conecte-se conosco

Carros

Renault Kwid sobe de nível, fica mais equipado e deixa de ser simples

Publicado


source
Renault Kwid 2023: faróis passaram para o para-choque e agora o carro tem luzes diurnas de LED em posição elevada
Divulgação

Renault Kwid 2023: faróis passaram para o para-choque e agora o carro tem luzes diurnas de LED em posição elevada

A Renault lança a linha 2023 do Kwid com algumas novidades que começam com a frente reestilizada e que passa a ter faróis nos para-choques e luz diurna elevada entre os destaques. Na traseira, as lanternas continuam com o mesmo formato, mas agora usam apenas LED no lugar das lâmpadas convencionais.

Entre as mudanças também há opção de novas rodas com acabamento diamantado e pintura de dois tons na versão Intense do Kwid 2023 . Além disso, o cluster agora é digital e a central multimídia passa a ter tela de 8 polegadas com indicador de temperatura externa e controle satélite na coluna de direção. E o acabamento ficou mais caprichado, com nova padronagem de tecido dos bancos.

Demos uma volta breve com o Kwid 2023 em um dia bem chuvoso em São Paulo. Além do curioso limpador único de para-brisa, o que também chamou atenção no carro é a melhoria no isolamento acústico e a maior eficiência em economizar combustível pelas mudanças que foram adotadas, entre as quais os sistemas Stop&Start e ESM (Energy Smart Management) de regeneração.

Foto: Divulgação

Leia mais:  Dia da Mobilidade Elétrica e Salão acontecem em maio e setembro em SP

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O primeiro desliga o motor toda vez que o carro é parado, tornando a ligar novamente quando o pedal de freio deixar de ser acionado. E o outro, nas desacelerações, quando o motorista retira o pé do acelerador, o motor continua girando sem consumir combustível e sem tirar energia do motor para carregar a bateria. Conforme a Renault , esse sistema garante um consumo até 2% menor.

Mas o motor 1.0 é o mesmo, apenas com recalibragem no módulo eletrônico, o que levou a potência máxima para 71 cv com etanol e 68 cv com gasolina. Conforme o Inmetro, o Kwid 2023 pode fazer 15,3 km/l com gasolina e 10,8 km/l com etanol na cidade e, na estrada, 15,7 km/l e 11 km/l, respectivamente.

Bom também é que o carro conta com sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS) , por meio de um sinal luminoso no painel, e dos pneus verdes, que têm 20% a menos de resistência de rolagem, também contribuem para a redução do consumo de combustível e da emissão de CO2.

Leia Também

Leia Também

O controle eletrônico de estabilidade foi bem-vindo, uma vez que a boa altura do solo (18,5 cm) junto com as estreitas rodas de aro 14 exigem certa cautela nas curvas.

Leia mais:  Hyundai Creta Ultimate e Nissan Kicks XPlay: compactos, mas especiais

Leia Também

Em contrapartida, em trechos urbanos de baixa velocidade, o carro se sai bem ao passar por lombadas e valetas com alguma dose de conforto. Aliás, com o acabamento de mais qualidade e os mostradores digitais , vem uma sensação de estar dirigindo um carro de maior valor agregado.

Interior mais caprichado

Interior passa a rer cluster digital e central multimídia que exibe temperatura externa e vem com tela de 8 polegadas
Divulgação

Interior passa a rer cluster digital e central multimídia que exibe temperatura externa e vem com tela de 8 polegadas

Porém, o Kwid se mantém apertado por dentro, já que não houve mudanças no espaço interno, suficiente para levar quatro ocupantes com alguma folga. Um quinto elemento ficaria incômodo no banco traseiro.

E o porta-malas continua com os mesmos 290 litros de bagagem, apenas para o trivial do dia a dia, como uma ida semanal ao supermercado. Legal mesmo é a leveza da direção e da alavanca de câmbio, que tornam o carro fácil e prático nos grandes centros urbanos.

Com as melhorias que recebeu, o Renault Kwid 2023 deixa de ser um modelo extremamente simples, como foi concebido. E passa a ter um certo nível de sofisticação em um segmento que tem o Fiat Mobi como principal concorrente em um mercado em que o ticket médio subiu bastante e onde os SUVs reinam com cada vez mais força. Confira abaixo como ficaram os preços do subcompacto.

Renault Kwid Zen 2023 (antes R$ 59.890) R$ 59.890 Renault Kwid Intense 2023 (R$ 61.590) R$ 64.190 Renault Kwid Outsider 2023 (R$ 62.990) R$ 67.690

Fonte: IG CARROS

publicidade

Carros

BMW inicia a pré-venda de suas novas motos R 1250 RT e K 1600 Bagger

Publicado

source


BMW R 1250 RT e K 1600 Bagger
Divulgação

BMW R 1250 RT e K 1600 Bagger

A divisão de motos da BMW conclui dois dos principais lançamentos de 2022, no Festival Duas Rodas de Interlagos. As novidades são a R 1250 RT e K 1600 Bagger, que custam a partir R$ 203.900 e R$ 306.500, respectivamente.

A R 1250 RT é produzida em Berlim, na Alemanha, e chega com visual renovado ao Brasil. Sai por R$ 203.900 na cor Alpine White, por R$ 205.900 nas cores Racing Blue e Triple Black, e R$ 209.900 na cor Mineral White.

Ela vem equipada com o motor boxer bicilíndrico de quatro tempos e sistema variável de distribuição, que aliado com a injeção eletrônica, gera 136 cv e 14,6 kgfm. O movimento vai até a roda traseira por meio do câmbio de seis marchas, com embreagem hidráulica multidisco, lubrificada a óleo.

Para auxiliar na condução, há o Shift Assitant Pro , que muda de marcha sem precisar acionar a embreagem, bem como o Dynamic-ESA, que ajusta automático o amortecimento, conforme o piso, além dos modos de condução ‘Rain’, ‘Road’ e ‘Dynamic’ , ativados por meio de um botão.

Leia mais:  Ford E-Transit Custom chegará em 2023 com 380 km de autonomia

De série, há assento e manoplas aquecidos, keyless, preparação para GPS; sistema de áudio com Bluetooth, monitoramento de pressão dos pneus e farol dianteiro Pro e farol auxiliar em LED.

A outra moto também chega importada da Alemanha. A  K 1600 Bagger ficou mais esportiva e pode ser adquirida com preço a partir de R$ 306.500, na cor Alpine Whit, R$ 313.500 nas cores Racing Blue e Triple Black e R$ 326.500, na cor Mineral White.

Seu motor é um seis cilindros em linha de 1.649 cm³, 4 tempos, 24 válvulas com duplo comando (160 cv e 17,8 kgfm), acoplado a um câmbio de seis marchas e transmissão por eixo cardã.

A lista engloba a mais farol direcional, Assistente de Partida em Ladeira (HSC), Controle de Pressão dos Pneus (RDC) , partida sem chave (keyless), Assistente de Trocas de Marchas Pro , luzes adicionais em LED, interface Bluetooth, sistema de alarme antifurto e marcha a ré.

Leia mais:  Dia da Mobilidade Elétrica e Salão acontecem em maio e setembro em SP
Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Mais Lidas da Semana