conecte-se conosco

Policial

Espingardas e munições são apreendidas durante patrulhamento fluvial

Publicado


Policiais do Batalhão de Proteção Ambiental encaminharam à delegacia nesta segunda-feira (22.02), um homem, 79 anos, por porte ilegal de arma de fogo, na zona rural de Gaúcha do Norte (a 595 km de Cuiabá).

Os militares estavam em patrulhamento fluvial pelo Rio Culuene junto com agentes da Secretaria de Estado de Meio Ambiental (Sema) e pararam para vistoriar um rancho. Na propriedade, a equipe encontrou duas espingardas calibre 22, que estavam enconstadas na parede, sendo uma delas com oito munições intactas, com um supressor de ruídos artesanal.

No quarto do idoso estava uma sacola com mais  26 munições do mesmo calibre. Questionado, disse que tinha comprado as armas há muito tempo e teria vendido uma delas. O comprador iria buscar na próxima sexta-feira (26).

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Leia mais:  Homem que furtava igrejas é preso pela Polícia Civil por roubo e tentativa de estupro
Fonte: PM MT

publicidade

Policial

Operação de combate à receptação de celulares prende 14 pessoas com aparelhos de origem ilícita

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Quatorze pessoas foram presas em flagrante durante operação da Polícia Civil deflagrada na sexta-feira (26.02) pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG),com objetivo de combater o crime de receptação de aparelhos celulares de origem ilícita,

A operação “Receptador” foi finalizada nesta segunda-feira (01.03), com o cumprimento a 14 mandados de busca e apreensão domiciliar que resultaram na recuperação de 14 aparelhos celulares de diferentes marcas e modelos, todos de origem ilícita.

As ordens judiciais foram decretadas com base em investigações da Derf-VG que conseguiram identificar pessoas envolvidas com a receptação de celulares produtos de roubo/furto cometidos entre os meses de novembro de 2020 e janeiro de 2021.

Segundo a delegada titular da Derf-VG, Elaine Fernandes da Silva, o trabalho operacional mostra a intensificação das diligências investigativas para combater o crime de receptação, responsável por fomentar os índices de roubo e furtos ocorridos na região metropolitana.

“O receptador é um criminoso covarde que financia a violência e por isso precisa ser fortemente combatido. O foco da operação é tentar minimizar o prejuízo das vítimas, que geralmente são abordadas a caminho do trabalho e tem o seu bem subtraído. Em muitos casos as vítimas ainda estão pagando as parcelas do aparelho que não poderão utilizar, ficando somente com o prejuízo”, disse.

Leia mais:  Quatro pessoas são presas por roubos praticados em Guarantã do Norte

Crime e pena

O crime de receptação está previsto no artigo 180 do Código Penal Brasileiro (adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, a adquira, receba ou oculte. Pena de reclusão de 1 a 4 anos, e multa).

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana