conecte-se conosco

Tecnologia

Jogos de graça! PlayStation libera quatro games em março; veja quais

Publicado


source

Olhar Digital

Veja os títulos de graça para março
Unsplash/Teddy Guerrier

Veja os títulos de graça para março



Perceba a jogada da Sony : anuncia no “State of Play” um novo DLC para ‘ Final Fantasy VII Remake ’, e explica que quem tiver o jogo poderá fazer o upgrade para o PlayStation 5 gratuitamente. Só vai precisar comprar o capítulo extra depois. No dia seguinte, inclui o game entre os títulos gratuitos da PS Plus de março – mas essa versão não será compatível com o upgrade digital para PS5.

Você viu?

‘Final Fantasy VII Remake’, bem como ‘ Maquette ’, ‘ Remnant: From the Ashes ’ e ‘ Fairpoint ’ estarão disponíveis para download para os assinantes da PlayStation Plus no próximo mês. Os games entram na próxima terça-feira (2), então ainda dá tempo de garantir os brindes de fevereiro , ‘Control: Ultimate Edition’ e ‘Concrete Genie’.

Final Fantasy VII Remake (PS4)

A reimaginação moderna da Square Enix do seu RPG icônico possui personagens inesquecíveis, uma história incrível e batalhas épicas. Volte para a cidade de Midgar como Cloud Strife, o ex-membro da unidade de elite Shinra: SOLDIER, e agora um mercenário, que ajuda o grupo de resistência Avalanche. Inicialmente apenas orquestrando ataques contra Shinra para lutar contra suas maquinações que ameaçam o planeta, Cloud e seus amigos não têm ideia das consequências épicas que os aguardam.

Leia mais:  Apple Pay libera suporte a cartões do Banco Next

A história do primeiro jogo completo do projeto Final Fantasy VII Remake cobre até a fuga de Midgar do grupo, e reconta os eventos de Midgar com muito mais detalhes do que no clássico original.

Remnant: From the Ashes (PS4)

Neste jogo de tiro e sobrevivência em terceira pessoa, você joga como um dos últimos seres humanos restantes, tentando retomar um mundo dominado por invasores monstruosos interdimensionais. Aventure-se sozinho ou com até dois outros sobreviventes pelos mundos gerados dinamicamente, procurando por itens e melhorando seu equipamento para aumentar as suas chances de sobreviver, enquanto enfrenta mais de 100 tipos de inimigos e chefes mortais.

Maquette (PS5)

Tudo que é pequeno é gigante ao mesmo tempo, neste jogo de puzzle intrigante, inspirado na obra de Escher. Estreando no PlayStation 5 como parte dos jogos PlayStation Plus de março, Maquette coloca você no centro de um mundo onde as regras são bem diferentes das nossas. As soluções dos puzzles pedem que você torça o mundo de maneira recursiva — manipulando o ambiente de um diorama, você vê as mudanças refletidas no mundo de tamanho real à sua volta. Se algum puzzle te derrotar, você pode usar o Game Help do PS5 para dicas de como resolver os puzzles mais difíceis de Maquette.

Farpoint (PS VR)

Domine um arsenal para se manter vivo em um mundo alienígena hostil, neste game de tiro de movimentação livre para PS VR. Otimizado para o controle de mira PlayStation VR e totalmente jogável com um controle sem fio DUALSHOCK 4, procure sua estação espacial perdida sozinho ou com um amigo no modo cooperativo online. Troque as ameaças alienígenas por testes de suas habilidades nos modos Versus.

publicidade

Tecnologia

Hackers querem roubar dados sobre a sua saúde; saiba por que e se proteja

Publicado


source
Médicos estão na mira de hackers
Unsplash/National Cancer Institute

Médicos estão na mira de hackers



A área da saúde tem se tornado cada vez mais um alvo de cibercriminosos que visam roubo de dados . O uso da telemedicina durante a pandemia de Covid-19 tem sido um dos fatores facilitadores para que os hackers obtenham esses dados.

