conecte-se conosco

Cidades

Parceria garante testagem em massa da COVID-19 para população quilombola em Poconé

Publicado


.

Uma parceria envolvendo: Instituto Federal de Mato Grosso, por meio do Campus Alta Floresta; Secretaria-adjunta de Direitos Humanos-MT; Ouvidoria da Defensoria Pública-MT; Superintendência de Políticas Públicas de Igualdade Racial-MT e Prefeitura de Poconé, através da Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Assistência Social, garantiu a realização de uma testagem em massa para o novo coronavirus (COVID-19) aos moradores do distrito de Nossa Senhora Aparecida do Chumbo.
Na ação, feita na manhã desta terça-feira (28/07),exclusivamente, para a comunidade quilombola, o Campus Alta Floresta disponibilizou mais de 200 testes (SWAB) para que os profissionais da Unidade Básica de Saúde local realizassem a coleta das amostras, na qual, possibilita o diagnóstico precoce da doença nas pessoas que apresentam algum tipo de sintoma e ainda não sabem se estão infectadas.
A estratégia oportuniza ao paciente mais chances de cura, pois o tratamento poderá ser iniciado de forma imediata com a disponibilização gratuita do Kit Covid mediante receituário médico. Os resultados dos exames deverão ser emitidos ainda nesta semana.
Na oportunidade, também foram distribuídos, gratuitamente, máscaras de proteção facial e álcool em gel 70% (doado pelo IFMT – Campos Alta Floresta) para cerca dos 100 moradores atendidos somente na manhã desse dia.

Fonte: AMM

Leia mais:  Autorização para vacina poderá ser dada em até 10 dias, diz Anvisa

publicidade

Cidades

Presidente da AMM se reúne com secretário do Ministério do Desenvolvimento Regional

Publicado


Para tratar sobre as ações do Marco Regulatório do Saneamento Básico e Resíduos Sólidos, o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM, Neurilan Fraga, se reuniu com o secretário do Ministério do Desenvolvimento Regional, Pedro Maranhão e sua equipe nesta terça-feira, 22 de junho.

Durante o encontro, o presidente da AMM fez o convite ao secretário, que logo confirmou a presença em Mato Grosso, nos próximos dias 15 e 16 de julho, para uma reunião com os prefeitos, secretários municipais, representante da secretaria estadual de Meio Ambiente-Sema, equipe da Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT, que está fazendo o plano estadual de resíduos, além de outras entidades.

O objetivo do encontro é estreitar a parceria entre os governos federal, estadual, municípios e entidades nesta temática. “Vamos antecipar a orientação aos municípios que terão prazos para cumprir as ações, conforme a nova proposta do Marco Regulatório do Saneamento Básico e Resíduos Sólidos” disse ele, destacando que entre os maiores desafios dos municípios, está o de acabar com os lixões e implantar os aterros sanitários, conforme a Lei 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Fraga ressaltou que acabar com os lixões, é uma das principais preocupações dos gestores municipais. ”Os municípios são penalizados pelo Ministério Público e pela Secretaria de Meio Ambiente, porque os gestores não tem condições de implantar os aterros sanitários, devido ao alto custo. É uma situação sofrida e que vem criando desconforto”, afirmou.

Os municípios, tinham antes um prazo até 2014, para acabar com os lixões, mas a maioria não teve condições de cumprir, principalmente os menores. Agora o prazo final vai até o ano de 2023.

Constantemente, o presidente da AMM esteve nas mobilizações em Brasília, debatendo este assunto. O movimento municipalista nacional defendeu a prorrogação do prazo para a construção dos aterros sanitários, para  substituir os lixões. Pra os municípios implantarem os aterros, serão necessários alto investimento financeiro e respaldo técnico.

 

Fonte: AMM

Leia mais:  AMM amplia alcance institucional e fortalece parcerias para atender os municípios

Continue lendo

Mais Lidas da Semana