conecte-se conosco

Agro News

Mapa publica zoneamento das culturas de milho 1ª safra e sorgo para a safra 2020/2021

Publicado


.

Foram publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira (14) as  portarias 166 a 182  com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ano-safra 2020/2021, para o cultivo do milho 1ª para as seguintes unidades da Federação: DF; GO; MT; MS; BA; MA; PI; AC; RO; TO; ES; MG; RJ; SP; PR; RS e SC.

O Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) tem o objetivo de reduzir os problemas relacionados a eventos climáticos não desejáveis e permite ao produtor identificar a melhor época para plantar, levando em conta a região do país, a cultura e os diferentes tipos de solos.

O modelo agrometeorológico considera elementos que influenciam diretamente no desenvolvimento fisiológico da planta como temperatura, chuvas, umidade relativa do ar, ocorrência de geadas, água disponível nos solos, demanda hídrica das culturas e elementos geográficos (altitude, latitude e longitude).


Zarc

Os agricultores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos e ainda poderão ser beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao prêmio do Seguro Rural (PSR). Muitos agentes financeiros só liberam o crédito rural para cultivos em áreas zoneadas e para o plantio de cultivares indicadas nas Portarias de zoneamento.

Leia mais:  Mapa lança canal anônimo para denunciar venda casada no crédito agrícola

Para a safra 2020/2021 o zoneamento do milho 1ª safra passou por revisão metodológica possibilitando indicar com maior segurança as janelas ideais para plantio, os principais avanços no estudo foram: inclusão de maior exigência hídrica no momento do plantio; avaliação da chuva excessiva no período de colheita; readequação dos ciclos médios das cultivares e maior precisão na quantificação do risco de geada.

Foram realizadas 15 reuniões de validação para cultura do milho, no período entre 10 e 29 de junho de 2020, todas por meio de videoconferência.


Também foram publicadas as Portarias de Zarc da cultura do Sorgo para os estados da Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. O sorgo passará por revisão metodológica ainda este ano, com isso outros estados terão portarias divulgadas até novembro deste ano. Acesse aqui as 
portarias 161 a 165.  

Aplicativo Plantio Certo


Produtores rurais e outros agentes do agronegócio podem acessar através de tablets e smartphones, de forma mais prática, as informações oficiais do Zarc, facilitando a orientação quanto aos programas de política agrícola do governo federal. O aplicativo móvel Zarc Plantio Certo
, desenvolvido pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas/SP), está disponível no sistema Android.

Os resultados do ZARC também podem ser consultados e baixados por meio da plataforma “Painel de Indicação de Riscos”
.

Informações à Imprensa
[email protected]

Leia mais:  Armazém para Todos é lançado pela Aprosoja MT

publicidade

Agro News

Soja Legal é lançado pela Aprosoja MT

Publicado


Sustentabilidade

Soja Legal é lançado pela Aprosoja MT

O programa vai fomentar a melhoria continua da propriedade rural, com a integração dos aspectos ambientais e socioeconômicos

22/06/2021

“Um novo conceito de sustentabilidade para o Brasil e para o mundo”, foi com esse olhar que o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT), Fernando Cadore, lançou o Programa Soja Legal, na noite desta terça-feira (22.06), em Brasília. A cerimônia contou com a presença de ministros, parlamentares e chefes de poderes.

No discurso, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, afirmou que “Aprosoja MT mais uma vez sai na frente com o lançamento do Soja Legal. É um passo para se chegar na certificação, mostrando para o mundo que a soja brasileira é sustentável”.

Já o ministro Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas reforçou que o Governo Federal vai trabalhar para que o setor produtivo de grãos se desenvolva cada vez mais. “Iniciamos tratativas com bancos para linhas de crédito para armazenagem menos burocráticas e financiamentos mais simples para os nossos produtores”, declarou.

Leia mais:  Produtores de soja e milho doam máscaras, luvas, álcool e alimentos, em Cuiabá

“Esse lançamento é um passo para reverter a falsa narrativa que foi instituída em relação ao agro. Os produtores brasileiros são exemplos de sustentabilidade. Mato Grosso representa uma potência para o país e o mundo”, disse o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

O presidente Aprosoja Brasil, Antonio Galvan, que acompanhou desde o início a criação do programa enfatizou que é um marco para a agricultura brasileira. “O Soja Legal nasceu em Mato Grosso e vai disseminar pelo Brasil. Afinal, dos 66% de vegetação nativa protegida e preservada dentro do território brasileiro, 26% estão em propriedades rurais”, ressaltou Galvan.

Atuação do Programa

O Soja Legal está à disposição dos mais de 7.400 produtores associados da Aprosoja MT. A equipe de campo da entidade fará implantação nas propriedades, com aplicação de questionários, orientações de adequações e formação contínuas com cursos presenciais e online.

As ações incorporam os critérios essenciais de conformidade com oito diretrizes: qualidade de vida no campo e no trabalho, gestão consciente da água, gerenciamento de resíduos, melhores práticas agrícolas, viabilidade econômica, qualidade do produto, relacionamento com o entorno e a governança.

Leia mais:  NOTA DE PESAR - JOÃO CARLOS VILLA

“O Soja Legal nasceu para legitimar a nossa sustentabilidade, para mostrar a realidade que temos no campo, a preservação, as melhorias continuas nas partes trabalhistas e tudo que envolve a porteira para dentro”, destacou Cadore.

Fonte: Marcella Lírio

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Continue lendo

Mais Lidas da Semana