conecte-se conosco

Internacional

Agência avalia aplicação da vacina Moderna a partir de 12 anos

Publicado


A Agência Europeia do Medicamento (EMA) começou a avaliar a possível administração da vacina da Moderna para a covid-19 em crianças e jovens entre os 12 e os 17 anos, como já acontece com a da PfizerBioNtech.

Segundo comunicado da EMA, o Comitê dos Medicamentos para Uso Humano vai avançar com uma avaliação acelerada dos dados apresentados pela farmacêutica, incluindo os resultados de um grande estudo clínico em curso, envolvendo adolescentes dos 12 aos 17 anos de idade, na União Europeia (UE).

O estudo foi feito em conformidade com o plano de investigação pediátrica para a vacina Moderna da covid-19, aprovado pelo Comitê Pediátrico da EMA.

A vacina da Moderna contém a molécula RNA mensageiro, que dá instruções ao organismo para produzir anticorpos contra o vírus SARS-Cov-2.

A avaliação da EMA sobre a ampliação do uso da vacina, que na UE está autorizada em duas doses a partir dos 18 anos, será enviada para a Comissão Europeia, que tomará uma decisão de acordo com todos os Estados-membros.

A vacina da Pfizer foi autorizada para pessoas entre os 12 e os 15 anos em 28 de maio.

Leia mais:  Com colete à prova de balas, viúva volta ao Haiti para funeral do presidente

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3,739 milhões de mortes no mundo, resultantes de mais de 173,5 milhões de casos de infecção, segundo balanço da agência francesa AFP.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no fim de 2019 em Wuhan, uma cidade do centro da China.

publicidade

Internacional

Austrália: mulher usa drone para comprar cigarros e leva multa violar isolamento

Publicado


source
Drone leva cigarro para mulher em hotel na Austrália
Reprodução

Drone leva cigarro para mulher em hotel na Austrália

Com a região onde mora na costa leste da Austrália em quarentena, uma moradora decidiu burlar as regras de isolamento para matar a vontade de fumar um cigarro. Ela usou um drone para entregar uma caixa de cigarros no hotel onde estava hospedada.

O esquema, porém, foi notado por um dos funcionários do hotel Crown Plaza, que viu drone pousar na varanda de um dos quartos do edifício.

Ele avisou a polícia, que multou a mulher em R$ 6.740 (US$ 1.300). As investigações também identificaram o homem que pilotou o drone. Ele responderá por violações do regulamento de voos seguros do país.

A Austrália endureceu as regras de isolamento social para frear o aumento de casos da Covid-19. O país registrou 918 mortes em decorrência da doença causada pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Mais Lidas da Semana