conecte-se conosco

Tecnologia

Xiaomi lança Poco X4 GT e Poco F4 com telas de até 144 Hz

Publicado

source
Conheça os lançamentos da Xiaomi
Divulgação/Xiaomi

Conheça os lançamentos da Xiaomi

A Xiaomi revelou novos celulares com o selo Poco nesta quinta-feira (23). Trata-se do Poco X4 GT e do Poco F4, que se destacam pelas telas com taxa de atualização de até 144 Hz. Os smartphones da marca ainda englobam baterias com recarga rápida de 67 watts e câmera tripla de 64 megapixels na ficha técnica avançada.

Comecemos pelo Poco X4 GT. Seu grande destaque está na tela de 6,6 polegadas com taxas de atualização de 144 Hz, como o Moto G200 5G, e de amostragem de toque de até 270 Hz. O painel LCD abriga a câmera frontal de 20 megapixels em um furo.

A ficha técnica ainda engloba outros chamarizes. É o caso do processador MediaTek Dimensity 8100 aliado à RAM de 8 GB, armazenamento de 128 GB ou 256 GB e à bateria de 5.080 mAh com recarga de 67 watts. O smartphone ainda possui câmera tripla com as seguintes especificações:

  • principal:  64 megapixels;
  • ultrawide:  8 megapixels;
  • macro:  2 megapixels.
Leia mais:  Galaxy S22, S22+ e S22 Ultra vazam com câmeras de até 108 MP

O celular sai da caixa com MIUI 13.

Poco F4 tem chip Snapdragon e tela de 120 Hz

O Poco F4 é um pouco mais simples. Mas isso não significa que o smartphone entrega pouco poder de fogo: a sua ficha técnica é liderada pelo processador Qualcomm Snapdragon 870 e memória RAM de 6 GB ou 8 GB. O armazenamento, por sua vez, varia entre 128 GB e 256 GB.

A bateria também oferece recarga de 67 watts, mas traz capacidade de 4.500 mAh. Outra similaridade fica pelo conjunto fotográfico triplo de 64 megapixels. As câmeras, no entanto, trazem diferenças nas especificações de suas respectivas lentes.

O lançamento ainda conta com tela AMOLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 120 Hz. O painel cobre 100% das cores DCI-P3 e tem amostragem de toque de 360 Hz. A câmera frontal é de 20 MP.

Preço e disponibilidade

Os celulares chegarão às lojas da Europa em 27 de junho de 2022. A edição mais simples do Poco F4, com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, estará à venda por 399 euros (cerca de R$ 2.150 em conversão direta). O modelo com 8 GB de memória e 256 GB de espaço custará 449 euros (aproximadamente R$ 2.420).

O Poco X4 GT também possui duas variantes, ambas com 8 GB de RAM. A opção com 128 GB de espaço tem o preço sugerido de 379 euros. Já a edição com 256 GB de armazenamento sairá por 429 euros. Os valores equivalem a cerca de R$ 2.045 e R$ 2.315, respectivamente.

Não há previsão de lançamento do Poco F4 e Poco X4 GT no Brasil.

Poco F4 Poco X4 GT
Tela AMOLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels), taxa de atualização de 120 Hz, taxa de amostragem de toque de 360 Hz, 100% de DCI-P3, HDR10+ e Dolby Vision LCD de 6,6 polegadas com resolução Full HD+ (2460 x 1080 pixels), taxa de atualização de 144 Hz, taxa de amostragem de toque de 270 Hz, 100% de DCI-P3 e Dolby Vision
Processador Qualcomm Snapdragon 870 MediaTek Dimensity 8100
RAM 6 GB e 8 GB (LPDDR5) 8 GB (LPDDR5)
Armazenamento 128 GB e 256 GB (UFS 3.1) 128 GB e 256 GB (UFS 3.1)
Câmera traseira – principal: 64 megapixels (f/1,79 e OIS) – ultrawide: 8 megapixels (f/2,2) – macro: 2 megapixels (f/2,45) – principal: 64 megapixels (f/1,89) – ultrawide: 8 megapixels (f/2,2) – macro: 2 megapixels (f/2,45)
Câmera frontal 20 megapixels (f/2,45) 20 megapixels (f/2,45)
Bateria 4.500 mAh, recarga rápida de 67 watts (carregador na caixa) 5.080 mAh, recarga rápida de 67 watts (carregador na caixa)
Sistema operacional MIUI 13 MIUI 13
Conectividade porta USB-C, 5G, 4G, 3G, 2G, Wi-Fi 6, Bluetooth 5.2, GPS e NFC porta USB-C, 5G, 4G, 3G, 2G, Wi-Fi 6, Bluetooth 5.3, GPS e NFC
Mais leitor de digitais na lateral, Gorilla Glass 5 e emissor de infravermelho leitor de digitais na lateral, Gorilla Glass 5 e emissor de infravermelho
Dimensões 163,2 x 75,95 x 7,7 mm 163,64 x 74,29 x 8,87 mm
Peso 195 gramas 200 gramas
Cores prata, preto e verde azul, prata e preto

