conecte-se conosco

Economia

Guedes admite problemas no Orçamento, mas vê solução breve

Publicado


source

O ministro economia, Paulo Guedes , afirmou no começo da tarde desta quinta-feira (08) haver problemas para aprovar o Orçamento de 2021 , mas prevê que a solução dos impasses em breve. De acordo com o ministro, as demandas políticas devem caber na Lei Orçamentária Anual deste ano e ressaltou as negociações em andamento com o Congresso Nacional .

O texto aprovado pelos congressistas em março destina R$ 26 bilhões para emendas parlamentares e retira valores da Previdência Social e outros gastos considerados obrigatórios pelo governo federal. O impasse foi chancelado após Guedes afirmar que, se sancionado, o presidente Jair Bolsonaro poderia responder por crime fiscal.

“Há muito barulho sobre crise política e problemas com Orçamento, mas é só ruído. O que temos é uma coalização política que vai aprovar pela primeira vez o orçamento em conjunto. Houve alguns excessos sim, mas acredito que teremos em breve uma solução”, disse Guedes, em participação no 2021 Brazil Summit, evento que reúne especialistas do setor financeiro do país.  

Leia mais:  Petrobras anuncia reajuste de 5% para a gasolina nas refinarias

“Houve um acordo político sobre o orçamento. O que mundo é essa pessoa é inexorável, não pode executá-lo do jeito que está. É muito grande porque os acordos políticos devem caber no orçamento, então não podemos”, completou.

Guedes explicou que as emendas propostas pelo Congresso impossibilitavam o andamento das contas públicas, já comprometidas com gastos obrigatórios. Ele ressaltou as negociações em andamento para a sanção do texto até o fim deste mês.

“Estávamos construindo o orçamento pela primeira vez juntos com uma bússola e sempre foi um problema muito difícil porque o orçamento recebe o que chamamos de emendas. Eles são realmente cortes no orçamento. Então, se você pegar um pedaço do bolo, nós o chamamos de emenda positiva, você recebe sua parte do bolo e então você não se preocupa, então geralmente isso”, disse.

Você viu?

“Havia uma pressão política para entregar o texto e aí que o problema é como entregar? O que é politicamente conveniente, mas legalmente deixa o executivo com uma sombra legal. A outra é legalmente clara e perfeita, mas politicamente inconveniente”, concluiu o ministro.

Leia mais:  Brasil exportou US$ 50,99 bi a mais do que importou em 2020

Reformas

No encontro, Guedes voltou a defender agilidade na aprovação de reformas econômicas para contribuir com a recuperação financeira do país. O ministro elogiou a aprovação da reforma previdenciária e lembrou a diminuição de gastos aos cofres públicos.

“Nós temos uma agenda de reformas estruturais. Estávamos nos movendo razoavelmente. Bem, no primeiro ano fizemos a reforma da Previdência. Quebramos a dinâmica explosiva dos gastos públicos. Foram as despesas que realmente estavam ficando fora de controle. Então, fizemos esta reforma”, afirmou.

O chefe da pasta econômica lembrou do andamento das reformas tributária e administrativa e, novamente, exaltou o trabalho de congressistas.  

“Foi muito impressionante que o Congresso trabalhe com seis reformas importantes. E eles estão nos dando apoio agora para isso”, elogiou.

*reportagem em atualização

publicidade

Economia

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 33 milhões; veja os números sorteados

Publicado


source
Mega-Sena acumula e premio vai a R$ 33 milhões; veja os números sorteados
O Dia

Mega-Sena acumula e premio vai a R$ 33 milhões; veja os números sorteados

Neste sábado (10), a  Caixa Econômica realizou o sorteio do concurso 2361 da Mega-Sena. O prêmio de R$ 27 milhões acumulou, e o próximo sorteio, de R$ 33 milhões, será realizado na quarta-feira (14). Confira os números sorteados: 14 – 21 – 22 – 29 – 35 – 46.   

O sorteio também teve 61 apostas vencedoras na quina. Cada uma delas ganhará R$ 42.932,72. Também houve 3.782 bilhetes que acertaram a quadra. Eles embolsarão R$ 989,23.

Como participar do próximo sorteio?

O próximo concurso da Mega-Sena acontece neste sábado (10), às 20h. É possível apostar até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa do país. 

Também é possível apostar pela internet. O bilhete simples da Mega-Sena, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Como apostar online na Mega-Sena?

Para aqueles que apostarem pela internet, não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa , o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma.

Leia mais:  PEC Emergencial: segundo turno de votações é aberto hoje

Para fazer uma aposta maior, com 7 números, dando uma maior chance de ganhar, o preço sobe para R$ 31,50. Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões, disponíveis online, são outra opção viável.

Você viu?

Como funciona a Mega-Sena?

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e o vencedor pode receber milhões de reais se acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem pelo menos duas vezes por semana – geralmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, conhecidas como Quadra e Quina , respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha . Esse modelo consiste na escolha automática, realizada pelo sistema, das dezenas jogadas. 

Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, conhecida como Teimosinha.

Premiação

Os prêmios costumam iniciar em, aproximadamente, R$ 3 milhões para quem acertar as seis dezenas. Dessa forma, o valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. 

Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante.

O prêmio total da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos terminados em zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Continue lendo

Mais Lidas da Semana