conecte-se conosco

Prefeitura Várzea Grande MT

Kalil propõe força tarefa e vai adotar medidas mais restritivas e seletivas

Publicado


Legenda: Novo decreto -covid 19

Várzea Grande vai levar ao Governo de Mato Grosso e a Prefeitura de Cuiabá, parcerias da pactuação de combate a COVID 19, a formação de uma força tarefa para endurecer na fiscalização daqueles que preferem atuar na clandestinidade e colocando a vida das pessoas em risco.

Também retoma nesta terça-feira, 02 de março para aqueles acima de 80 anos e no dia 05 de março para os acima de 75 anos, no Centro Universitário Várzea Grande – UNIVAG, a vacinação para imunizar contra a COVID, tanto para os que vão receber a primeira dose como para os que irão receber a segunda dose.

As inscrições podem ser feitas pelo site oficial de Várzea Grande, www.varzeagrande.mt.gov.br na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE – CADASTRO PARA VACINA COVID 19.

Até este momento foram mais de 7 mil vacinas aplicadas para moradores de Várzea Grande, sendo que para cada vacina aplicada na primeira dose, a segunda dose correspondente fica guardada para evitar que não haja perda de prazos, pois a CoronaVac tem que ser aplicada as duas doses com intervalo de até 28 dias e a Oxford/AstraZeneca tem prazo de 90 dias entre as duas doses.

O prefeito Kalil Baracat sinalizou que algumas pessoas têm confundido a imunização com salvo conduto, ou seja, que estejam livres da doença, mas é preciso pensar naqueles que não foram vacinados e na possibilidade da reincidência da COVID, o que ainda está em estudo por cientistas e laboratórios.

As decisões foram tomadas neste sábado (27) pela manhã pelo prefeito Kalil Baracat em reunião com alguns secretários determinando que o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – COVID 19 de Várzea Grande passe a se reunir diariamente com avaliações na abertura do dia e no final, estude a possibilidade legal de cassar os Alvará de funcionamento daqueles que não respeitarem as regras da Organização Mundial de Saúde – OMS para não aglomeração, distanciamento social, uso de meios de biossegurança como máscara e álcool em gel, além de determinar um reforço orçamentário e financeiro para as áreas de saúde, social e de segurança que são as mais afetadas pela pandemia da COVID 19.

Leia mais:  Várzea Grande supera 7 mil imunizados e reforça medidas preventivas e de controle

Em 2020, Várzea Grande aplicou mais de 15%, percentual estipulado em lei para a Saúde Pública e mais de 25% em Educação superando as expectativas.

“Não podemos colocar a vida das pessoas em risco por causa de alguns que não aceitam o princípio básico da vida que o seu direito termina aonde começa o das demais pessoas, ou vão continuar querendo contaminar e colocar em risco a vida de parentes, vizinhos, colegas de trabalho, enfim colocar em risco seres humanos”, disse o prefeito de Várzea Grande, refutando que o momento não é de negação e sim de todos caminharem em um único sentido, debelar a COVID, pois existem outras doenças a serem tratadas.

Ele pontuou que Várzea Grande na pactuação com o Governo do Estado e com Cuiabá ficou com a parte Não COVID, ou seja, recebe os pacientes, estabiliza o quadro dos mesmos, regula e transfere para as unidades de internação e tratamento como o Hospital Metropolitano, Santa Casa de Misericórdia, HMC, Hospital Pronto Socorro de Cuiabá, Hospital São Benedito e Hospital Júlio Muller.

O secretário de Saúde, Gonçalo Barros, lamentou que muitos ainda desdenhem da doença e que muitas vidas já ceifadas caíram no esquecimento, “pois aqueles que choram por seus parentes, amigos, conhecidos, estes sabem o tamanho da dor e tendem a se cuidar e cuidar dos demais”, disparou ele.

Leia mais:  Gestão Kalil recebe corrente de oração e estímulo para vencer adversidades

O titular da Saúde Pública lembrou que a Administração Municipal não vai esmorecer e vai endurecer na fiscalização para impedir que os negacionistas tenham sucesso nesta empreitada contra a vida humana. “A vida sempre em primeiro lugar. O prefeito Kalil Baracat tem reiteradas vezes cobrado respeito a vida humana e ao modo de vida de todos. É óbvio que temos preocupação com a economia e com o trabalho de todas as pessoas, com a economia, pois o Poder Público funciona com o imposto recolhido dos contribuintes e se economia padece os recursos para áreas essenciais diminuem, mas voltamos a frisar a vida em primeiro lugar e uma saúde presente, eficiente e de resultados é o que o prefeito Kalil Baracat tem insistentemente cobrado”, disse Gonçalo Barros.

