conecte-se conosco

Policia Federal

Polícia Federal investiga fraude em Concurso Público no MS

Publicado


Campo Grande/MS – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (16/4) a Operação Aletheia, para apurar denúncia de fraude em concurso público, em Mato Grosso no Sul. Participaram da ação policial cerca de 15 policiais federais, que deram cumprimento a três mandados de busca e apreensão, nesta Capital, atendendo decisão proferida pelo Juízo da 5.ª Vara Federal de Campo Grande/MS e manifestação do Ministério Público Federal. 

Na investigação, colheu-se elementos informativos apontando a prática do crime de fraude em concurso público, previsto no art. 311-A do Código Penal, cuja prova foi realizada pela FAPEC e contemplou ingresso em carreira do cargo de técnico em educação da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). 

Em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao  contágio,  com  distribuição  de  EPIs  a  todos  os  envolvidos  na  missão,  a  fim  de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares. 

Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul

Leia mais:  Ministro da Justiça e autoridades paraguaias participam de encerramento de curso na ANP

Contato: (67) 3368-1105

[email protected] | www.pf.gov.br

***O nome da operação, Aletheia, faz referência a uma expressão grega que significa a busca da verdade.

publicidade

Policia Federal

Operação Cara & Coroa investiga retirada ilegal de moedas antigas em sítio arqueológico no Pará

Publicado


Belém/PA – A Polícia Federal deflagrou hoje (23/6) a Operação Cara & Coroa, que teve como objetivo a busca de moedas antigas encontradas por escavadores não autorizados no município de Colares/PA.

As moedas, caracterizadas como bens da União, são datadas da época do Brasil Império e são consideradas patrimônio histórico nacional. O local onde foram coletados os artefatos foi demarcado como sítio arqueológico pelo IPHAN.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, expedidos pela 9ª Vara Federal Ambiental e Agrária da Justiça Federal do Pará. As moedas foram apreendidas nas residências dos alvos.

Confirmada a hipótese criminal, a referida conduta se enquadra como usurpação de bens da União, crime previsto no Art. 2, § 1 da lei 8176/91 c/c art. 62 da lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais), com pena de detenção, de um a cinco anos e multa.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará

Contato: (91) 3214-8029 / 984222396
E-mail: [email protected]

Leia mais:  PF apura suposta importação de vacinas contra covid-19
Continue lendo

Mais Lidas da Semana