conecte-se conosco

Economia

JetSMART assina acordo para usar couro reciclado nos assentos de suas aeronaves

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Calebe Murilo

JetSMART assina acordo para usar couro reciclado nos assentos de suas aeronaves

Com o objetivo de fortalecer seu compromisso com o meio ambiente, a JetSMART assinou um acordo com a ELeather para estofar 13.020 poltronas de sua nova frota com couro composto sustentável.

Com isso, serão 70 aeronaves da família A320neo, com 186 assentos cada, que serão gradativamente incorporadas à companhia até 2026. A primeira entrega de 11 aviões com assentos sustentáveis ​​será concluída em 2021.

O uso desse material, feito com couro não utilizado da indústria têxtil, traz inúmeros benefícios, como a redução de custos no consumo de combustível em até US$ 10.000 por aeronave ao ano, já que é 48% mais leve que o couro tradicional.

Esteja informado: clique aqui  e leia mais notícias de aviação!

Além disso, este material demonstrou ter grande durabilidade em longo prazo, o que significa que as capas dos assentos duram mais e mantêm sua aparência de qualidade.

Leia mais:  Aprovado edital de concessão de rodovias que ligam Tocantins a Goiás

“Estamos muito felizes com o fechamento deste novo acordo com a ELeather, que nos permitirá ter mais de 13.000 lugares de material sustentável e que se soma a uma série de iniciativas que promovemos desde o início, que visam reduzir a emissão de carbono”, comentou o CEO da JetSMART, Estuardo Ortiz.

O post JetSMART assina acordo para usar couro reciclado nos assentos de suas aeronaves apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

publicidade

Economia

Leilão da cessão onerosa do pré-sal deve ocorrer em dezembro; veja o que esperar

Publicado


source
Leilão da cessão onerosa do pré-sal será em dezembro
Reprodução/Petrobras

Leilão da cessão onerosa do pré-sal será em dezembro

O secretário-executivo adjunto do Ministério de Minas e Energia, Bruno Eustáquio, disse que a segunda rodada do leilão do excedente da cessão onerosa (excedente do volume de petróleo e gás que a União cedeu à Petrobras ) dos campos de petróleo e gás natural nos blocos de Sépia e Atapu deve ser realizada no dia 17 de dezembro.

Esse deve ser o maior leilão de blocos de campos de petróleo e gás natural da camada do pré-sal de 2021. Na primeira rodada não houve interessados nos dois blocos, apenas nos de Búzios e de Itapu. Segundo Eustáquio, isso não deve se repetir dessa vez. “Temos evidências, já no presente, de participação de importantes empresas”, disse.

Junto com o primeiro leilão já realizado, a expectativa é arrecadar R$ 204 bilhões em investimentos até 2050 e gerar 110 mil empregos . “Um projeto que transformará o nosso setor de petróleo e gás e transformará também toda a nossa sociedade que colherá frutos disso”. Além disso, com a operação dos campos é esperada uma arrecadação de, aproximadamente, R$ 110 bilhões por parte do governo federal com a venda dos barris.

Leia mais:  Alibaba pode ser multada em US$ 1 bi e EUA ampliam sanções à Huawei

“Estamos falando de um reposicionamento do Brasil no ranking de produtores de petróleo e gás”, disse. Hoje o país produz cerca de 2,9 milhões de barris/dia. No pico de produção haverá adição de mais 560 mil barris/dia. “Isso significa 20% da nossa produção hoje”.

O secretário-executivo adjunto do ministério disse que estados e municípios terão sua fatia nos lucros. No bônus de assinatura – que é de R$ 11,1 bilhões – serão direcionados R$ 7,3 bilhões para esses entes federativos. A expectativa é de que o bônus seja pago até fevereiro de 2022.

“Todos os brasileiros ganham na partida e ganham ao longo do projeto na medida que nós teremos arrecadação via royalties e impostos e ganham também através dos investimentos consequente da geração de emprego e renda.”

Leia mais:  Veja o resultado da Mega-Sena desta quarta-feira, com prêmio de R$ 80 milhões

Continue lendo

Mais Lidas da Semana