Para o prefeito Kalil Baracat o que se precisa neste momento é tranquilidade e união de esforços entre todos, Poderes Públicos nas esferas Federal, Estadual e Municipais, além da sociedade organizada como o comércio e a indústria e a população para que as medidas a serem adotadas tenham o esperado resultado. “Volto a frisar a vida em primeiro lugar, mas não podemos deixar de cuidar de outros setores que mantém a economia funcionando e os investimentos necessários e aprendermos a conviver com a COVID-19 que deve permanecer entre nós por muito tempo, como a Influenza (H1N1) e outras doenças. O mundo luta contra a COVID e a humanidade vai vencer mais este desafio, mas precisa aprender com ela para não cometer novos erros, independente de qualquer coisa”, disse Kalil Baracat.

publicidade

Prefeitura Várzea Grande MT

Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos

Publicado


Legenda:

O prefeito Kalil Baracat anunciou que a Saúde Municipal, vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos na próxima semana. A decisão foi tomada após conversas com o secretário de Saúde Gonçalo de Barros, nesta sexta–feira (9), durante vacinação da Guarda Municipal ocorrida no Ginásio Poliesportivo ‘Fiotão’. Neste sábado, na parte da tarde serão vacinados os demais servidores públicos das Forças de Segurança Pública como as Polícias, Militar e Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros e profissionais do sistema prisional.

Nesta tarde foram vacinados 137 Guardas Municipais, que atendem os critérios do Ministério da Saúde e do Estado. Amanhã dia 10 de março serão vacinados 182 agentes de segurança do Estado, lotados no município de Várzea Grande, no drive thru do Centro Universitário – UNIVAG, para dar celeridade no

O prefeito Kalil Baracat, havia garantido a vacinação à categoria, por entender que estes profissionais estão diretamente envolvidos nas ações de Saúde e de fiscalização, como transporte de vacinas, fiscalização de medidas protetivas, ações em conjunto com a Vigilância em Saúde, blitzes de trânsito e no cumprimento dos Decretos Municipais que estabelecem regras a serem seguidas na pandemia,  e também já havia a autorização do Ministério da Saúde, quando modificou os critérios de priorização, de quem deve ser vacinado, ou por categoria, ou por idade.

“Eles foram imunizados por iniciativa da prefeitura, que têm autonomia para realizar a gestão da Campanha de Vacinação. Porém em conversas com o Governo do Estado, que autorizou a vacinação das Forças de Segurança Estadual, houve a garantia da reposição deste quantitativo utilizado para vacinar a nossa Guarda Municipal e os agentes de segurança do Estado com lotação na cidade. O Ministério da Saúde vai estabelecendo critérios de prioridades e nossas equipes da Saúde vão ajustando conforme as novas normas ditadas. A nossa campanha está dentro do que estabelecem as regras nacionais do Programa Nacional de Imunização – PNI, e em muitos estados, as forças de segurança estão sendo vacinadas, e agora chegou a vez deles. Gostaria de vacinar a todos ao mesmo tempo, mas as doses vêm de forma fracionada, e assim vamos avançando. Uma notícia boa é que na próxima semana já vamos abrir cadastro para os idosos de 60 anos acima. A ordem é não deixar doses paradas e avançar na campanha”, disse o chefe do Executivo Municipal.

Leia mais:  Florada dos Ipês colore e embeleza o Paço Couto Magalhães

O secretário de Defesa Social, Coronel Alessandro Ferreira da Silva, disse que foram vacinados os profissionais da corporação que estão realmente envolvidos com as ações da Saúde Municipal na contenção da Pandemia do novo coronavirus, são os que realmente trabalham na ponta e atuam em conjunto com os programas e projetos da Saúde na proteção das pessoas, e ainda, os que estão fazendo escolta e vigilância as vacinas e ações de vacinação. Todo esse processo de logística a Guarda Municipal tem acompanhado, desde a proteção do Centro de Distribuição, bem como a condução e a chegada dos imunizantes nas unidades em que ocorre a vacinação, para que não haja desvio e nenhuma ilegalidade, justamente para que o cidadão destinado a ser imunizado, receba a vacina de forma correta”, destacou o secretário Alessandro Ferreira, reafirmando que a Guarda Municipal vacinada melhora a qualidade de vida no trabalho, mais desempenho e dá mais segurança e tranquilidade psicológica, no exercício de funções ordinárias da corporação.

O secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo de Barros, disse que para vacinar a Guarda Municipal, o município se ateve ao que estabelece o Ministério da Saúde por ordem de prioridade. A vacinação foi realizada aos Guardas Municipais envolvidos nas ações de vacinação contra a Covid-19 e nas ações de implantação e monitoramento das medidas de distanciamento social, com contato direto com o público, independente da categoria.

Leia mais:  Várzea Grande entrega reforma do CAIC e CMEI e reforça compromisso com a educação de qualidade

 “A vacinação foi exclusiva aos profissionais da ativa, com exceção daqueles que não atendem aos critérios médicos estabelecidos pelas autoridades de saúde, como gestantes, lactantes, ter tido a COVID-19 a 30 dias e os que estão afastados ou cedidos. Reconhecemos o papel da Guarda Municipal, no seu empenho e acompanhamento de todas as nossas ações que visam à contenção da doença em nosso território, eles são fundamentais na segurança das vacinas e no acompanhamento das ações de vigilância. Enquanto nossos profissionais de ponta já estão imunizados, é justo a imunização dos Guardas que trabalham no dia a dia frente a pandemia, junto com os servidores da Saúde”, disse Gonçalo de Barros.

O titular da Saúde lembrou que muito antes do Ministério da Saúde se manifestar quanto a prioridade para as forças de segurança, o prefeito Kalil Baracat já havia solicitado a Procuradoria Municipal uma análise da possibilidade legal de vacinar os mesmos como prioritários.

Continue lendo

Mais Lidas da Semana