conecte-se conosco

Saúde

Covid-19: Casos vão a 18.054.653 e mortes chegam a 504,7 mil

Publicado


O Brasil ultrapassou a marca de 18 milhões de pessoas infectadas desde o início da pandemia de covid-19. Nas últimas 24 horas, foram registrados 87.822 novos casos da doença. Com isso, o total de pessoas que pegaram a doença chegou a 18.054.653. O país tem ainda 1.161.089 casos ativos, em acompanhamento.

A quantidade de pessoas que sucumbiram à pandemia chegou a 504.717. Nas últimas 24 horas, foram registradas 2.131 novas mortes por covid-19. Ontem, o número de vítimas que perderam a vida em função de complicações vinculadas à doença estava em 502.586.

Ainda há 3.708 óbitos em investigação. O termo é empregado pelas autoridades de saúde para designar casos em que um paciente morre, mas a causa segue sendo apurada mesmo após a declaração do óbito.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta terça-feira (22). O balanço é produzido a partir das informações sobre casos e mortes recolhidas pelas secretarias estaduais de saúde.

A soma de pessoas que pegaram covid-19, mas se recuperaram desde o início da pandemia subiu para 16.388.847. Isso corresponde a 90,8% do total dos infectados pelo vírus.

Leia mais:  Twitter bloqueia conta de Trump Jr. por tweet sobre uso de hidroxicloroquina

Os números são em geral mais baixos aos domingos e segundas-feiras em razão da menor quantidade de funcionários das equipes de saúde para realizar a alimentação dos dados. Já às terças-feiras os resultados tendem a ser maiores pelo envio dos dados acumulados.

Boletim epidemiológico atualiza os números da pandemia de covid-19 no Brasil. Boletim epidemiológico atualiza os números da pandemia de covid-19 no Brasil.

Boletim epidemiológico atualiza os números da pandemia de covid-19 no Brasil. – Ministério da Saúde

Estados

Com 123,1 mil mortes, São Paulo lidera o número de óbitos entre os estados. Em seguida vêm Rio de Janeiro (54.452), Minas Gerais (44.623), Rio Grande do Sul (30.605) e Paraná (30.148). Já na parte de baixo da lista, com menos vidas perdidas para a pandemia, estão Roraima (1.713), Acre (1.734), Amapá (1.807), Tocantins (3.119) e Alagoas (5.176).

Vacinação

Até o momento, foram enviadas a estados e municípios 123,2 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Deste total, foram aplicadas 83,7 milhões de doses, sendo 61 milhões da 1ª dose e 22,6 milhões da 2ª dose.

Leia mais:  Trump x Ciência: os embates incomuns entre o presidente e especialistas

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

publicidade

Saúde

‘Todos os cariocas acima de 18 anos’ imunizados em três semanas, prevê Paes

Publicado


source
Prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes
Fernando Frazão/Agência Brasil

Prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes


O prefeito Eduardo Paes anunciou que a vacinação contra a Covid-19 na cidade do Rio será retomada na próxima quarta-feira. Pelo Twitter, Paes informou ainda que as idades que seriam atendidas ao longo desta semana no planejamento anterior estão mantidas — o cronograma havia sido suspenso na última sexta por conta do atraso no envio de doses por parte do Ministério da Saúde.

Assim, pessoas de 34 anos poderão ser imunizadas na própria quarta, sendo mulheres de manhã e homens à tarde. Na quinta-feira, é a vez das mulheres de 33 anos, enquanto homens da mesma idade devem ir até os postos na sexta. Tanto a quinta quanto a sexta-feira também servirão, à tarde, para a repescagem de quem tem 34 anos ou mais, assim como no sábado poderá ser vacinado qualquer um com 33 anos ou mais.

Na mesma postagem, Paes afirmou que, “se não houver mais falhas na entrega”, todos os cariocas acima de 18 anos estarão vacinados ao menos com a primeira dose dentro de três semanas. “Bora distribuir acelerado”, escreveu o prefeito.

Leia mais:  Casos da variante Delta do novo coronavírus chegam a 135 no Brasil


Você viu?

Mais cedo, também pelas redes sociais, Paes contou que o Ministério da Saúde havia antecipado a remessa de novas doses do imunizante, que chegariam à cidade já na noite desta segunda-feira. “Acabamos de receber uma ligação do departamento de logística do Ministério da Saúde, que nos informou estar adiantando as entregas desta semana para a noite de hoje (segunda-feira). Agradeço muito a parceria do ministro Marcelo Queiroga na aceleração desse processo”, postou o prefeito.

Pouco antes, o Ministério da Saúde também havia informado, no seu perfil em rede social, o envio, a partir desta segunda-feira, de 10,2 milhões de doses de vacina para todo o Brasil. Ainda segundo a postagem, serão 3, 812 milhões doses da AstraZenecaFiocruz, 1,036 milhão de AstraZeneca Covax Facility, 3,335 milhões CoronavacButantan e 2.104 Pfizer BioNTech.

Na sexta-feira, poucas horas após divulgar a queda do número de mortes e casos graves de Covid-19 na cidade devido ao avanço da vacinação, a Prefeitura do Rio anunciou que a aplicação de primeiras doses seria suspensa a partir daquele dia por falta de imunizantes. O prefeito Eduardo Paes (PSD) afirmou que o Ministério da Saúde estva demorando a entregar mais lotes e cobrou, pelo Twitter, o envio imediato. A pasta negou que houvesse atraso.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Mais Lidas da Semana