conecte-se conosco

Internacional

Peru declara emergência ambiental após vazamento de petróleo na costa

Publicado


source
Autoridades decretaram emergência ambiental
REPRODUÇÃO / GOOGLE MAPS

Autoridades decretaram emergência ambiental

Neste sábado (22), o governo do Peru declarou emergência ambiental por 90 dias úteis na área costeira que foi atingida pelo vazamento de seis mil barris de petróleo há uma semana. O derramamento de óleo ocorreu após um tsunami gerado pela erupção de um vulcão na região de Tonga, no oceano Pacífico .

As autoridades do país, agora, pretendem realizar “trabalhos de recuperação e remediação” para diminuir os danos.

Os barris de petróleo teriam vazado devido à violência das ondas, enquanto eram descarregados de uma embarcação da empresa espanhola Repsol na refinaria La Pampilla, em Ventanilla, 30 km da capital Lima.

As correntes marinhas, então, espalharam o óleo ao longo da costa, afetando 21 praias no total. O Ministério da Saúde do país recomendou que os locais não sejam frequentados por banhistas.

A empresa entregou um plano de contenção ao governo peruano e espera concluir a limpeza das praias e áreas afetadas até o final de fevereiro. Segundo relatório divulgado na última quinta-feira (20), o órgão de controle ambiental do país calculou que 1,7 milhão de metros quadrados de solo e 1,2 milhão de metros quadrados no mar foram afetados.

Além do vazamento, duas mulheres morreram afogadas no litoral do Peru após o tsunami . As vítimas estavam circulando perto da praia dentro de um veículo, quando ele foi arrastado pela água. O motorista conseguiu sair do carro, mas a esposa e outra jovem morreram.

Fonte: IG Mundo

publicidade

Internacional

Polícia resgata 77 pessoas presas por pastor em igreja na Nigéria

Publicado

mais de 20 crianças e 40 adultos foram resgatados de igreja na Nigéria
Reprodução/Redes Sociais

mais de 20 crianças e 40 adultos foram resgatados de igreja na Nigéria

A polícia da  Nigéria resgatou 77 pessoas, incluindo crianças, que foram presas em um  igreja no estado de Ondo, sudoeste do país. Conforme as autoridades locais, alguns integrantes do grupo estavam no local há meses sob a justificativa de que deviam esperar a Segunda Vinda de Jesus Cristo para a Terra.

“A investigação preliminar revelou que Josiah Peter Asumosa, pastor assistente da igreja, foi quem disse aos membros que o Arrebatamento cristão ocorreria em abril, mas depois disse que foi alterado para setembro de 2022 e obrigou os jovens membros que obedecessem ‘apenas seus pais no Senhor'”, disse a assessora de imprensa da polícia Funmilayo Odunlami neste sábado, conforme a BBC.

A Segunda Vinda é uma crença cristã no retorno de Jesus Cristo após sua ascensão bíblica ao céu. Já arrebatamento é a ideia de que os cristãos serão levados para o Céu após a chegada do Salvador.

Leia mais:  Após comer sobras de comida, jovem perde pernas e dedos das mãos

A polícia encontrou o grupo depois que pais e mães procuraram as autoridades dizendo que os filhos estavam desaparecidos e acreditava que eles estavam na igreja. Ao todo, os agentes resgataram 26 crianças, oito adolescentes e 43 adultos num apartamento no subsolo do templo.

“Uma família que também estava por perto durante o resgate disse que sua filha abandonou a escola devido aos ensinamentos duvidosos do pastor e saiu de casa em janeiro para começar a viver na igreja”, revelou Odunlami.

O pastor da igreja pentecostal, David Anifowoshe, e seu assistente foram presos, enquanto as vítimas foram levadas aos cuidados das autoridades. A dupla será investigada e deve responder pelo caso criminalmente.

— Com informações de agências internacionais

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia mais:  Comissão Europeia quer responsabilizar e punir Putin

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Mais Lidas da Semana