conecte-se conosco

Cuiabá

Prefeito cobra responsabilização de secretários de Estado por desrespeito aos profissionais de Segurança Pública

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Após a suspensão da vacinação contra a covid-19 dos profissionais das forças de Segurança Pública e Salvamento, por parte do Governo do Estado, na manhã desta quinta-feira (8), o prefeito Emanuel Pinheiro cobrou mais respeito a esses trabalhadores. “Não brinquem com a vida das pessoas! Não brinquem com a vida das pessoas!”, disse indignado com o fato de o Executivo estadual ter criado expectativas junto aos seus servidores e falhado na organização do evento. 

Diante da não realização da imunização por falta de vacinas, os secretários de Estado da Casa Civil e de Segurança Pública, respectivamente Mauro Carvalho e Alexandre Bustamante, passaram a atribuir a responsabilidade à Prefeitura de Cuiabá, que, por sua vez, aguarda a entrega de doses de vacinas aprovadas pela Comissão Integestores Bipartite (CIB) para atendimento desse grupo prioritário para então repassar à Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP), que preferiu organizar a vacinação dos seus próprios servidores. 

“Que papelão aos secretários! Ficaria melhor que os dois secretários parlapatões, falastrões entregassem o cargo. Mauro Carvalho, chefe da Casa Civil, e Alexandre Bustamante, secretário de Segurança Pública. Seria mais bonito pela humilhação e pelo desrespeito aos profissionais das forças de segurança e aos seus familiares, que ficaram a manhã inteira esperando aquilo que vocês sabiam que vocês não tinham em mãos, que eram as vacinas”, criticou Emanuel Pinheiro, em vídeo publicado na tarde desta quinta-feira (8). 

Leia mais:  CCJR realiza 1ª reunião ordinária da 20ª legislatura nesta quarta

A verdade dos fatos

Também no vídeo, a coordenadora e a gerente da Vigilância Epidemiológica de Cuiabá, respectivamente, Valéria de Oliveira e Flávia Guimarães, explicaram a verdade dos fatos em relação à vacinação dos agentes de Segurança Pública. Segundo elas, por serem munícipes de Cuiabá, esse público deveria ser vacinado pela campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, junto com os demais públicos. Mas a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) manifestou interesse em organizar a vacinação desse grupo que o Ministério da Saúde autorizou antecipar a imunização. 

Diante da manifestação da SESP, a Prefeitura de Cuiabá, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizou a capacitação dos servidores da SESP para atuarem desde o registro do cadastro até a aplicação da vacina. Esse treinamento, feito a quase 100 servidores, ocorreu na tarde de quarta-feira (7) – veja fotos na galeria. Na mesma ocasião, a SMS foi informada que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) não teria como disponibilizar as vacinas. 

De acordo com Valéria de Oliveira, o Estado de Mato Grosso recebeu apenas cerca de 900 doses de vacinas voltadas para os profissionais da Segurança Pública, quantitativo insuficiente para atender a demanda. Ela explica ainda que o Estado não pode utilizar as vacinas de forma direta, mas sim mediante entrega para o Município, o que deve ser aprovado e formalizado pela Comissão Intergestores Bipartite. “O Estado não pode entregar a vacina para uma entidade, eles têm que entregar para um Município a quantidade referente a esses policiais para que o Município repasse a quem tem que fazer a vacina, que no caso seriam eles mesmos”, explica a coordenadora.

Leia mais:  Defesa Civil intensifica o monitoramento das áreas de risco para enchentes e alagamentos

Diante do impasse, as técnicas da SMS chegaram a sugerir que a vacinação fosse adiada, o que não foi atendido. “Nós conversamos com quem estava representando o pessoal da Segurança e pedimos que adiasse, deixasse para amanhã, sexta-feira, porque não teria as doses. Mas eles disseram que já estava tudo acertado”, afirma Valéria de Oliveira. 

Somente na tarde desta quinta-feira (8) é que foi divulgada a Resolução da CIB com o quantitativo de doses destinadas à imunização dos agentes de segurança e salvamento, doses oriundas de reserva técnica do próprio Estado. Diante disso, ainda nesta quinta-feira (8), a equipe da SMS buscará as vacinas na central de frios do Estado e posteriormente entregará à SESP para que proceda a vacinação dos seus servidores. 

publicidade

Cuiabá

Sistema de iluminação do viaduto Murilo Domingos passa por período de testes

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A Secretaria Municipal de Obras Públicas iniciou o período de testes da iluminação do viaduto Murilo Domingos, na Avenida Manoel José de Arruda (Av. Beira Rio). Desde o início deste mês de abril, já é possível notar, no período noturno, as lâmpadas ligadas periodicamente, para que a equipe faça o trabalho de observação do funcionamento dos equipamentos e os devidos ajustes, caso necessário.

O procedimento é fundamental para assegurar que, após a entrega da obra à população, todo o sistema opere de forma 100% satisfatória. A iluminação da estrutura é feita por lâmpadas do tipo LED que, além de mais econômicas, também são responsáveis por dar maior claridade aos locais em que são utilizadas. No total, a parte superior do elevado conta com 34 postes instalados e a outras 32 luminárias na inferior.

“Uma boa iluminação não só valoriza o visual da estrutura como também garante a segurança aos milhares de condutores que transitarão pela estrutura. Por isso, o prefeito Emanuel Pinheiro determinou que fossem utilizados os equipamentos mais modernos. São cerca de R$ 14 milhões investidos em uma obra que dará mais fluidez em uma região extremamente movimentada”, comenta o vice-prefeito e secretário de Obras Pública, José Roberto Stopa.

Leia mais:  Pinheiro defende interlocução entre Municípios e Estado no enfrentamento à Covid-19

Além do trabalho na iluminação, também está em execução a pavimentação das pitas dos viaduto, que deve ser finalizado nas próximas semanas. Outro serviço em andamento é o de edificação das cabeceiras que fazem a ligação entre a estrutura e a Avenida Beira Rio. Na cabeceira nº 2 (sentido da Avenida Fernando Corrêa da Costa — UNIC), a pavimentação também já está em andamento.

Já na nº 1 (sentido UNIC – Fernando Corrêa da Costa), o processo de reforço do solo, iniciado em dezembro de 2020, foi concluído e agora é efetuado o aterramento e compactação do terreno. A medida foi adotada após ser constatada a necessidade de substituir o terreno por um de melhor qualidade, assegurando que o aterro das cabeceiras seja feito sobre uma base sólida.

O processo foi composto por etapas como retirada do solo impróprio, implantação de 56 estacas raízes, colocação de mantas geotêxteis e telas geogrelhas, revestimento com duas camadas de brita e aterramento com novo tipo de solo. “Esse foi um processo que se fez necessário para garantir uma obra de qualidade e termos a certeza de que a população não terá transtornos após a entrega da obra”, completa Stopa.

Leia mais:  Online, Semana Pedagógica 2021 conta com mais de cinco mil inscrições

O viaduto é batizado de Murilo Domingo em homenagem ao ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, falecido aos 78 anos. Além da atuação política e comercial, exerceu um papel fundamental no campo ambiental. Murilo foi uma das primeiras lideranças políticas a levantar discussões e promover ações concretas de preservação do Rio Cuiabá.

Continue lendo

Mais Lidas da Semana