conecte-se conosco

Política Nacional

“Nem interrogatório de bandido leva 7 horas”, declara Mourão sobre Mandetta

Publicado


source
Vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB)
Pozzebom/Agência Brasil

Vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB)

Nesta quarta-feira (05), Hamilton Mourão (PRTB), vice-presidente do Brasil, se manifestou sobre o depoimento dado pelo ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta , na CPI da Covid , que apura a conduta do governo federal durante a pandemia do novo coronavírus. As informações foram apuradas pelo Metrópoles. 

“Mandetta fez um depoimento longo, 7 horas. Nem interrogatório de bandido leva 7 horas, um troço muito longo, não sei como ele aguentou”, disse o general ao chegar no Palácio do Planalto. 

“Única coisa que eu acho é que ele não precisava ter atacado o ministro Paulo Guedes, que aquilo foi uma questão pessoal entre os dois, que ele levou lá para dentro”, declarou Mourão.

Durante seu testemunho na comissão, Mandetta falou sobre Paulo Guedes: “Esse ministro Guedes, da Economia, é desonesto intelectualmente. Uma coisa pequena. Homem pequeno para estar onde está. Esse ministro não soube nem olhar no calendário para dizer: ‘poxa, quando ele [Mandetta] estava aqui nem vacina sendo comercializada no mundo havia’. Só posso lamentar”, disse Mandetta.

Leia mais:  "Minha turma é essa", diz Luciano Huck após almoço com Maia

Você viu?

O ex-ministro ainda ressaltou que, durante seu tempo no comando da pasta, esteve presente em reuniões com ministros que também contava com a presença de Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), que fazia anotações sobre os encontros . “Eles tinham constantemente reuniões com grupos dentro da Presidência. Tinham um assessoramento paralelo”, ressaltou.

De acordo com as falas de Mandetta, Bolsonaro estava ciente que o Brasil se aproximava dos 180 mil mortos pelo novo coronavírus no fim do ano.“Alertei sistematicamente, mostrei as projeções”, compartilhou. 

“Me lembro do presidente falar que adotaria o chamado confinamento vertical, que era algo que a gente não recomendava. Tinha uma outra fonte, que dava a ele o porquê. Nunca houve a recomendação nossa que não fosse da cartilha da OMS [Organização Mundial de Saúde]”, declarou.

O vice-presidente também se manifestou sobre a Reforma Tributária.“É uma questão de refazer a comissão e prosseguir nos trabalhos. Quem perde é o Brasil, não o governo. Governo é uma questão transitória, quem perde é o país, porque se nós não fizermos a reforma tributária vai continuar com a produtividade baixa, sem gerar emprego e renda”, afirmou.

publicidade

Política Nacional

Provável candidato ao Senado, Hang faz enquete para escolher seu nome nas urnas

Publicado


source
Empresário bolsonarista Luciano Hang
Reprodução: ACidade ON

Empresário bolsonarista Luciano Hang

O empresário bolsonarista Luciano Hang publicou uma enquete nas redes sociais para escolher qual nome colocará nas urnas caso concorra ao Senado pelo estado de Santa Catarina em 2022.  Ele sugeriu nomes como Veio da Havan, Loro José, Capitão Brasil e outros.

Filho do presidente da República, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) participou da enquete e sugeriu que o proprietário da Havan use o nome Patrick Stewart do Brasil — em referência a um ator britânico, que também é careca.

O empresário ainda não se decidiu se concorrerá a algum cargo nas próximas eleições. Em outra publicação, Hang questiona se deve se candidatar ou continuar sendo ativista político. O  empresário Carlos Wizard respondeu mostrando apoio.

“Você tem o meu voto amigo. O Brasil precisa de você”, comentou o empresário, um dos alvos da CPI por envolvimento no chamado  gabinete paralelo do Ministério da Saúde.

Leia mais:  Lula à frente de Bolsonaro em pesquisa para eleição de 2022; veja os números

Continue lendo

Mais Lidas da Semana