conecte-se conosco

Política Nacional

Calheiros cita “batalha final contra os golpistas” após Exército livrar Pazuello

Publicado


source
Renan Calheiros, senador e relator da CPI da Covid
Jefferson Rudy/Agência Senado

Renan Calheiros, senador e relator da CPI da Covid

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), comentou a decisão do Exército de livrar Pazuello de punição por participar de ato político com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) . Em analogia militar, Calheiros falou em “batalha final contra os golpistas”.

“Há diferença grande entre os movimentos sagazes da guerra: a retirada e a capitulação, que é a rendição ao inimigo. Quero crer que a decisão do comando do Exército é o movimento de retirada, de recuo, não de capitulação. Tenho certeza de que os comandantes não vão se render na guerra pela democracia. É um movimento tático para poupar forças para a batalha final contra os golpistas e inimigos da Constituição”, escreveu em seu Twitter.

Leia mais:  Salles nomeou agente da Abin para interferir na fiscalização do Ibama, diz PF

Criticada por políticos e até mesmo por algumas alas das Forças Armadas , a decisão do Exército foi divulgada na tarde desta quinta-feira (3), em nota oficial.

“Acerca da participação do General de Divisão EDUARDO PAZUELLO em evento realizado na Cidade do Rio de Janeiro, no dia 23 de maio de 2021, o Centro de Comunicação Social do Exército informa que o Comandante do Exército analisou e acolheu os argumentos apresentados por escrito e sustentados oralmente pelo referido oficial-general. Desta forma, não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar por parte do General PAZUELLO. Em consequência, arquivou-se o procedimento administrativo que havia sido instaurado”, diz o comunicado.

Pazuello, sem máscara, em ato político ao lado de Jair Bolsonaro; prática é proibida pelo exército, porém, não houve punição
O Antagonista

Pazuello, sem máscara, em ato político ao lado de Jair Bolsonaro; prática é proibida pelo exército, porém, não houve punição


Leia mais:  Lira diz que PEC Emergencial começa a ser votada na próxima semana

publicidade

Política Nacional

Provável candidato ao Senado, Hang faz enquete para escolher seu nome nas urnas

Publicado


source
Empresário bolsonarista Luciano Hang
Reprodução: ACidade ON

Empresário bolsonarista Luciano Hang

O empresário bolsonarista Luciano Hang publicou uma enquete nas redes sociais para escolher qual nome colocará nas urnas caso concorra ao Senado pelo estado de Santa Catarina em 2022.  Ele sugeriu nomes como Veio da Havan, Loro José, Capitão Brasil e outros.

Filho do presidente da República, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) participou da enquete e sugeriu que o proprietário da Havan use o nome Patrick Stewart do Brasil — em referência a um ator britânico, que também é careca.

O empresário ainda não se decidiu se concorrerá a algum cargo nas próximas eleições. Em outra publicação, Hang questiona se deve se candidatar ou continuar sendo ativista político. O  empresário Carlos Wizard respondeu mostrando apoio.

“Você tem o meu voto amigo. O Brasil precisa de você”, comentou o empresário, um dos alvos da CPI por envolvimento no chamado  gabinete paralelo do Ministério da Saúde.

Leia mais:  Lira diz que PEC Emergencial começa a ser votada na próxima semana

Continue lendo

Mais Lidas da Semana