conecte-se conosco

Mulher

Cabelo de rapunzel: o que você precisa saber sobre o crescimento capilar

Publicado


source
O cuidado com os cabelos interfere no crescimento do fio
Reprodução/AndreaPiacquadio

O cuidado com os cabelos interfere no crescimento do fio

Ter um cabelão é o desejo de muitas pessoas, porém nem sempre os fios colaboram com o crescimento do cabelo. As receitinhas caseiras e os shampoos que prometem ajudar são uma das opções mais procuradas, mas será que realmente funcionam? O Delas conversou com as dermatologistas Fabiana Seild e Mariana Corrêa, que tiraram dúvidas e deram dicas para você conquistar o seu cabelo dos sonhos.

As vitaminas estão na moda e são sucesso entre as blogueiras, que indicam várias opções para seus seguidores. Mesmo que a possibilidade pareça mais fácil e tentadora, Fabiana diz que não se deve tomar vitaminas aleatoriamente para esse fim. Pessoas com dietas restritivas ou alguma condição médica que dificulte a absorção de alguns nutrientes devem sempre procurar orientação médica para fazer a suplementação. Hábitos que melhoram o crescimento dos fios O indicado é manter uma alimentação saudável e cuidar do couro cabeludo, mantendo-o sempre limpo. A frequência na lavagem dos fios é superimportante e, para os mais oleosos, o recomendado é, no máximo, lavar em dia sim e dia não. “Para pessoas que possuem cabelos mais crespos esse tempo de lavagem pode ser espaçado desde que o couro cabeludo permaneça saudável, sem excesso de oleosidade e sem descamação visível”, completa Fabiana. Evitar a quebra dos fios também tem papel importante nessa missão. Para isso, opte sempre por lavar o cabelo com água fria ou morna, tenha cuidado na hora de desembaraçar, aplique protetor térmico para secar, use babyliss e chapinha com moderação, não durma com os cabelos molhados e evite processos químicos. Mariana conta que a rotina deve ser seguir o uso de produtos adequados para o seu tipo de cabelo! Opte por sempre usar algum finalizador e, eventualmente, máscaras e óleos capilares sempre são bem-vindos. “Os óleos capilares ajudam a recuperar os lipídios dos fios de cabelos, ajudando na qualidade e brilho do cabelo, indico os óleos de argan que tem estudos”, diz. Os óleos de rícino e melaleuca têm ações antifúngicas e antibacterianas, e a especialista indica em casos de dermatite seborreica, também conhecida como caspa. “Podemos indicar suplementos que são as vitaminas orais e sprays de medicamentos”, completa. Mariana alerta que sabão e sabonete não devem ser utilizados nos cabelos e que a água muito quente pode gerar irritabilidade do couro cabeludo, ressecamento e abertura da cutícula dos fios. “Vale destacar que algumas receitas caseiras não têm comprovação científica, mas alguns compostos caseiros podem ser usados para hidratação e umectação, como óleo de coco, abacate, mel e babosa”. Mas atenção: é bom investigar a causa do porquê muitos fios estarem caindo ou com o crescimento irregular. A tricologia auxilia nessa etapa. “Com base em exames como a tricoscopia digital e alguns exames de sangue é possível avaliar melhor”. Vale lembrar que você não deve exagerar na força de prender o cabelo. Só se deve prender os cabelos quando estiverem secos e não com muita força. Tem procedimento estético também! Você pode investir na terapia com LED pode ser útil para estimular os fios. “A ledterapia (fotobiomodulação) que é uma terapia baseada na luz de led (como bonés, capacetes, escovas e tiaras de led), apresentam comprovação científica e podem ser indicadas pelo seu tricologista para ser feito em casa”, explica Mariana.

Leia mais:  Veja como fazer alinhamento energético dos chakras
Fonte: IG Mulher

publicidade

Mulher

Controle a ansiedade com uma alimentação correta

Publicado


source

Alto Astral

Controle a ansiedade com uma alimentação correta
Reprodução: Alto Astral

Controle a ansiedade com uma alimentação correta

A alimentação pode ajudar a diminuir ou controlar a ansiedade, se feita de maneira equilibrada. Levar um estilo de vida saudável gera inúmeros benefícios e bem-estar geral, inclusive para a saúde mental.

Segundo a nutricionista Viviane Gomes, o indicado é ter no mínimo 8 horas de sono bem dormidas por dia, consumir água regularmente para manter o corpo hidratado, incluir uma atividade física na rotina e manter uma alimentação nutricionalmente adequada.

Pensando nos alimentos, o ideal é evitar a ingestão de açúcares e doces em geral, refrigerantes, sucos industrializados e energéticos, farinha branca, cafeína, bebidas alcoólicas, cereais refinados, gorduras ruins como os embutidos, fast foods , biscoitos recheados e comidas prontas.

De acordo com a profissional, alimentos ricos em magnésico, ômega-3, fibras , probióticos, triptofano, vitaminas do complexo B e C devem ser incluídos na dieta para auxiliar no controle da ansiedade. Eles atuam de diversas formas no corpo, desde melhorias no funcionamento do cérebro, regulação do sistema nervoso, produção de serotonina, ação antioxidante e equilíbrio da microbiota intestinal.

Leia mais:  Veja como fazer alinhamento energético dos chakras

Frutas cítricas O ácido ascórbico, proveniente da vitamina C, atua diretamente na redução do cortisol, estimulando e promovendo a melhora no desempenho das funções cerebrais. A liberação do cortisol ocorre em resposta aos episódios de estresse, contribuindo para o aumento da ansiedade.

É recomendado o consumo de 3 a 5 porções por dia de frutas como, laranja, limão, acerola, kiwi, morango e abacaxi.

Banana A fruta contém uma abundância de triptofano, potássio e magnésio, que são importantes para controlar o humor e promover o relaxamento. O consumo médio ideal é de uma unidade média ao dia.

Frutas secas Elas são fontes de minerais precursores de reações orgânicas, necessárias para a liberação de serotonina, além de conter vitaminas do complexo B.

A castanha-do-Pará é rica em selênio, um antioxidante que reduz a quantidade de radicais livres no organismo. Ela deve ser ingerida pelo menos uma unidade por dia, assim como as amêndoas e nozes.

Você viu?

Folhas verdes São alimentos ricos em folato, presente no complexo B, que está ligado à prevenção de transtornos psíquicos. Na alface, encontramos a lactucina e a lactupicrina, que são calmantes naturais.

Leia mais:  Horóscopo do dia: previsões para 18 de fevereiro de 2021

Devem ser consumidas de 2 a 3 porções de folhas, como espinafre, brócolis, couve, alface.

Chocolate Possui flavonoides, que têm ação antioxidante e na produção de serotonina. Devemos consumir o chocolate meio amargo ou o amargo, nos quais encontramos esse componente. Com um consumo moderado de cerca de 15g por dia.

Carnes e peixes São os alimentos de maior fonte natural de triptofano, juntamente com algumas vitaminas do complexo B e o magnésio. Exercem um importante papel na produção de serotonina, com um consumo indicado de 3 a 4 vezes na semana.

Nos peixes e frutos-do-mar encontramos o ômega-3, devem ser ingeridos 2 vezes na semana.

Leite e derivados Nestes alimentos encontramos o triptofano, aminoácido essencial para reduzir os problemas emocionais. Além de conterem cálcio, necessário para a saúde dos ossos.

Devemos consumir de 2 a 3 porções por dia.

Mel Auxilia na produção de serotonina e deve ser consumido com moderação. É indicado incluir na rotina cerca de 2 colheres ao dia.

Consultoria: Viviane Gomes / nutricionista do Hospital San Gennaro

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mais Lidas da Semana