conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil desarticula organização criminosa que utilizava transportadoras para enviar drogas de Barra do Garças para Confresa

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma operação com objetivo de desarticular um grupo criminoso integrado por jovens de classe média envolvidos com a logística de entorpecentes dentro do estado de Mato Grosso foi deflagrada pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (11.05), pela Delegacia de Confresa com apoio operacional da 2ª Delegacia de Barra do Garças.

Na operação Cargo foram cumpridos oito ordens judiciais, sendo cinco mandados de busca e apreensão domiciliar e três de prisão preventiva, deferidos pela 3ª Vara Criminal de Porto Alegre do Norte. Os mandados foram cumpridos nas cidades de Confresa e Barra do Garças, resultando no cumprimento da prisão dos três suspeitos e na apreensão de um simulacro de arma de fogo, porções de entorpecentes e de uma planta de maconha. 

As investigações apontam que os integrantes do grupo criminoso atuavam desde 2020,  utilizando de transportadora de cargas e empresas de ônibus para disfarçadamente enviar entorpecente da cidade de Barra do Garças até Confresa onde a droga era distribuída.

Leia mais:  PM identifica suspeitos de roubo e recupera celulares levados de clientes e funcionários de farmácia

Em Barra do Garças parte da associação era responsável por disfarçar a droga em embalagens que não chamassem a atenção, colocando-as por exemplo em latas de tinta. Os criminosos tinham o cuidado de utilizar CPFs de vários colaboradores diferentes para não levantar suspeitas.

Em Confresa, o restante do grupo, que trabalhava em transportadoras, recebia o material e fazia toda distribuição auferindo o lucro da atividade criminosa. Segundo o delegado responsável pelas investigações, Matheus Soares Augusto, os envolvidos são todos jovens de classe média das suas cidades e que estavam atuando com a atividade ilícita.

Fonte: PJC MT

publicidade

Policial

Três investigados por homicídios são presos em Primavera do Leste e Pontal do Araguaia

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Policiais civis da Delegacia de Primavera do Leste e da Delegacia da Muher de Barra do Garças cumpriram  mandados de prisões contra três investigados por homicídios cometidos em Primavera. As ordens judiciais decretadas pela 1a Vara Criminal de Primavera do Leste foram cumpridas na última semana e nesta terça-feira (21), em Pontal do Araguaia.

As investigações conduzidas pela Divisão de Homicídios da Delegacia de Primavera do Leste apuram os crimes contra Erivaldo Eloi da Silva, 32 anos, encontrado morto em outubro do ano passado e Douglas Soares de Amorim, 26 anos, morto no bairro Padre Onesto Costa, em fevereiro deste ano.

As prisões temporárias foram representadas pelo delegado Allan Victor Sousa da Matta. Com as prisões, a Polícia Civil espera esclarecer mais pontos nas investigações e evitar que os investigados fujam do distrito da culpa.

Um dos investigados, de 19 anos, foi preso no bairro Padre Onesto Costa. Os policiais civis seguiram até uma casa em que o suspeito estava se escondendo e notaram uma intensa movimentação no local, característica de ponto de venda de entorpecentes.

Leia mais:  Trezentos quilos de maconha são apreendidos pela Polícia Civil no Jardim Vitória, na Capital

Ao notar a aproximação, uma pessoa pulou o muro em fuga e passou por várias casas. Equipes da Derf de Primavera do Leste e da Polícia Militar auxiliaram no cerco e depois de uma varredura na região, o investigado foi localizado dentro de uma residência, escondido debaixo de uma cama.

Em buscas na casa onde o suspeito estava residindo, os policiais apreenderam celulares sem origem comprovada, chassis e rádios portáteis.

Prisão em Pontal do Araguaia

O investigado de 50 anos preso nesta terça-feira foi localizado na zona rural de Pontal do Araguaia, cidade ao lado de Barra do Garças, pela equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Barra do Garças.

Os policiais chegaram ao foragido durante diligências para apurar uma ocorrência de violência doméstica e familiar registrada no último domingo (19.09). Os investigadores identificaram que contra o homem havia um mandado de prisão temporária em aberto expedido pela Comarca de Primavera do Leste. 

O homicídio pelo qual é investigado ocorreu no ano passado e após cometer o crime, ele fugiu da cidade.

Leia mais:  Procurado da justiça é descoberto com droga no Morro da Luz

Ele foi conduzido à Delegacia da Mulher de Barra do Garças, onde foi interrogado no procedimento que tramita pelos crimes no âmbito da Lei Maria da Penha. Depois de formalizado o mandado de prisão, ele foi encaminhado à unidade prisional, onde aguardará recambiamento para Primavera do Leste.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana