conecte-se conosco

Policia Federal

PF deflagra no Pará Operação para combater crimes de abusos sexuais contra crianças

Publicado


Marabá/PA – A Polícia Federal deflagrou hoje (29/4) a Operação Atrocitas, com o objetivo de coibir a prática dos crimes de estupro de vulnerável, bem como os crimes de produção e armazenamento de material pornográfico infantil, em Marabá/PA.

A PF deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva e a três mandados de busca e apreensão. As equipes policiais, compostas por 18 policiais federais, deflagraram a operação simultaneamente nas cidades de Parauapebas/PA, Viseu/PA e Senador Canedo/GO.

As investigações iniciaram a partir de relatório produzido pelo setor especializado no combate ao abuso sexual infantil.  Com o aprofundamento das apurações, verificou-se que o suspeito se valia da convivência íntima com as crianças para cometer os abusos e fotografar as cenas, armazenando as imagens em aparelhos telefônicos e servidores na internet (nuvem).

Confirmada a hipótese criminal investigada, o envolvido pode responder pelos crimes de estupro de vulnerável (Art. 217-A do Código Penal), produção de conteúdo pornográfico envolvendo criança ou adolescente (Art. 240 da Lei 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente) e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil (Art. 241-B da Lei 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente).

Leia mais:  PF e BPFRON apreendem dois veículos carregados com cigarros paraguaios

Comunicação Social da Polícia Federal em Marabá/PA

Contato: (94) 3312-0200

(91) 3214-8029 / 984222396
E-mail: [email protected]

*** Atrocitas é o termo em latim para atrocidades, ação repleta de perversidade, crueldade.

publicidade

Policia Federal

PF cumpre extradição de foragido da Justiça Mato-grossense

Publicado


Cuiabá/MT – Na quinta-feira, 17/6, com base na cooperação policial internacional, a Polícia Federal cumpriu a extradição de um brasileiro que se encontrava foragido da Justiça Mato-grossense e estava sendo procurado internacionalmente pela Interpol.

O homem, acusado de participação em um latrocínio no Estado do Mato Grosso, fato ocorrido em 2019, foi escoltado por policiais federais de Portugal até Cuiabá/MT e após foi conduzido para o sistema prisional, onde ficará à disposição do juízo competente.

As investigações sobre o crime foram encerradas e concluídas pela Polícia Judiciária Civil em Cuiabá/MT. Com a decretação da prisão preventiva pela 5ª Vara Criminal de Cuiabá/MT e a pedido da Polícia Civil e daquele juízo, houve a publicação de difusão vermelha nos sistemas da Interpol, instrumento que permitiu à polícia portuguesa a localização e detenção do foragido em solo lusitano.

A cooperação policial internacional é feita pela Interpol e esta é representada no Brasil pela Polícia Federal. Dentre os seus objetivos, está garantir e promover a mais ampla e possível assistência mútua entre todas as polícias judiciárias, resguardados os limites da legislação existente em cada país. Para tal mister se utiliza da publicação de vários tipos de difusões, que são repassadas para os seus 192 países‐membros. 

Leia mais:  PF apreende pacote com 5 kg de cocaína enrolado em cobertor

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso

[email protected]

(65) 992848987

Instagram: @policiafederal_mt

Continue lendo

Mais Lidas da Semana