conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil representa pela prisão preventiva de autor de homicídio em Campos de Júlio

Publicado

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Campos de Júlio, representou pela prisão preventiva do autor de um homicídio ocorrido na madrugada de segunda-feira (20.06) no município de Campos de Júlio. O suspeito que matou a vítima a facadas em decorrência de ciúmes da sua namorada confessou o crime e ficou aguardando a chegada da Polícia para ser preso.

O homicídio que vitimou, Janderson Jonas Nunes dos Santos, ocorreu em um condomínio de quitinetes em Campos de Júlio, onde estava reunido um grupo de amigos ingerindo bebida alcoólica.

Em determinado momento, o suspeito saiu do local para buscar a carteira de cigarros e quando retornou flagrou a vítima flertando com a sua namorada. Os envolvidos continuaram no local, ingerindo bebida alcoólica, quando em certo momento da madrugada, a vítima novamente se aproximou da jovem, ocasião em que o suspeito matou a vítima com seis golpes de faca.

Após o crime, o suspeito permaneceu no local, aguardando a chegada da Polícia Militar, que realizou a sua condução para a Delegacia de Campos de Júlio. Depois de interrogado, o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado, sendo representado pelo delegado Eduardo Ribeiro, pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva

Leia mais:  Três homens são presos após roubo de veículo em Cuiabá

“O suspeito possuía passagem anterior por tráfico de drogas em Campos de Júlio e agora cometeu esse crime cruel em frente a diversas pessoas, inclusive crianças. A Polícia Civil agora trabalha com o prazo de 10 dias para conclusão de inquérito em busca de colheita elementos de informações para condenação do investigado e posterior cumprimento de pena, caso determinado pelo Poder Judiciário”, explicou o delegado.

Fonte: PJC MT

publicidade

Policial

Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendem caminhão com madeira irregular na fronteira

Publicado

Um caminhão carregado de madeira irregular foi apreendido na noite de quinta-feira (30.06), no município de Comodoro, região oeste do Estado, após ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. Três pessoas foram presas em flagrante pelo crime ambiental.
 
Os policiais civis de Comodoro e os agentes da PRF realizavam barreiras na região de fronteira, visando o combate a extração ilegal de madeira em terras Indígenas, quando na noite de quinta-feira (30), avistaram um caminhão transportando a matéria prima. 
 
A fiscalização policial foi montada na Rodovia BR 174, próximo ao KM 555, entre os municípios de Comodoro e Vilhena, no Estado de Rondônia.  Durante a abordagem foi verificado que o veículo era ocupado pelo motorista e mais dois indivíduos.
 
Na ocasião não foram apresentados os documentos obrigatórios, além da documentação exigida para o transporte de madeiras, como o Documento de Origem Florestal e a Guia Florestal, além disso, o caso do transporte da madeira feito no período noturno, constitui uma agravante ao crime ambiental previsto na Lei Federal  9.695/98.
 
Diante dos fatos, o caminhão com a carga de madeira foi apreendido, e os três suspeitos conduzidos para Delegacia de Comodoro, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito.

Fonte: PJC MT

Leia mais:  Três homens são presos após roubo de veículo em Cuiabá

Continue lendo

Mais Lidas da Semana