conecte-se conosco

Internacional

UE: ‘É histórico’, afirma Macron sobre status de candidata da Ucrânia

Publicado

source
Macron afirma que reconhecimento da Ucrânia como candidata a entrar na UE é
Reprodução

Macron afirma que reconhecimento da Ucrânia como candidata a entrar na UE é “histórico”


O presidente da França, Emmanuel Macron, disse nesta quinta-feira (23) que a concessão do status de candidata à Ucrânia , que pediu sua entrada ao bloco após o início da invasão ao seu país, foi resultado de um compromisso assumido durante a sua visita a Kiev na semana passada.

Em sua conta oficial do Twitter, o chefe executivo da França afirmou que a confirmação das candidaturas da Ucrânia e da Moldávia para entrarem no bloco europeu é histórica.

“Em Kiev, na semana passada, assumimos um compromisso: trabalhar para oferecer à Ucrânia o status de candidata à adesão à União Europeia. Aqui estamos. Esta noite abrimos uma nova etapa para a Ucrânia, para a Moldávia, para a Europa. É histórico.”

Leia mais:  Telescópio James Webb chega ao destino final, onde ficará em órbita


Em uma cúpula histórica em Bruxelas, o Conselho Europeu, órgão da União Europeia (UE) que reúne os chefes de Estado e de governo de seus países-membros, confirmou nesta quinta-feira que Ucrânia e sua vizinha Moldávia adquiriram o status de candidatos à adesão ao bloco.

O status de candidato não confere adesão automática, e esta ainda pode demorar décadas até se concretizar. Ainda assim, a concessão tem um peso simbólico forte, e envia um sinal para a Rússia, quatro meses após sua agressão.


Ambos os países precisarão cumprir uma série de obrigações para serem admitidos na UE. Os chefes de Estado também disseram que a Geórgia, outro país vizinho da Rússia, agredido por Moscou em 2008, se tornará candidata após cumprir pré-requisitos.

“Hoje é um bom dia para a Europa”, tuitou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. “Esta decisão fortalece a todos nós. Fortalece a Ucrânia, a Moldávia e a Geórgia, diante do imperialismo russo. E fortalece a UE.”

Leia mais:  Parlamento ucraniano veta músicas e livros russos no país

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade

Internacional

Papa pede que povo ucraniano não seja esquecido

Publicado

source
Fiéis carregando bandeiras ucraniana na Praça São Pedro, no Vaticano
Ansa

Fiéis carregando bandeiras ucraniana na Praça São Pedro, no Vaticano

O papa Francisco fez neste domingo (26) um novo apelo para que o mundo não se esqueça do povo da Ucrânia, alvo de uma invasão militar promovida pela Rússia desde o dia 24 de fevereiro.

Após a oração do Angelus, o líder da Igreja Católica afirmou que “os bombardeios na Ucrânia continuam causando mortes, destruição e sofrimento à população”.


“Por favor, não nos esqueçamos deste povo atingido pela guerra, não o esqueçamos no coração e nas nossas orações”, declarou o Pontífice.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já matou mais de 4 mil civis, segundo a ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

Embora sem jamais criticar a Rússia diretamente, o Papa vem se posicionando claramente a favor da Ucrânia desde o início da guerra e já condenou em diversas ocasiões os massacres promovidos contra a população civil.

Leia mais:  Rússia dá ultimato para que soldados ucranianos em Mariupol se rendam
Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Mais Lidas da Semana