conecte-se conosco

Policial

Operação fecha áreas de extração ilegal de ouro em distrito de Peixoto de Azevedo

Publicado


.

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Operação Ouro Maculado, realizada em conjunto pela Polícia Civil de Peixoto de Azevedo (691 km ao norte de Cuiabá), Ministério Público Estadual, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Politec, aprendeu nesta quinta-feira (09.07) diversos maquinários, armas de fogo e munições utilizados em uma área de garimpo ilegal de ouro, no distrito de União do Norte. Uma pessoa que estava no local foi detida por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido. Os bens apreendidos totalizam mais de R$ 1 milhão.

 

A operação é resultado de denúncias recebidas pela Polícia e Ministério Público sobre o garimpo ilegal que estava em funcionamento nos locais conhecidos como Travessão 1 e 3, a aproximadamente 70 quilômetros da cidade. Policiais civis da Delegacia de Peixoto de Azevedo, o promotor do município e equipes da Sema e Perícia Técnica foram ao distrito na manhã desta quinta-feira onde flagraram máquinas retroescavadeiras e motores em atividade.

De acordo com o delegado de Peixoto de Azevedo, José Getúlio Daniel, o local apresenta uma extensa área com degradação ambiental provocada pela extração ilegal de ouro. Ele explica que dois garimpos foram fechados, contudo, os donos não foram encontrados no local.

Leia mais:  Duas pessoas são presas transportando 400 kg de pescado irregular em Barra do Bugres
 

Em buscas na casa do garimpo, os policiais civis localizaram armas de fogo e diversas munições. O rapaz de 19 anos que estava no local, filho do dono do garimpo, informou desconhecer documentação para exploração da atividade.

Os fiscais da Sema identificaram que o curso de água que passa pela propriedade foi desviado para a atividade de garimpo, situação que foi confirmada pelo rapaz que estava no local.  

 

As investigações da Polícia Civil terão continuidade para identificar o proprietário do garimpo ilegal, que responderá por diversos crimes ambientais, entre eles a extração de recursos minerais sem autorização legal e degradação ambiental. O maquinário e as armas apreendidas passarão por perícia.

Encaminhado à delegacia de Peixoto de Azevedo junto as armas e munições, o jovem de 19 anos foi ouvido pelo delegado José Getúlio e autuado por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ele pagou a fiança arbitrada e foi liberado.

 

 

Fonte: PJC MT

Leia mais:  Delegados em formação participam de Curso de Prevenção e Reação à Violência Urbana

publicidade

Policial

Armas de fogo são apreendidas em investigação sobre crimes de violência doméstica e suspeito detido

Publicado

Duas armas de fogo foram apreendidas pela Polícia Civil nesta terça-feira (28), em Lucas do Rio Verde, durante cumprimento de mandado judicial em uma investigação sobre crime de violência doméstica. O dono das pistolas, de 35 anos, foi preso em flagrante por porte ilegal e posse irregular de arma de fogo.

A equipe do Núcleo de Atendimento à Criança, Mulher e Idoso deu cumprimento ao mandado judicial que determinou a busca das armas em endereços do suspeito e a suspensão do porte das duas armas de fogo, calibre 9mm.

A vítima procurou a Polícia Civil e solicitou medidas protetivas de urgência. Durante checagem de informações, as policiais do Núcleo da Mulher constataram que o suspeito possuía registro de duas armas de fogo. O delegado Eugênio Rudy representou à Justiça pela apreensão e suspensão do porte.

O suspeito é investigado pelos crimes de ameaça, injúria e perseguição contra a ex-mulher.

Fonte: PJC MT

Leia mais:  Carga de madeira ilegal é apreendida sem a devida documentação
Continue lendo

Mais Lidas da Semana