publicidade

Tecnologia

Windows 11 22H2 vai obrigar uso de conta Microsoft até na versão Pro

Publicado

Windows 11 22H2 chegará no final deste ano
Divulgação/Microsoft

Windows 11 22H2 chegará no final deste ano

O Windows 11 22H2 está chegando nos próximos meses com mudanças importantes. Quem baixar o update vai notar que, para configurar um novo computador, será obrigatório registrar uma conta da Microsoft na máquina. Além disso, agora é possível verificar a compatibilidade entre o PC e o sistema operacional pelo registro do Windows.

A principal novidade do Windows 11 22H2 é a obrigatoriedade de registrar uma conta da Microsoft durante a instalação do sistema para utilizar todos os recursos. Antes, essa exigência era restrita à versão Home. Com a atualização, a regra passa a valer também para a edição Pro.

Na hora de configurar o Windows 11, será preciso fazer login na conta da Microsoft, antes mesmo de acessar o desktop do computador. Todo o processo é realizado durante a instalação do sistema e exige conexão com a internet para validar as credenciais dos usuários.

A ideia da Microsoft é impedir que pessoas instalem o Windows 11 sem estarem conectadas à internet. Ainda será possível usar certas táticas para burlar a exigência, como criar e-mails falsos. Porém, já existe uma forma de configurar o sistema operacional sem ter uma conta Microsoft usando o aplicativo Rufus.

Leia mais:  WhatsApp deixará usar a conta em dois celulares, mas com uma limitação

O Rufus é uma ferramenta que não só formata pendrives, como também cria discos de inicialização — também conhecidos como discos bootáveis. A versão mais recente do programa, 3.19, permite instalar o Windows 11 por meio de um pendrive, com opção de ignorar a exigência da conta Microsoft durante o processo.

Registro deixa ver se PC é compatível com Windows 11

Quem pretende instalar o Windows 11 22H2 agora pode verificar se o computador é compatível com a atualização por meio do registro do Windows. Apesar da Microsoft não ter mudado os requisitos, ainda é válido ter uma ferramenta para garantir que não haverá problemas durante a instalação.

Para saber se o update pode ser instalado no computador, basta seguir os passos abaixo:

  1. Abra o Editor do Registro do Windows;
  2. Acesse, em ordem, as pastas: Computador > HKEY_LOCAL_MACHINE > SOFTWARE > Microsoft > Windows NT > CurrentVersion > AppCompatFlags > TargetVersionUpgradeExperienceIndicators;
  3. Clique na pasta NI22H2;
  4. Dê um clique duplo no registro RedReason.

Se nos dados do valor do RedReason estiver escrito “None”, quer dizer que o computador é compatível com o Windows 11 22H2. Caso tenha qualquer outra coisa escrita, significa que não é possível instalar o sistema operacional.

Vale mencionar que o valor mostrado no RedReason indica os problemas que impedem a instalação. No meu caso, o registrou mostrou a mensagem “CpuFms Tpm”, que significa hardware incompatível com o Windows 11. Já o aviso “SystemDriveTooFull” aparece quando não há armazenamento disponível para baixar a atualização.

Mesmo com a verificação pelo registro, ainda é possível baixar o aplicativo PC Health Check para fazer o mesmo processo de maneira mais simples.

Windows 11 22H2 chega em breve

Ainda sem data de lançamento exata, a atualização 22H2 do Windows 11 também é conhecida como update de outono — ou primavera, no caso do hemisfério Sul. Isso significa que a estreia deve ocorrer entre o final de setembro e o início de dezembro deste ano.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Mais Lidas da Semana