conecte-se conosco

Mulher

Fotógrafas ensinam mulheres a fazer fotos sensuais em casa

Publicado


source

Alto Astral

Fotógrafas ensinam mulheres a fazer fotos sensuais em casa
Reprodução: Alto Astral

Fotógrafas ensinam mulheres a fazer fotos sensuais em casa

Todo mundo já sabe que o hábito de se fotografar faz parte da rotina de muitas pessoas. Mas, para além das selfies que vão parar no Instagram, é possível, sim, fazer imagens bonitas, dignas de estúdio e que exaltam o quão maravilhosa você é apenas com o seu celular. Acredite! Com algumas técnicas na manga, iluminação e paciência, fotografias capazes de fazer você se sentir uma verdadeira deusa.

Foi pensando nisso que, durante a pandemia, Michelle e Mariana Moll, irmãs e sócias da Naked Fotografia, empresa que nasceu em 2013 com o objetivo de celebrar a beleza e a pluralidade presentes na sensualidade de cada mulher, criaram um curso de autorretrato com técnicas de composição, produção de moda, dicas de cabelo e maquiagem, cores, cenário, posturas, poses, ângulos e até direção de luz para que as mulheres se fotografassem lindamente usando somente o celular.

Naked Fotografia
Mariana (à esquerda) e Michelle Moll (à direita)/ Divulgação

Ficou curiosa? Veja as dicas para arrasar em casa!

Segundo Michelle Moll, para produzir um ensaio sensual em casa, vale ter em mãos algumas técnicas de fotografia para usar sua criatividade e iluminação da melhor maneira. Dessa forma, ao vestir alguma peça que identifique a sua identidade ou que te deixa à vontade, é possível valorizar os seus melhores ângulos e obter resultados satisfatórios.

“É muito comum que a gente ouça falar em foto sensual e imagine logo que você tem que usar um fio dental e salto alto, e a nossa ideia é tirar as mulheres desse lugar comum e tentar fazê-las entenderem o que realmente funciona para elas. É possível fazer uma foto sensual de blusinha e shortinho, de toalha na cabeça, de vestido. Tudo vai depender do estilo dela!”, explica a fotógrafa.

Michelle também lembra que a sensualidade não está somente no nu. “Costas podem ser muito sensuais, silhueta, boca, rosto, pescoço, então você pode explorar outras nuances. Uma foto só de rosto, um retrato pode ser super sensual dependendo da sua expressão”, ela ainda reforça.

E apesar de ser bastante comum algumas pessoas sentirem um pouco mais de vergonha em se fotografar, existem vários segredos e técnicas que prometem deixar você mais segura, como:

  • Saber o seu melhor ângulo;
  • Entender como se faz uma pose;
  • Perceber como a luz vai ou não valorizar o seu rosto;

No entanto, tenha em mente que tudo isso vem com a prática!

Logo, vale também investir na preparação do ambiente onde você pretende fotografar (e praticar). Uma dica que a fotógrafa dá para quem está iniciando é procurar deixar o local das fotos o mais limpo possível. No quarto, por exemplo, vale arrumar a cama, esticar o lençol e tirar tudo o que tem no fundo, incluindo objetos da cabeceira, ou que esteja espelhado pelo chão. Além disso, trabalhar com cores neutras, como o branco, pode ser uma aposta interessante. Dessa forma, depois desse trabalho de arrumação, as fotos tendem a ficar bem mais bonitas e chamar a atenção para você, que é o que interessa.

Leia mais:  Numeroterapia: veja o que seu mês de nascimento revela sobre você
Naked Fotografia
Divulgação / Naked Fotografia

O Alto Astral conversou com Michelle Moll para entender melhor o impacto das fotografias sensuais na vida das mulheres. Confira o bate-papo abaixo:

Você viu?

AA: Na sua opinião, por que as mulheres têm vergonha de se fotografar? Seja com a ajuda de um(a) fotógrafo(a) ou sozinhas.

