conecte-se conosco

Direitos Humanos

CNJ lança aplicativo para egressos do sistema prisional

Publicado


O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lança na terça-feira (20) um aplicativo para egressos do sistema prisional que tem como objetivo oferecer serviços e informações para auxiliar essas pessoas na retomada da vida após o período detido.

O aplicativo, chamado Escritório Social Virtual, já foi colocado em funcionamento no Distrito Federal (DF) em uma experiência piloto e agora será disponibilizado em todo o país.

Entre os serviços viabilizados pelo aplicativo estão emissão de documentos, acompanhamento de processos envolvendo o indivíduo e programas de inserção no mercado de trabalho e qualificação profissional.

Também serão indicados serviços relacionados a políticas públicas de moradia, saúde e alimentação. As informações e serviços complementam a assistência que já é realizada presencialmente no âmbito do programa Escritório Virtual.

O aplicativo foi desenvolvido a partir de uma parceria entre o CNJ, a Universidade de Brasília e a Fundação de Amparo à Pesquisa do DF, órgão de fomento à produção de conhecimento e inovação na capital do país.

Edição: Denise Griesinger

Fonte:

Leia mais:  Ministério abre consulta pública para atualizar plano de segurança
publicidade

Direitos Humanos

DF anuncia ações para facilitar a vida de pessoas com deficiência

Publicado


Um programa lançado hoje (21) pelo governo do Distrito Federal (GDF) pretende incluir digitalmente 20 mil pessoas. Chamado Conecta +, o programa será focado inicialmente em pessoas com deficiência física de baixa renda.

A ideia é disponibilizar a esse público pacotes de dados e chips com internet 4G gratuita. A avaliação que definirá os primeiros beneficiários do programa será feita a partir da aplicação de “uma série de metodologias de avaliação de políticas públicas”, e os critérios para a participação no programa serão divulgados no site do GDF.

Mobilidade

Durante a cerimônia de lançamento do Conecta +, e em meio à série de eventos de celebração ao Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência, o GDF anunciou também o lançamento de outro programa voltado a esse público: o DF Acessível, que disponibilizará, na capital federal, 25 vans adaptadas adquiridas pela Sociedade de Transporte Coletivo de Brasília (TCB).

Os veículos estão equipados com rampa de acesso para cadeira de rodas, ar-condicionado, espaço para dois cadeirantes, além de cinco assentos. Segundo o GDF, “o serviço levará o usuário da porta de casa até o destino escolhido e vice e versa. Os interessados devem fazer o cadastro na sala da TCB e da Secretaria da Pessoa com Deficiência, localizada na Estação 112 Sul do metrô”.

Leia mais:  Brasil concederá visto humanitário a afegãos

Para acessar o benefício, é necessário apresentar documentação médica. A princípio, o serviço será prestado apenas a pessoas com deficiência motora, mas há possibilidade de, futuramente, ser estendido a portadores de outras deficiências.

“As vans terão seus itinerários estabelecidos por meio de software e do Sistema de Posicionamento Global (GPS). A TCB pretende atender até 250 pessoas por dia com o serviço. O próximo passo será a disponibilização de um aplicativo para acompanhar a localização do veículo. A previsão é de que os primeiros passageiros sejam atendidos ainda no mês de outubro”, informa o GDF.

Edição: Aline Leal

Fonte:

Continue lendo

Mais Lidas da Semana