conecte-se conosco

Educação

Divulgado resultado da primeira fase da Olimpíada de Matemática

Publicado


O resultado da primeira fase da 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) foi divulgado hoje (9). A lista dos estudantes classificados para a segunda fase pode ser acessada na página da Obmep

Cerca de 18 milhões de estudantes de 55 mil escolas participaram da primeira etapa. As provas foram aplicadas entre 28 de junho e 3 de agosto. Já os exames da segunda fase estão previstos para 6 de novembro e a divulgação dos premiados para 18 de janeiro de 2022.

A Obmep concede medalhas de ouro, prata e bronze e mais de 50 mil menções honrosas. Além disso, os estudantes que recebem medalha garantem o ingresso em programas de iniciação científica, com direito a uma bolsa de incentivo financeiro mensal concedida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A olimpíada é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas, realizado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

A Obmep é financiada pelos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e tem o objetivo de melhorar a qualidade da educação básica, desafiando os estudantes e incentivando o aperfeiçoamento dos professores.

Leia mais:  Governo de SP contrata psicólogos para atender professores e alunos

Edição: Kleber Sampaio

publicidade

Educação

MEC anuncia apoio a itinerário formativo do novo ensino médio

Publicado


O Ministério da Educação lançou hoje (17) um programa de apoio financeiro para implementação do itinerário formativo, uma das etapas do novo ensino médio, que será concretizada em 2022 e vai permitir que os alunos aprofundem conhecimentos em uma ou mais áreas de seu interesse.

Segundo o ministro da pasta, Milton Ribeiro, foram repassados R$ 360 milhões para mais de 4 mil escolas selecionadas pelo projeto. 

De acordo com o ministro, a nova opção curricular do ensino médio vai priorizar áreas estratégicas para o país e direcionar a jornada estudantil com destino à universidade. 

“O novo ensino médio não pode ser para poucos, e seguiremos atentos, trabalhando efetivamente para diminuição das desigualdades em nosso país”, afirmou. 

Com os chamados itinerários formativos, após concluir a formação curricular básica, cada estudante vai escolher a área em que deve seguir, de acordo com os interesses e necessidades pessoais.

Os itinerários se dividem em cinco: matemáticas e suas tecnologias, linguagens e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias e ciências humanas e sociais aplicadas.

Leia mais:  Governo de SP contrata psicólogos para atender professores e alunos

O quinto itinerário prevê a formação técnica e profissional.

Edição: Maria Claudia

Continue lendo

Mais Lidas da Semana