MM : O maior motivo da vergonha das mulheres serem fotografadas ou se fotografarem é o fato delas acharem que não estão apropriadas para isso, porque crescemos ouvindo e entendendo que para gente ser fotografada, a gente precisaria estar dentro de um padrão. E é um padrão que a gente sabe que é impossível de alcançar. Nenhuma mulher que eu conheço, e olha que conheço muitas mulheres, se sente dentro do padrão. Não se sentem confiantes, capazes de fazer uma foto, porque elas acham que não servem pra isso, ou que isso não é pra elas, muitas têm medo que as fotos fiquem horríveis, de passar vergonha. Então tem muito a ver com isso que ensinaram pra gente, que a fotografia era só pra um determinado tipo de mulher. Mas, isso é a maior mentira!

AA: Qual dica você daria para as mulheres deixarem a vergonha de lado e explorarem seus corpos em fotografias? Por quê?

MM : A melhor maneira de vencer essa vergonha é praticando, se fotografando, quanto mais você se fotografa, quanto mais você treina o se olhar para você mesma, melhor você fica, mais bonitas ficam as suas fotos, e mais segura você fica. O autorretrato é uma maneira muito legal de fazer isso, principalmente pra quem não teve essa experiência, porque você tá sozinha, é você com você mesma, não tem ali o julgamento de outra pessoa, você está em casa e você pode fazer essas suas fotos sozinha. O único julgamento é o seu, e isso é uma coisa que a gente trabalha lá no curso. Mas, se nunca teve essa experiência, a primeira coisa é pegar a câmera e começar a se fotografar para ter esse autoconhecimento e entender que não precisa ter vergonha, que você é sim capaz de fazer fotos belíssimas independente do seu tipo de corpo.

AA: Muitas mulheres associam fotos sensuais ao ato de presentear namorados e maridos, mas não relacionam essas fotos ao autoamor. Como podemos mudar esse cenário?

MM : Sim, quando a gente começou a trabalhar com foto sensual, a desculpa era sempre essa. Presentear namorados, maridos, etc. Mas com o tempo a gente entendeu que isso era uma grande desculpa, que a gente quer fazer isso, fazer por nós mesmas, a gente vive em sociedade, a gente vive uma pressão para estar dentro de um padrão, e devemos isso a nós mesmas, se reconhecer nessa posição. Então quando você faz uma foto, quando você consegue se ver bonita em uma foto, você se reconhece em uma posição que a sociedade te cobra. Mas eu preciso fazer isso? Não, não precisa. Mas, se ver bonita em uma imagem, pode transformar a maneira como você se enxerga. Você pode ter passado uma vida inteira achando que não serve pra isso, nunca vou poder fazer isso, mas no fundo tinha vontade de fazer, porque é divertido, e quem não tem vontade de ter uma foto linda de si para poder guardar para posteridade. Mas acabamos achando que a gente não é capaz, sendo que, na verdade, o problema é só que a gente não sabe fazer. Quando aprendemos, vemos que somos totalmente capazes, e que fazemos isso para nós mesmas. Independente se o outro vai ver ou não vai. Quanto mais a gente se admira, se gosta, mais fazemos coisas por nós mesmas.

Leia mais:  "Quase fui traficada para a Turquia", conta vítima que estava prestes a embarcar

A gente faz as mudanças que queremos na nossa vida através do autoamor. Às vezes, a fotografia é uma prova muito visual do quanto a gente é bonita e merecedora. Quando você se vê em uma foto muito bonita, você passa a se gostar mais, você se aceita mais. Não é por uma barriguinha, uns quilos a mais, umas rugas que você não é merecedora disso. Você passa a enxergar essa beleza que existe em você e que é só sua, e isso faz com que você se admire mais e perde a dependência de fazer para outra pessoa e passa a fazer por você mesma.

AA: No dia a dia de vocês, vocês percebem que as mulheres passam a gostar mais delas mesmas após essas fotos?

MM : Com certeza, as mulheres passam a gostar muito mais de si. Por causa disso que falei, imagine que a gente junta uma sociedade que fala que você tem que ser de determinada forma para ser bonita, desejável e aceita. Lembrando que a gente vive em um meio social, e que é normal e natural do ser humano que queiramos ser aceitos, mas a sociedade impõe um padrão para isso, e que a gente não consegue alcançar. Então você cresce achando que não é merecedora, quando você vê que não é bem assim, quando você consegue se olhar, enxergar a sua própria beleza independente disso, você consegue se enxergar com olhos muito mais carinhosos e mais amorosos pra você mesma.

