conecte-se conosco

Internacional

Harvard e MIT processam governo Trump por regra para estrangeiros

Publicado


.

A Universidade de Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts processaram o governo do presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, nessa quarta-feira (8), na tentativa de barrar uma nova regra que proibiria a permanência no país de estudantes estrangeiros se suas universidades passarem a dar cursos pela internet devido à pandemia do novo coronavírus.

As duas instituições iniciaram ação civil em um tribunal federal de Boston pedindo a suspensão emergencial temporária da medida, anunciada pelo governo na segunda-feira (6).

“Defenderemos esse caso vigorosamente para que nossos estudantes internacionais – e de instituições de todo o país – possam continuar seus estudos sem ameaça de deportação”, escreveu o reitor de Harvard, Lawrence Bacow, em comunicado destinado à comunidade universitária.

A ação civil das duas universidades norte-americanas é a primeira contestação à regra, que poderia obrigar dezenas de milhares de alunos estrangeiros a deixarem o país se suas escolas adotarem o ensino remoto. Harvard havia anunciado que todas as aulas serão virtuais no próximo semestre.

A procuradora-geral de Massachusetts, Maura Healey, disse em comunicado que seu estado também está planejando um processo de repúdio à medida, que qualificou de “cruel” e “ilegal”.

Leia mais:  Covid-19 faz economia dos EUA despencar mais de 30% no 2º trimestre

O Departamento de Justiça dos EUA não respondeu de imediato a um pedido de comentário. O presidente norte-americano, Donald Trump, está pressionando escolas de toda a nação a reabrirem no outono do Hemisfério Norte.

O anúncio do governo Trump surpreendeu instituições acadêmicas que lutam com os desafios logísticos de retomar às aulas com segurança, enquanto a pandemia do novo coronavírus se espalha sem trégua por todo o mundo e aumenta nos EUA, especialmente entre os jovens.

publicidade

Internacional

Terremoto na Austrália: moradores relatam tremores nas redes sociais; veja vídeo

Publicado


source
Terremoto é sentido na Austrália
reprodução / Twitter

Terremoto é sentido na Austrália

Um  terremoto de magnitude 5,8 atingiu a  Austrália na manhã desta quarta-feira (22) — no horário local, noite desta terça-feira (21) no Brasil. O tremor foi sentido em Melbourne, no estado de Victoria. De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o epicentro do fenômeno foi a 38 km ao sul do Monte Buller, a 10 km de profundidade.

Moradores relataram a situação nas redes sociais e publicaram vídeos dos abalos na internet. Em Melbourne, muitas pessoas precisaram deixar suas casas e locais de trabalho. 


Não há comentários sobre feridos até o momento.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Mais Lidas da Semana