conecte-se conosco

Mato Grosso

Musicoterapia leva esperança e alegria a pacientes do Hospital Metropolitano

Publicado


Em meio ao sentimento de incerteza, ansiedade e, muitas das vezes, de tristeza, os pacientes que tratam a Covid-19 no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, contam com a musicoterapia para renovar a própria esperança.

A metodologia é uma modalidade terapêutica que utiliza elementos musicais como som, ritmos, melodia e harmonia para promover a expressão de conteúdos psicoafetivos nas pessoas. 

Implementada em julho de 2020 pelo psicólogo da unidade estadual, Ricardo Souza Oliveira, a musicoterapia já atendeu cerca de 100 pacientes do Hospital Metropolitano. 

“Muitos pacientes chegam ao hospital com medo, ansiosos, preocupados, chorosos e até sem esperança. Nesses momentos, procuro fazer o atendimento psicológico e, logo em seguida, faço a musicoterapia”, conta o profissional. 

Um estudo realizado em 2011 pela Universidade de Drexel (Estados Unidos), com atualizações divulgadas em agosto de 2016, mostrou que a terapia com a música parece contribuir para o alívio da dor, da ansiedade e da fadiga. 

De acordo com Ricardo, esses benefícios têm sido notórios no decorrer do tratamento com os pacientes da unidade hospitalar. “Diante de tudo que eu tenho vivenciado e observado nos pacientes, vejo melhoras no quadro clínico, além do emocional estar em constante evolução. Percebo principalmente a aceitação ao tratamento e ainda a diminuição na ansiedade”, diz o psicólogo. 

Leia mais:  Parceria Sefaz e DNIT melhora acesso ao posto fiscal da divisa com Rondônia

Para a diretora do Hospital Metropolitano, Cristiane de Oliveira Rodrigues, a terapia com a música tem obtido resultados positivos tanto para os pacientes quanto para os trabalhadores da unidade. “A música desperta emoções e estimula o bem-estar, sendo muito importante no processo de recuperação do paciente”, conclui a diretora.

Fonte: GOV MT

publicidade

Mato Grosso

Domingo (20): Mato Grosso registra 439.103 casos e 11.664 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (20.06), 439.103 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.664 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 384 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 439.103 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.380 estão em isolamento domiciliar e 413.340 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 435 internações em UTIs públicas e 373 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 78,24% para UTIs adulto e em 42% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (91.083), Rondonópolis (31.873), Várzea Grande (29.649), Sinop (21.289), Sorriso (15.236), Tangará da Serra (15.105), Lucas do Rio Verde (13.512), Primavera do Leste (11.188), Cáceres (9.490) e Alta Floresta (8.391).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia mais:  Licenciamento e Certificado de Registro de Veículo estão em um único documento

O documento ainda aponta que um total de 354.401 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 83 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (19.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.883.750 casos da Covid-19 no Brasil e 500.800 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.801.462 casos da Covid-19 no Brasil e 498.499 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (20.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia mais:  Pesquisa epidemiológica da Covid-19 será prorrogada em Mato Grosso

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana