conecte-se conosco

Internacional

“Pessoas gravavam ao invés de ajudar”, diz vítima de tiroteio na Times Square

Publicado


source
Três pessoas foram baleadas no último sábado (8) na Times Square, em Nova York, EUA
Pixabay

Três pessoas foram baleadas no último sábado (8) na Times Square, em Nova York, EUA

Uma jovem mãe lembrou de ter implorado por sua vida após ter sido baleada no tiroteio ocorrido neste sábado (9) na Times Square , em Nova York, EUA. Ela conta estar sangrando no chão enquanto espectadores a gravavam com seus celulares. 

Wendy Magrinat, 23, reviveu os momentos angustiantes em entrevista ao The Post, no domingo, dizendo que a bala ainda está alojada em sua perna.

“Eu estava gritando, ‘Eu não quero morrer , por favor me ajude!’ – e as pessoas estavam apenas gravando ao invés de ajudar”, disse a turista sobre o tiroteio que deixou ela, outra mulher e uma menina de 4 anos com ferimentos à bala.

Magrinat estava esperando para entrar na loja Line Friends na Broadway com sua família . Na fila estavam ela, sua mãe, o padrasto, a irmã de 8 anos e seu marido, Yoel, que estava segurando sua filha de 2 anos.

Enquanto esperavam, eles tomaram conhecimento de uma briga entre pelo menos dois homens, um dos quais estava “praticamente ao meu lado” , lembra Magrinat.

Fonte: IG Mundo

publicidade

Internacional

G7 exige ação da Rússia contra crimes cibernéticos e “atividades malignas”

Publicado


source
 G7 exigiu da Rússia atitudes contra crimes cibernéticos
Reprodução/Flickr

G7 exigiu da Rússia atitudes contra crimes cibernéticos

O G7 , grupo dos sete países mais industrializados do mundo, exigiu neste domingo (13) que a Rússia tome medidas contra os que fazem ataques cibernéticos e usando ransomware a partir do país. O ransomeware é um ataque que restringe o acesso ao sistema infectado com uma espécie de bloqueio e cobra um resgate em criptomoedas para que o acesso possa ser restabelecido.

A reprimenda veio em um comunicado emitido após uma cúpula de três dias entre líderes do G7 no Reino Unido, que também pediu que Moscou “pare com seu comportamento desestabilizante e atividades malignas” e conduza uma investigação sobre o uso de armas químicas em território russo.

O comunicado diz que a Rússia precisa “responsabilizar aqueles que, dentro de suas fronteiras, conduzem ataques ransomeware, abusam de moedas virtuais para lavar dinheiro e outros crimes cibernéticos”. 

A questão está sob os holofotes após um ataque virtual ao Colonial Pipeline, maior tubulação de combustíveis dos Estados Unidos, e outro que interrompeu as operações norte-americanas e australianas do frigorífico JBS. 

Leia mais:  Que perigo! Idoso pilota cadeira de rodas em rodovia movimentada; assista

A nota do G7 pede ações mais amplas contra ataques cibernéticos. “Pedimos que os estados identifiquem e interrompam redes criminosas de ransomware que operem de dentro de suas fronteiras e responsabilizem essas redes por suas ações”, diz o documento. 


O pedido por investigação sobre uso de armas químicas vem após o crítico do Kremlin Alexei Navalny ser atendido na Alemanha, com médicos alemães informando que foi um envenenamento com um agente nervoso de uso militar. Navalny acusa Putin de ordenar o envenenamento, mas o Kremlin nega as acusações. 

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Mais Lidas da Semana