O engenheiro de computação Gilberto Martinez, techlead da Mitfokus, consultoria que atende empresas na área da saúde, conta que existem alguns motivos pelos quais os cibercriminosos têm tanto interesse em dados relacionados à saúde. 

O primeiro deles é a mira nos profissionais. Os altos salários da profissão são um atrativo para que médicos se tornem alvos de golpes . Por isso, os hackers  tentam descobrir informações sobre os profissionais para, então, obter dinheiro.

Hackers estão de olho

Mas não são só os dados de médicos que estão na mira dos hackers . Gilberto conta que informações de pacientes presentes em prontuários médicos também são muito valiosas para os criminosos. Isso acontece porque os dados são bastante específicos e, por isso, podem ser usados para aplicar golpes bastante complexos.

Você viu?

“Ele [cibercriminoso] pode pegar o prontuário de uma vítima e ver que a vítima toma medicamentos semanalmente em casa. Ele pode ligar, se passar por um agente de saúde e agendar uma visita à casa. A vítima, na maioria das vezes, está acostumada a receber esse tipo de ligação daquele hospital, então ela não desconfia. E acaba marcando um horário com um criminoso. E já aconteceu casos da vítima ser extorquida dentro da própria casa. Acaba não roubando só dados, mas joias e pertences valiosos”, relata o especialista.

Leia mais:  Trump tem Twitter invadido; veja qual era a senha considerada fácil demais

Além das informações serem muito valiosas para aplicar golpes, elas também podem ser usadas para extorquir dinheiro do próprio hospital. De acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais ( LGPD ) , informações relacionadas à saúde são consideradas dados pessoais sensíveis . Essa categoria de dados precisa ser ainda mais protegida pelas empresas que tratam as informações – neste caso, hospitais, clínicas e consultórios médicos.

“O que acaba tendo uma peculiaridade na área da saúde é a sensibilidade que essa área traz. Então, as pessoas ficam mais vulneráveis, principalmente nesse momento em que a gente está vivendo [com a telemedicina ]”, afirma Gilberto.

Por isso, é também comum que hackers ataquem sistemas de hospitais, coletem dados dos pacientes e, então, cobrem um resgate para a instituição: se o dinheiro não for pago pelo hospital, as informações serão divulgadas. Muitas vezes com medo das sanções administrativas previstas na lei, as empresas acabam pagando o resgate.

Gilberto explica que esse, porém, é um grande erro. Nesses casos, o recomendado é que a empresa peça ajuda para os órgãos responsáveis, como as delegacias especializadas em cibercrimes , já que o pagamento do resgate não é garantia de que as informações não serão divulgadas.

Dados valem muito

Seja para aplicar golpes nas vítimas ou em donos de hospitais e clínicas, os dados relacionados à saúde são muito valiosos para cibercriminosos . Por isso, é importante que empresas e pessoas estejam bastante atentos para evitarem se tornar vítimas. Confira algumas dicas:

  • Tome cuidado com ligações, emails ou mensagens suspeitos. Na dúvida, sempre desconfie e entre em contato com o serviço em questão. Por exemplo, se um hospital te ligar para agendar uma visita de rotina, desligue o telefone e ligue para o próprio hospital para saber se a ligação realmente veio de lá;
  • Não compartilhe seus dados com terceiros;
  • Tenha atenção em links que prometem promoções ou que peçam ações urgentes, já que grande parte deles são sites falsos que roubam dados;
  • Mantenha senhas fortes e únicas, principalmente em serviços relacionados à área da saúde;
  • Ao participar de videoconferências, sobretudo em plataformas de telemedicina, procure evitar mostrar dados sobre a sua vida no ambiente, como fotos de familiares nas paredes – utilizar filtros é uma boa dica.

Continue lendo

Mais Lidas da Semana