conecte-se conosco

Mato Grosso

Governo investe R$ 142 milhões em obras de pavimentação da MT-100 e garante durabilidade de rodovia

Publicado


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, está investindo R$ 142 milhões nas obras de pavimentação e restauração da MT-100, na região Araguaia em Mato Grosso, e tem acompanhado regularmente cada fase de execução das obras para garantir a qualidade do serviço e a durabilidade do asfalto executado.

As obras estão em andamento em uma extensão de 164,64 quilômetros da MT-100, em quatro trechos da rodovia, com o objetivo de interligar por asfalto nove cidades da região: Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Pontal do Araguaia, Araguaiana e Barra do Garças.

De acordo com o secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Sinfra, engenheiro Nilton de Britto, a rodovia está em fase de implantação, de modo que qualquer apontamento a respeito de eventual má execução da obra, ou mesmo da qualidade do revestimento asfáltico utilizado, não corresponde com a realidade.

Isto porque as boas condições de uma obra de pavimentação, que vai garantir a durabilidade do asfalto executado quando da conclusão da obra, não são medidas considerando somente a camada de asfalto que é aplicado, informou o engenheiro.  

Leia mais:  Estudantes da Escola Manoel Cavalcanti mandam recados para 2021

“É preciso ressaltar a importância das camadas de base e sub-base do pavimento, pois são essas camadas que possuem a função estrutural de aliviar as tensões no revestimento e distribuir para as camadas inferiores. Portanto, não é baseado apenas na espessura do revestimento asfáltico que podemos afirmar a durabilidade de uma rodovia”, explicou.

Ainda segundo Nilton de Britto, todos os projetos executados na MT-100 preveem a aplicação do tipo Tratamento Superficial Duplo (TSD), que é um revestimento de qualidade,  durabilidade e  que comporta tráfego leve em rodovias secundárias até o trânsito pesado, como o que está previsto para a MT-100. 

“Adotou-se na etapa de elaboração do projeto e dimensionamento da estrutura do pavimento para os primeiros anos o TSD como revestimento, constituído por duas aplicações de ligante asfáltico, cada uma coberta por camada de agregado mineral e submetida à compressão com espessura aproximada de 2,5 cm. Após a consolidação e posteriormente o aumento do volume de tráfego, serão feitos novos estudos do comportamento estrutural do corpo estradal, a fim de analisar a necessidade de uma nova camada de revestimento”, afirmou.

Estão sendo executadas obras em um trecho de 29,3 quilômetros entre Araguainha e Ponte Branca e outro de 20 quilômetros do entroncamento da MT-463, em Ponte Branca, até o acesso ao município de Ribeirãozinho.  Também são executados os serviços de melhoramento em 45,4 quilômetros, no trecho que compreende o entroncamento da MT-461, que dá acesso à cidade de Ribeirãozinho, até o entroncamento da MT-466, em Torixoréu.

Leia mais:  Sexta-feira (27): Mato Grosso registra 158.084 casos e 4.120 óbitos por Covid-19

Além desses dos locais, também está em andamento a pavimentação de 18 quilômetros da MT-100, do trecho que vai do fim da pavimentação no município de Torixoréu até o início da pavimentação para Pontal do Araguaia.  Já em Barra do Garças, está em andamento a pavimentação de 51,8 quilômetros no trecho que vai do entroncamento da BR-070/158 ao entroncamento da MT-336, em Araguaiana.

Todas essas obras são acompanhadas e fiscalizadas regularmente, de modo a garantir a qualidade de todas as fases executadas. “A Sinfra possui contratos de supervisão de obras, justamente para realizar os ensaios de controle tecnológico e garantir qualidade e segurança aos usuários que irão trafegar nesta rodovia”, concluiu o secretário adjunto.

Fonte: GOV MT

publicidade

Mato Grosso

Drone com celulares e bateria é apreendido por policiais penais da Mata Grande

Publicado


Policiais penais da Penitenciária Major PM Eldo Sá Corrêa (Mata Grande), em Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá), apreenderam um drone que estava sobrevoando a área externa da unidade. A ação, que impediu a entrada de materiais ilícitos, ocorreu na tarde deste sábado (24.07).

A equipe que estava de campana na parte de fora da Mata Grande avistou o drone se aproximando e avisou o chefe de plantão, que se deslocou até o local com a equipe interna. Neste momento, o equipamento não tripulável foi direcionado a uma região de mata, para onde os policiais penais seguiram.

Foram feitas buscas por suspeitos, mas eles fugiram por um local de difícil acesos na mata. Além do drone, os policiais penais apreenderam dois controles do equipamento, cinco hélices e cinco baterias para drone, sete aparelhos celulares modelo smartphone e uma bateria de celular.

Os drones têm sido utilizados como tentativas para introduzir materiais ilícitos nas unidades penais de Mato Grosso, como aparelhos eletrônicos e entorpecentes. Só em 2021, foram apreendidos 41 drones por policiais penais da Mata Grande. Já na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, no primeiro semestre deste ano, policiais penais apreenderam 20 drones.

Leia mais:  Seciteci faz testagem em 100 servidores para detectar Covid-19
Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana