conecte-se conosco

Educação

Militar veterano pode atuar no Programa das Escolas Cívico-Militares

Publicado


O Ministério da Defesa publicou, no Diário Oficial da União de hoje (22) a portaria que dispões sobre os procedimentos que deverão ser adotados para a contratação dos militares veteranos para atuarem no Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim).

A portaria tem, por finalidade, “estabelecer os procedimentos para o preenchimento de Ficha de Voluntariado, encaminhamento ao Ministério da Defesa da relação dos veteranos voluntários, análise das qualificações e designação de militares para atuarem no Pecim”.

Além de apresentar os procedimentos, a Portaria nº123 detalha como será feita a análise das qualificações e remessa do processo ao ministério, bem como suas fases e trâmites, além de aspectos relativos aos atos de designação e de dispensa.

Um outro ponto abordado pela portaria abrange as condições às quais o militar designado ficará sujeito, no que se refere à apresentação, traje e normas a serem seguidas.

Quando anunciado, em 2019, o Pecim previa 200 escolas neste modelo até 2023. Em 2020, 50 escolas aderiram ao piloto do programa. Em portaria publicada em dezembro, o Ministério da Educação previu a implantação de mais 54 escolas desse tipo no país: duas em cada unidade federativa.

Leia mais:  Começam hoje inscrições para o Sisu

Para participar do programa, as escolas devem ter entre 501 a mil matrículas nos anos finais do Ensino Fundamental e Médio; atender aos turnos matutino e/ou vespertino; ter alunos em situação de vulnerabilidade social; desempenho abaixo da média estadual no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica; e contar com a aprovação da comunidade escolar, por meio de consulta pública presencial ou eletrônica.

Edição: Valéria Aguiar

publicidade

Educação

MEC oferece 30 mil vagas em cursos para professores da área do esporte

Publicado


O Ministério da Educação oferece, a partir deste mês, 30 mil vagas em curso para professores de escolas públicas em Educação Olímpica e Paralímpica do mundo. A iniciativa quer capacitar os educadores no ensino de diferentes modalidades e promover os valores do esporte.

Serão mais de 120 horas de cursos online e gratuitos. Podem se inscrever professores de educação física ou os responsáveis pelas atividades físicas nas escolas e coordenadores pedagógicos. Para se inscrever, os professores devem acessar o portal do impulsiona.org.br.

Além dos cursos, estarão disponíveis gincanas, vídeos, planos de aula e conteúdos complementares prontos para serem aplicados com estudantes da educação infantil, ensino fundamental e ensino médio.  

Edição: Aline Leal

Leia mais:  Pesquisa em Marte: 45 anos do lançamento da sonda Viking
Continue lendo

Mais Lidas da Semana