conecte-se conosco

Mato Grosso

Corpo de Bombeiros atua para conter incêndio subterrâneo na Baía dos Guató

Publicado


Duas guarnições do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso (CBMT) foram encaminhadas, na manhã desta sexta-feira (23.07), para atuar no combate ao incêndio florestal de média proporção na Terra Indígena Baía dos Guató, região do Pantanal em Barão de Melgaço, distante a 121 km de Cuiabá. Os militares já realizavam o monitoramento do local atingido pelo fogo desde sábado (17.07), através de imagens via satélite.

A região é de difícil acesso terrestre, helicópteros do Centro Integrados de Operações Aéreas (Ciopaer) estão dando apoio para realização dos trabalhos levando os equipamentos básicos que serão utilizados pelos bombeiros para conter o incêndio.

De acordo com as informações repassadas pelo comandante do 1° Pelotão Independente do CBMMT, tenente Thiago Soares, os especialistas do CBM estão na área atingida para cavar partes do solo e identificar os pontos sensíveis com incidência de fogo, além da avaliação geral local. Valas com profundidade de aproximadamente (1,5 ou 2 metros) serão cavadas para impedir a propagação do fogo. Outra ação, caso necessário, serão as marcações de georreferenciamento para que as aeronaves do CBM joguem água nesses pontos para apagar os focos.

Leia mais:  Sábado (21): Mato Grosso registra 154.839 casos e 4.082 óbitos por Covid-19

O atual incêndio é decorrente do primeiro que aconteceu no dia 5 de julho, parcialmente extinguindo, mas que ressurgiu em virtude do fenômeno natural do Pantanal, ocasionado pelas (turfas; uma espécie de carvão primário criando de vegetação compactada no solo) possibilitando a formação de pequenas brasas que se intensificaram com o atual clima seco na região.

O resultado da avaliação realizada pelo monitoramento aéreo e presencial, mostra que o incêndio não ganhou grandes proporções, apenas 200 hectares foram consumidos pelas chamas. Hoje, não foram registradas grandes cortinas de fumaça na área, mas essa incidência pode surgir no período da tarde, horário que as temperaturas estão mais altas.  

Fonte: GOV MT

publicidade

Mato Grosso

Governo de MT já pactuou cerca de 90% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Publicado


O Governo de Mato Grosso recebeu, até esta terça-feira (21.09), 4.374.456 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já pactuou a distribuição de 3.926.033 doses aos 141 municípios do Estado, ou seja, cerca de 90% do total recebido.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses ou doses únicas (3.896.285), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (29.748) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

É importante destacar que o ranking de aplicação não considera as doses destinadas aos povos indígenas para evitar qualquer disparidade nos dados. Alguns municípios contabilizavam doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassavam o limite de 100% da aplicação.

Das 3.926.033 doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 3.246.118 (81,69%), sendo 2.122.061 como primeira dose ou dose única e 1.010.547 como segunda dose. O percentual da semana passada era de 78,02%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Diamantino (94,63%), Planalto da Serra (94,47%), Primavera do Leste (94,00%), Torixoréu (93,85%), Santa Rita do Trivelato (93,49%), Jaciara (92,89%), Alto Taquari (92,24%), Cocalinho (92,07%), Glória D’Oeste (91,73%) e Campinápolis (91,46%).

Leia mais:  Governo de MT já distribuiu mais de 90% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 562 ou no Painel de Distribuição de vacinas Covid-19.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Leia mais:  Terça-feira (29): Mato Grosso registra 450.994 casos e 11.995 óbitos por Covid-19
Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana