conecte-se conosco

Policia Federal

PF investiga grupo que utilizava documentos de pessoas fictícias para dissimular a movimentação de recursos, tomar empréstimos e celebrar negócio

Publicado

Juiz de Fora/MG – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 17/5, a Operação Variante de combate à organização criminosa que utiliza documentos de pessoas fictícias para dissimular a movimentação de recursos, tomar empréstimos e celebrar negócios. 

Foram expedidos seis mandados de busca e apreensão pelo juízo da 4ª Vara Federal de Juiz de Fora, que estão sendo cumpridos nesta mesma cidade.

As investigações revelaram que os criminosos utilizavam cartões e recursos de contas de pessoas que não existiam para pagar despesas rotineiras (compras em restaurantes, mercados, pet shops) e até mesmo para financiar um imóvel perante a Caixa Econômica Federal.

Também foram encontrados registros de aquisição de veículos em nome de algumas dessas pessoas fictícias.

As investigações contaram com a colaboração da Caixa Econômica Federal.

Os investigados poderão responder pelo crime de estelionato qualificado, previsto no art.171 §3ª do Código Penal e, se condenados, cumprir mais de 6 anos de reclusão e multa.

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

Leia mais:  PF cumpre mandado contra suspeito de explorar pornografia infantil na internet

Fone: (31) 3330-5270.
E-mail: [email protected]

publicidade

Policia Federal

PF incinera aproximadamente 1,3 toneladas de entorpecentes no Amazonas

Publicado

Manaus/AM – A Polícia Federal realizou, nesta sexta-feira (24/6), a incineração de aproximadamente 1,3 toneladas de entorpecentes consistentes em cocaína e maconha do tipo skunk.

De janeiro a junho de 2022, a PF realizou a incineração de 7,28 toneladas de maconha e 118,6 quilos de cocaína.

O montante incinerado é fruto de diversas ações diretas da Polícia Federal, deste e anos anteriores, na circunscrição da Superintendência Regional no Amazonas, bem como de ocorrências apresentadas por outras forças de segurança pública do estado.

O trabalho para completa destruição da droga segue os procedimentos estabelecidos na Lei Antitóxicos (Lei n. 11.343/2006). O entorpecente é inserido, pelos policiais e equipe de apoio, num forno industrial e o processo químico é totalmente seguro e obedece a legislação de preservação ao meio ambiente.

Para a segurança da operação, é necessário o envolvimento de diversas equipes de policiais federais, o que garante a segurança da ação, preservação e escolta de todo material até a total destruição da droga.

Por fim, é importante mencionar que, ao longo do primeiro semestre de 2022, a Polícia Federal apreendeu cerca de 5,5 toneladas de entorpecentes e prendeu 52 pessoas por tráfico de drogas.

Leia mais:  PF deflagra operações TURFE e BRUTIUM contra o tráfico internacional de drogas no Rio de Janeiro

Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas

Continue lendo

Mais Lidas da Semana