conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil cumpre mandado de internação contra menor suspeito de abusar de prima de 08 anos em Poconé

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil cumpriu na manhã desta quarta-feira (21.07) o mandado de internação contra um adolescente suspeito de abusar de sua prima de apenas 08 anos de idade, no município de Poconé (104 km ao sul de Cuiabá). O mandado de internação provisória foi expedido contra o menor pelo ato infracional de estupro de vulnerável.

Os fatos aconteceram no mês de abril de 2021, ocasião em que o padrasto da vítima teve o mandado de prisão cumprido pelo estupro de vulnerável da menor e o adolescente também foi apreendido pelo mesmo ato.

As investigações iniciaram após a equipe da Delegacia de Poconé receber a comunicação da situação de estupro de vulnerável, em que o adolescente abusou sexualmente da prima, sendo também descoberto posteriormente os abusos praticados pelo padastro.

O caso veio à tona, após o adolescente de 14 anos (primo da vítima) ser flagrado por familiares abusando da menor. Durante conversa com criança, ela também revelou que sofria constantes abusos sexuais praticados pelo padrasto.

Leia mais:  Força-tarefa nacional de combate à pirataria digital cumpre mandado judicial em MT

Com base nas informações, foi instaurado inquérito policial contra o padastro que foi preso preventivamente no mês de abril. Em relação ao menor, o Ministério Público pediu a internação provisória do adolescente. A ordem judicial foi cumprida, nesta quarta-feira (21), pelos policiais da Delegacia de Poconé, sendo o menor localizado em uma propriedade rural do município.

“Com a internação do adolescente, mais um caso de abuso sexual infantil foi esclarecido, dando fim aos abusos sofridos pela vítima”, disse o delegado de Poconé, Maurício Pereira Maciel.

Fonte: PJC MT

publicidade

Policial

Polícia Civil apreende 5 tijolos de maconha, arma de fogo e prende 7 suspeitos durante averiguação de uma denúncia

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil prendeu sete pessoas, entre elas dois adolescentes, e apreendeu cinco tijolos de maconha e uma arma de fogo, na manhã de sábado (24.07), no município de Colniza (1.065 km a noroeste de Cuiabá), durante diligências para averiguar uma denúncia anônima.

Quatro homens e uma mulher foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores. Um deles responderá também por posse ilegal de arma de fogo. Já os adolescentes, ambos de 16 anos, responderão ato infracional análogo aos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

As diligências iniciaram logo que a Delegacia de Polícia de Colniza recebeu denúncia sobre certa quantidade de drogas que seria entregue na cidade. De posse das informações, os policiais civis passaram a diligenciar para apurar os fatos.

Na investigação a equipe foi até uma empresa transportadora, onde em campana foi avistado o momento em que um menor de idade chegou no local para pegar uma encomenda suspeita. Ato contínuo foi feito acompanhamento do adolescente, o qual seguiu até uma residência. . 

Leia mais:  Polícia Civil lamenta a morte de mais um profissional na luta contra a covid-19

Assim que os policiais civis se aproximaram da casa, foi de imediato encontrado no terreno uma balança de precisão, uma porção de entorpecentes, além da mercadoria contendo quatro tijolos grandes e mais um tijolo médio de maconha. 

Todos os indivíduos que estavam no endereço (incluindo o menor de idade) foram detidos e conduzidos. Durante o procedimento na delegacia, foi percebido que o aparelho celular do adolescente tocava insistentemente. Perguntado quem era, o infrator contou que se tratava da pessoa que seria o destinatário do carregamento de droga, bem como indicou o endereço do mesmo. 

Com base nos relatos, os investigadores foram até a casa do suspeito que receberia a mercadoria ilícita, e quando chegaram encontraram outro adolescente na frente do imóvel com um simulacro de arma de fogo.

No interior da casa foi apreendida uma espingarda de pressão modificada para calibre 22. Diante do flagrante, o maior e o menor de idade, também foi encaminhados para a unidade policial.

Os conduzidos foram interrogados, sendo autuados em flagrante e ato infracional respectivamente. Após a confecção dos autos os suspeitos foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

Leia mais:  Estado economiza R$ 17 mi e fortalece forças de segurança com entrega de viaturas

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana