remoto para profissionais de tecnologia. Atualmente, há posições em aberto para desenvolvedor backend, analista de infraestrutura, desenvolvedor mobile (iOS) e analista de qualidade, entre outras.

Leia mais:  Saque extraordinário do FGTS: bandidos aplicam golpes em apps falsos

A companhia é bem avaliada no Glassdoor, plataforma que reúne comentários de funcionários e ex-colaboradores; e promete um universo próprio e imersivo para trabalho, que já recebeu prêmio da Microsoft.

Você pode encontrar os requisitos de cada vaga e mais informações sobre candidatura na plataforma Gupy.

Tecnocast 247 – O trabalho remoto ainda não é unanimidade

A pandemia inseriu diversas empresas na realidade do trabalho remoto. Muita gente torceu para que essa mudança forçada tornasse esse modelo o novo padrão. Mais de dois anos e algumas doses de vacina depois, vemos que não é bem assim. Mas quais são os motivos da desconfiança em relação a esse modelo? Falamos sobre o tema no Tecnocast 247. Dá o play!

Tecnocast · 247 – O trabalho remoto ainda não é unanimidade

Nubank, Banrisul e mais empresas abrem 400 vagas em tecnologia

Fonte: IG ECONOMIA

Continue lendo

Mais Lidas da Semana