AA: Além de limpar o ambiente, quais são os outros truques para fotos incríveis com o celular e em casa?

MM : A fotografia é um conjunto de coisas. É uma imagem que você monta pensando em várias coisas. Cenário, pose, o que você está usando, mas tem uma coisa que é primordial, se não é a mais importante, com certeza a que está mais próxima de ser, é a iluminação. Isso é o que poucas pessoas conhecem. Então, se eu for dar uma dica pra melhorar a sua foto em casa, é saber o que é uma iluminação que valoriza a sua beleza e o que não é. É claro que temos muitas possibilidades, mas uma coisa fácil e que todo mundo pode fazer é sempre se fotografar perto de uma janela, de frente. A luz de janela frontal, uma luz natural, costuma ser uma luz muito bonita e que valoriza muito a nossa beleza.

Fontes : Michelle Moll e Mariana Moll, fundadoras da Naked Fotografia.

Fonte: IG Mulher

publicidade

Mulher

‘A Fazenda 13’: Nego do Borel é acusado de assediar Dayane Mello

Publicado


source
Nego do Borel é acusado de assédio
Reprodução/PlayPlus

Nego do Borel é acusado de assédio

O clima em  ‘A Fazenda 13’ não está nada divertido, em poucos dias desde sua estreia, o programa já coleciona diversas passagens problemáticas. É assim que podemos definir a situação do último sábado, quando o participante Nego do Borel claramente deixa a participante Dayne desconfortável com suas “investidas”. 

A situação aconteceu após a festa, quando Dayne e Nego estavam conversando antes de dormir. Os dois, que estão dormindo na baia um ao lado do outro, conversavam quando Nego começou a passar a mão no rosto de Dayane, que desconfortável, afastava a mão do cantor. 

Mesmo se esquivando dos toques de Nego, o cantor ainda insistia em passar a mão no corpo da peoa. No vídeo, podemos perceber que Nego tenta enfiar a mão por dentro da blusa de Dayane, que impaciente, retira a mão do colega novamente. 

Após a exibição da cena, os internautas começaram a acusar Nego do Borel de assédio pelas tentativas de tocar no corpo de Dayane, sem a permissão dela e claramente sob o efeito de álcool. A cena termina com Nego do Borel se estressando com Mussunzinho, que havia pedido para fazer silêncio. 

Leia mais:  Blazer cropped: saiba como usar a nova tendência

Durante a explosão com o peão, Nego do Borel apresentou uma atitude violenta ao jogar um balde de metal na parede, fazendo com que Dayane se encolhesse.

Relembre outros casos de assédio em realitys

Phellipe Haagensen – A Fazenda 11

O ator de ‘Cidade de Deus’ foi expulso do programa, após beijar Hariany Almeida sem seu consentimento durante uma discussão. A goiana se sentiu assediada e reportou o ocorrido para a produção do programa, que não teve outra alternativa a não ser expulsar o ator. Dada a repercussão do caso, a polícia abriu um inquérito.

Leia Também

Lucas Viana – A Fazenda 11

Lucas e Hariany tiveram um relacionamento conturbado durante a participação no programa. Durante um dos términos do casal, Lucas se deitou ao lado de Hariany aonde a encoxou, passou a mão em seu corpo, tentou tocar suas partes íntimas e deu diversos beijos na nuca de sua ex, mesmo ouvindo todos os “não” da participante. Lucas insistiu até Hariany se cobrir com edredom, formando uma barreira entre eles. 

Leia mais:  Horóscopo do dia: previsões para 7 de maio de 2021

Apesar da repercussão, a produção não tomou nenhuma medida contra Lucas, que ao final do programa saiu como vencedor e milionário.

Daniel Echaniz – BBB 12

Após uma festa, durante a 12ª edição do Big Brother Brasil, o participante Daniel Echaniz e Monique foram para o quarto. Os dois se acariciaram e trocaram beijos, porém em certo momento, enquanto Monique dormia, telespectadores notaram Daniel fazendo movimentos de vai e vem, semelhante ao ato sexual. 

Na época, a repercussão foi enorme fazendo com que o vídeo do pay-per-view fosse retirado do ar, além de Daniel ter sido expulso dois dias após o ocorrido por conduta inapropriada. 

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mais Lidas da Semana