conecte-se conosco

Política Nacional

Doria avalia lockdown no estado de SP ainda nesta semana

Publicado


source
João Doria (PSDB), governador do estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

João Doria (PSDB), governador do estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) , avalia anunciar nesta quarta-feira (3) a migração do estado para a fase vermelha do Plano São Paulo, a mais restritiva em relação à  pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Caso seja feita essa mudança, comércios, bares e restaurantes e todos os serviços não-essenciais ficarão fechados. As informações são da CNN Brasil.

Nesta terça (2), o secretário de saúde do estado, Jean Gorinchteyn , declarou ser favorável à suspensão das aulas presenciais na escola do estado, devido ao fato de São Paulo viver o pior momento da pandemia de Covid-19.

Todavia, o secretário de educação , Rossieli Soares, é contrário à ideia de fechar as escolas.

Nesta tarde, Doria irá se reunir com todos os prefeitos do estado para discutir a medida. Muitos são contrários à ideia.

Você viu?

Ainda há a dúvida de quando começar a medida restritiva, se já nesta quinta (4), ou no sábado (6), para que haja um preparo.

Leia mais:  Após manifesto, Ciro diz que não quer saber "o que fizeram no verão passado"

Outro ponto que prejudica o governo estadual é o fato da Polícia Militar ser contra a linha de pensamento do governador, e favorável à do presidente Jair Bolsonaro , de que o isolamento social não seria a melhor medida.

Ainda segundo informações, o tucano irá evitar o uso do termo “ lockdown ” na coletiva.

Nas últimas 24 horas, o estado de São Paulo registrou 468 novas mortes em decorrência da Covid-19, o maior número desde o início da pandemia.

publicidade

Política Nacional

Bolsonaro volta a atacar Barroso em transmissão: “onde quer chegar esse homem?”

Publicado


source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Reprodução / YouTube

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Na live semanal desta quinta-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atacar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso devido à sua resistência à adoção do voto impresso. 

“Onde quer chegar esse homem que atualmente preside o TSE? Quer a inquietação do povo, quer que movimentos surjam no futuro, que não condizem com a democracia?”, disse ele, afirmando que Barroso não é “o dono da verdade”.

Além disso, Bolsonaro afirmou que o presidente do TSE teria articulado a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) instituindo o voto impresso.

“Por que o presidente do TSE, na iminência de ver a PEC da deputada Bia Kicis ser aprovada na comissão especial, ele vai para dentro do parlamento, se reúne com lideranças partidárias, e, no dia seguinte, muitos desses líderes trocam membros da comissão por parlamentares contrários à PEC. Que poder esse homem tem? Por que ele não quer uma eleição democrática?”, questionou.

Leia mais:  Ex-chefe da Rota que defendeu atos diferentes na elite é nomeado por Bolsonaro

Você viu?

O chefe do Executivo também teceu diversas críticas ao ministro, relacionando Barroso ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e até mesmo a governantes de países liderados pela esquerda, como Argentina e Venezuela.

Nas últimas semanas, o presidente do TSE vem sendo alvo de ataques de Bolsonaro e apoiadores por defender o voto eletrônico. Barroso destaca que não há qualquer indício de falhas no sistema atual. De acordo com ele, a adoção do voto impresso, defendido pelo chefe do Executivo, trará de volta fraudes e falhas humanas, problemas já superados com a implementação do sistema eletrônico .


*Em atualização

Continue lendo

Mais Lidas da Semana