conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil cumpre ordens judiciais contra suspeita de latrocínio que vitimou idoso em Rio Branco

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil em Rio Branco (356 km a oeste de Cuiabá) deflagrou na segunda-feira (07.06) a “Operação Orcinus” para cumprimento de mandado de prisão preventiva, busca e apreensão e quebra de sigilo bancário em desfavor de uma mulher investigada crime de latrocínio cometido contra um idoso. Os trabalhos contaram com apoio da Polícia Militar. 

A operação teve origem em investigações realizadas pela Delegacia da Polícia Civil de Rio Branco iniciaram após o encontro do cadáver de um idoso, que foi esfaqueado dentro de sua casa e teve cartão bancário e dinheiro subtraídos. 

Durante as investigações, verificou-se que uma vizinha da vítima, no dia seguinte à sua morte, estava realizando saques com o cartão bancário que tinha sido levado. Além deste fato, a investigada aparentava adquirir bens com o proveito que teria auferido do crime.

Com base no apurado, foi representado pelos mandados de busca e apreensão e prisão contra a suspeita que foram deferidos pela Justiça e cumpridos na segunda-feira (07), assim como quebra do sigilo bancário foi realizada diretamente perante a instituição financeira.

Leia mais:  "Temos que ir além, com alma e coração em defesa dos que precisam de nós", destaca primeira delegada da Mulher de MT

A prisão foi comunicada ao Poder Judiciário e a investigada está à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

publicidade

Policial

Investigador de MT é o primeiro a se formar instrutor de armamento e tiro pela Academia Nacional de Polícia

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um investigador da Polícia Civil de Mato Grosso é o primeiro profissional de segurança pública do Estado a se formar como professor no curso de Armamento e Tiro da Polícia Federal, promovido pela Academia Nacional de Polícia em Brasília (ANP).

Vinícius Alves Câmara está lotado na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) e é formado em Operações Táticas Especiais, Operador do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), Car System, entre outras capacitações.

A ida do servidor para o curso e intercâmbio na ANP faz parte do planejamento da Diretoria Geral instituição, com intuito de formar policiais para atualização em técnicas de tiro e manuseio de armas em Mato Grosso, em razão da mudança da plataforma de armas curtas da Polícia Civil, com a aquisição das pistolas Glock G19 geração 5.

Para ingressar no curso na Academia Nacional de Polícia, ele participou de um processo seletivo que contou com mais de 350 policiais de diversas forças de segurança do País, como Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Agência Brasileira de Inteligência, Polícia Civil e Polícia Militar, sendo que somente 87 policiais foram aprovados.

Leia mais:  Adolescente é pego traficando em casa no bairro Pedra 90

Qualificação

O curso de tiro teve a duração de três semanas, sendo realizado o pré-teste, onde os candidatos foram submetidos à realização de tiro, montagem e desmontagem de armas da Polícia Federal (pistola Glock G17, submetralhadora HK MP5, Fuzil HK G36 e espingarda Benelli M3), nomenclatura de peças, manejo (inspeção, municiamento e desmuniciamento) de acordo com as notas técnicas, teste físico, prova teórica e entrevista.

O curso ocorreu de 28 de junho a 16 de julho, com 150 horas-aula. Foram abordadas diversas disciplinas dirigidas a professores de armamento e tiro, como didática: funcionamento das armas; legislação; fundamentos de tiro e regras de segurança; posições de tiro; pronto-socorro em atividade policial; ópticos e optrônicos; autodefesa; postura e condutas de professor; saque com uso velado de arma; características do treinamento de tiro; tiro em baixa luminosidade; tiro de precisão e balística; manutenção de armas de fogo; recarga de munições; resolução de panes no armamento; balístico terminal; simulador noturno; transição de armas e tiro esportivo.

Entusiasmado pela oportunidade de aprendizado e experiência, o investigador agradeceu a Polícia Civil de Mato Grosso pela oportunidade em participar do 21º CFPAT – ANP. “O empenho da atual gestão demonstra seu compromisso com a segurança pública no sentido de buscar não só o melhor armamento para a Polícia Civil, mas também o melhor conhecimento para seus policiais. Essa capacitação proporcionará um nivelamento de técnicas e procedimentos aos policiais de Mato Grosso. Também agradeço aos colegas da Polícia Federal de Rondonópolis que muito ajudaram durante os treinamentos ao longo deste ano e, sem essa parceira, jamais conseguiria alcançar o objetivo de ser um camisa vermelha”, disse o investigador Vinícius Câmara.

Leia mais:  Policiais que atuaram na Derf Primavera do Leste recebem moção de aplausos

A Academia Nacional de Polícia (ANP), coordenada pela Polícia Federal, é referência na América Latina no quesito Armamento e Tiro, em padronização de procedimentos e das técnicas aplicadas desde a formação do policial federal até o treinamento continuado, que ocorre várias vezes ao ano, e que são levados aos profissionais pelos professores do Serviço de Armamento e Tiro.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana