conecte-se conosco

Mulher

Mulher do Fim do Mundo: Elza Soares e a luta feminista

Publicado


source
A artista morreu aos 91 anos de causas naturais
Divulgação

A artista morreu aos 91 anos de causas naturais

“A mulher do fim do mundo é aquela que busca, é aquela que grita, que reivindica, que sempre fica de pé. No fim, eu sou essa mulher”, disse Elza Soares em entrevista ao HuffPost Brasil, em 2020. A música de Alice Coutinho e Romulo Froes ganhou vida na voz da cantora, que morreu nesta quinta-feira (20), aos 91 anos . O álbum homônimo se destaca pelas composições que marcam um posicionamento assumidamente feminista da cantora, com letras e discursos inspirados na história de vida dela e que falam de amor,  sexo, violência doméstica e liberdade.

Aos 12 anos, Elza Soares foi forçada a se casar e, aos 13, daria à luz o primeiro filho. Ficou viúva aos 21 anos do primeiro marido e, anos depois, conheceu o jogador de futebol Mané Garrincha, com quem se casou anos depois. Do relacionamento, Elza foi vítima de violência doméstica e chegou a ter os dentes quebrados em um episódio de agressão. 

Com a verdade da própria vida, gravou “Maria da Vila Matilda”, onde cantou: “Cadê meu celular, eu vou ligar pro 180. Vou entregar teu nome e explicar meu endereço. Aqui você não entra mais, eu digo que não te conheço e jogo água fervendo se você se aventurar (…) Você vai se arrepender de levantar a mão para mim”.

Leia mais:  Buscas na internet sobre termo “machismo no Brasil” cresceram 263%

Elza cantava sobre amor, sobre a vida e sobre as mulheres.

Em 2015, ela lançou o marco
Redação

Em 2015, ela lançou o marco “Mulher do Fim do Mundo”

Em diversas entrevistas, a artista comentava sobre o assunto e afirmava  já ter nascido feminista e como era importante lutar e conseguir os direitos das mulheres. Em 2016, à Época, a cantora contou que se considerava uma das primeiras artistas brasileiras a defender o feminismo e se viu como feminista desde nova.

Leia Também

Leia Também

Leia Também

“Sou feminista convicta. Vivo protegendo as mulheres e vejo que, às vezes, somos burras demais. Temos que pensar mais em nós mesmas e não nos doarmos tanto. Precisamos receber mais dos homens. No meu show, eu faço um alerta para as mulheres ficarem espertas. Já passou o tempo de sofrermos calada”, disse.

Leia Também

Nas redes sociais, internautas e personalidades lamentaram a perda da artista não só para a música, mas para movimentos importantes como o antirracista e, claro, o feminismo. Djamila Ribeiro, filósofa e ativista do movimento negro e feminista, compartilhou uma lembrança com a cantora e lamentou. “O nosso país é o nosso lugar de fala. Elza, eterna. Gratidão por tudo”. 

A atriz Taís Araújo também homenageou a artista. “Eu honro Elza Soares. Honro a mulher, a artista, a cidadã, a amiga. Ela é f*da! Sempre foi e sempre será! Dura na queda, nos ensinou a levantar a cabeça a cada tombo e depois seguir (…) Perdi uma ídola e ganhei uma ancestral forte, firme, uma luz.”. 

O legado da artista que com uma incrível potência de voz ganhou um Grammy Latino foi eternizado em diversas músicas, que vão seguir reproduzindo a palavra do direito das mulheres no Brasil. 


Fonte: IG Mulher

publicidade

Mulher

7 mitos e verdades sobre cabelos

Publicado

source
7 mitos e verdades sobre cabelos
Redação EdiCase

7 mitos e verdades sobre cabelos

Médica esclarece as principais dúvidas sobre cuidados com os fios

Cuidados com os cabelos é um assunto que desperta muita dúvida na maioria das pessoas. Além disso, também é um tema repleto de mitos e verdades. Para esclarecê-los, conversamos com a Dra. Cristiane Braga, médica especialista em dermatologia, medicina estética e tricologia.

> Saiba como proteger a pele nos dias frios

1. Devo lavar os cabelos com mais cuidado no verão?

Verdade! Os cabelos devem ser lavados com alguns cuidados para evitar o ressecamento excessivo: usar água morna (ou fria, quando possível), usar um xampu para cabelos normais e sempre aplicar um condicionador ou máscara nos fios (exceto no couro cabeludo) para melhorar a hidratação.

2. Água muito quente danifica os fios?

Verdade! Danifica, pois desidrata os fios e, dependendo da temperatura da água, pode até desnaturar suas proteínas. Quando a água está acima de 36°C, ela estimula a produção das glândulas sebáceas , o que pode colaborar para a queda de cabelo, deixá-lo opaco e quebradiço.

Leia mais:  Dica da Benzedeira: rituais que renovam sua proteção contra a inveja

3. Dormir com os cabelos molhados prejudica a raiz?

Verdade! Isso acontece porque o couro cabeludo úmido cria um ambiente propício para o crescimento de fungos e bactérias, aumentando a chance do desenvolvimento de dermatite seborreica.

4. Chá de camomila clareia o cabelo?

Verdade! O extrato seco de camomila, presente no chá, possui substâncias clareadoras que em contato com a radiação UV (sol) são potencializadas.

> Cabelos coloridos: veja 4 tendências que não saem da moda

5. O cloro deixa o cabelo esverdeado?

Mito! Na realidade, o cloro provoca uma oxidação do pigmento, deixando-o menos intenso. Nos cabelos loiros pode ficar levemente esverdeado.

6. O sol pode queimar o cabelo?

Verdade! Assim como na pele , a radiação UV também danifica os fios, desnaturando suas proteínas e tornando-os frágeis, ressecados e opacos.

7. Passar abacate nos fios ajuda a hidratar?

Verdade! O abacate possui óleos vegetais que melhoram muito a hidratação dos fios.

Confira mais dicas para cuidar dos cabelos na  revista ‘Inspire-se Beleza’

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mais Lidas da Semana