conecte-se conosco

Saúde

Covid-19: Brasil notifica 140 óbitos e 71,9 mil casos em 24 horas

Publicado

As secretarias estaduais e municipais de Saúde registraram 71.906 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas em todo o país. De acordo com os órgãos, foram confirmadas também 140 mortes por complicações associadas à doença.

Os dados estão na atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta quarta-feira (22). Segundo a pasta, os estados do Tocantins e da Paraíba não informaram os dados e Mato Grosso do Sul não enviou atualizações sobre óbitos.

Com as novas informações, o total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus durante a pandemia já soma 31.890.733.

O número de casos em acompanhamento de covid-19 está em 688.335. O termo é dado para designar casos notificados nos últimos 14 dias que não tiveram alta e nem resultaram em óbito.

Com os números de hoje, o total de óbitos alcançou 669.530 desde o início da pandemia. Ainda há 3.313 mortes em investigação. As ocorrências envolvem casos em que o paciente morreu, mas a investigação se a causa foi covid-19 ainda demanda exames e procedimentos complementares.

Leia mais:  Vacinas contra covid: 2 avanços para tentar acabar com a pandemia

Até agora, 30.532.868 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 95,8% dos infectados desde o início da pandemia.

Boletim da covid-19 de 22 de junho de 2022 Boletim da covid-19 de 22 de junho de 2022

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (170.250), Rio de Janeiro (74.020), Minas Gerais (61.916), Paraná (43.574) e Rio Grande do Sul (39.858).

Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (2.002), Amapá (2.140), Roraima (2.152), Tocantins (4.158) e Sergipe (6.354).

Vacinação

Até hoje foram aplicadas 446.278.419 doses de vacinas contra a covid-19, sendo 177,5 milhões como primeira dose, 160,2 milhões como segunda dose e 4,9 milhões como dose única. Outras 91,6 milhões de pessoas já receberam a dose de reforço e 7,8 milhões ganharam segunda dose extra, ou quarta dose da vacina.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Saúde

publicidade

Saúde

SP vacina contra covid-19 e gripe em parques e na Avenida Paulista

Publicado

Para ampliar a cobertura vacinal da população da cidade, a prefeitura de São Paulo disponibiliza hoje (3) seis locais para a vacinação: dois deles na Avenida Paulista (uma tenda na altura do número 52 e uma farmácia no número 995) e quatro tendas espalhadas pelos parques Buenos Aires, Severo Gomes, do Carmo e da Juventude.

Esses locais funcionam até as 16h e estarão aplicando vacinas contra a covid-19 e a gripe influenza, além de outras doenças. Na farmácia da Avenida Paulista, 995, será aplicada apenas vacina contra a covid-19.

A vacinação contra a gripe está disponível neste momento para toda a população de São Paulo acima de seis meses de idade. Para a covid-19 é preciso observar o público elegível: a segunda dose adicional (ou quarta dose), por exemplo, neste momento está disponível para pessoas acima dos 40 anos e que tomaram a primeira dose adicional (terceira dose) há mais de quatro meses.

Os postos também estarão aplicando imunizantes diversos para crianças como a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), BCG, pentavalente, vacina inativada poliomielite (VIP), vacina oral poliomielite (VOP), pneumo 10, rotavírus, meningo C, meningo ACWY, varicela, hepatites A e B, febre amarela, DTP (difteria, tétano e coqueluche), dupla adulto, HPV e pneumo 23.

Leia mais:  Descoberta brasileira abre caminho para remédios contra o Alzheimer

Amanhã (4), a vacinação continua sendo feita nos megapostos, unidades básicas de Saúde (UBS) e nas AMAs/UBSs Integradas.

Mais informações sobre a vacinação na cidade de São Paulo podem ser obtidas no site Vacina Sampa.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Mais Lidas da Semana