conecte-se conosco

Policia Federal

Polícia Federal deflagra a segunda fase da Operação Green Net no combate ao tráfico de drogas

Publicado


São José do Rio Preto/SP – A Polícia Federal deflagrou hoje (21/1) a segunda fase da “Operação Green Net”, com a finalidade de combater o tráfico de drogas desenvolvido principalmente através de perfis mantidos em rede social.

Cerca de 80 policiais federais deram cumprimento a 22 mandados judiciais, sendo 14 de busca e apreensão e 8 mandados de prisão temporária, nas cidades de São José do Rio Preto/SP, Mirassol/SP, Indaiatuba/SP, Araçatuba/SP e Contagem/MG, todos expedidos pela Justiça Estadual em São José do Rio Preto/SP.

Após a deflagração da Fase I da referida Operação, a Polícia Federal identificou novas ações do grupo, inclusive sendo identificado o envolvimento de outros integrantes, chegando agora aos distribuidores das drogas comercializadas, principalmente em redes sociais e aplicativos.

Durante a realização das buscas foi apreendida uma arma de fogo e drogas em alguns locais. Os responsáveis estão sendo conduzidos à Delegacia da Polícia Federal, para adoção das medidas de polícia judiciária cabíveis.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de tráfico de drogas e de associação para o tráfico, os quais são previstos nos artigos 33 e 35 da Lei 11.343/06, cujas penas somadas variam de 8 a 25 anos de reclusão.

Leia mais:  PF combate venda ilegal de lotes de reforma agrária em Goiás

 Será realizada coletiva à imprensa, às 10h, na sede da PF em São José do Rio Preto/SP, com os devidos protocolos de prevenção à Covid-19.

Comunicação Social da Polícia Federal em São José do Rio Preto/SP

Contato: (17) 3122-6000

*** A denominação da operação, Green Net, foi dada em razão de “Green” significar “verde” em inglês, referência à coloração característica da maconha, e “net” pelo fato de a comercialização da droga se dar preponderantemente no âmbito virtual da internet.

publicidade

Policia Federal

Polícia Federal apreende combustível contrabandeado na fronteira com a Argentina

Publicado

São Borja/RS – A Polícia Federal cumpriu, nesta quarta-feira (29/6), um mandado de busca e apreensão em investigação que apura o contrabando de combustíveis na fronteira oeste do Rio Grande do Sul.

Policiais federais se deslocaram até a residência do suspeito e localizaram 130 litros de gasolina acondicionada em galões plásticos. O material foi apreendido e será encaminhado à Receita Federal do Brasil.

O responsável pelo local e pelo combustível não foi localizado e será indiciado pelo crime de contrabando, com pena de 2 a 5 anos de reclusão, podendo ainda responder por crimes ambientais e crime contra a ordem econômica.

Além da ilegalidade em comercializar combustível de origem estrangeira, a prática implica em risco pelo armazenamento desse material, altamente inflamável, geralmente em recipientes impróprios e em zona residencial, colocando em risco a saúde e a propriedade, tanto de quem mantém, quanto de quem mora nas proximidades dos depósitos.

A ação faz parte da Operação Controle Brasil, articulada pela Secretaria de Operações Integradas (SEOPI) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, integrando diversos órgãos no combate aos delitos de contrabando e descaminho de bebidas, combustível, fumo e insumos agrícolas.

Leia mais:  PF cumpre mandado de prisão civil no Aeroporto Santos Dumont/RJ

Comunicação Social da Polícia Federal em São Borja

Fone: (55) 3430.9000

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

Mais Lidas da Semana