conecte-se conosco

Economia

Prioridade zero é Bolsa Família de R$ 300, diz ministro

Publicado


O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (14) que o governo tem como “prioridade zero” a efetivação do Bolsa Família com valor de R$ 300. De acordo com ele, os recursos do programa social serão bancados com recursos advindos do imposto de renda e estarão dentro do teto de gastos do governo federal.

“A agenda, prioridade zero, é Bolsa Família de R$ 300. O presidente [da República, Jair Bolsonaro] já disse que é R$ 300, dentro do teto e com responsabilidade fiscal”, disse o ministro no evento Macro Day, promovido pelo banco BTG Pactual, na capital paulista.

Em sua fala, Guedes criticou segmentos empresariais que são contrários à reforma tributária do imposto de renda. “Inadvertidamente, às vezes, o mundo empresarial vai a Brasília, e faz um lobby contra o imposto de renda. Ele, na verdade, está inviabilizando o Bolsa Família”, ressaltou.

“[Isso] vai produzir uma reação do governo que é a seguinte: então quer dizer que não tem fonte [de receita para Bolsa Família]? Não tem tu, vai tu mesmo. Então bota aí R$ 500 logo de uma vez e é auxílio emergencial. A pandemia está aí, a pobreza está muito grande, vamos embora”, acrescentou.

Leia mais:  Mercado Bitcoin é alavancado após investimento de US$200 mi do Softbank

Essa solução, segundo Guedes, seria, no entanto, “um problema tremendo para todo mundo”. “Inclusive para quem vos fala no momento. Eu não estou lá para fazer bagunça. E vai virar bagunça se não houver uma solução tecnicamente correta”, disse. 

Edição: Fábio Massalli

publicidade

Economia

5 dicas de educação e planejamento financeira para estudantes

Publicado


source
5 dicas de educação e planejamento financeira para estudantes
Sophia Bernardes

5 dicas de educação e planejamento financeira para estudantes

Aos jovens, alcançar o ensino superior, normalmente, é um objetivo comum entre eles. Uma vez que, o mercado de trabalho está contratando cada vez mais jovens com ensino superior completo.

De acordo com o Censo da Educação Superior 2019, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) , no Brasil existem ao todo, 2.608 instituições de educação superior, sendo 2.306 privadas e 302 públicas. Ou seja, 76% das universidades no país são pagas.

Desse modo, a organização financeira deve ser considerada uma prioridade. Tendo em vista que, que a chance do jovem precisar pagar seus estudos, é muito grande.

Pensando nisso, Felipe Chanes, gerente de controladoria do Pravaler , maior plataforma de soluções financeiras para educação do Brasil, separou 5 dicas de como gerenciar suas finanças de uma maneira descomplicada.

1 – Planeje as finanças

Em primeiro lugar, é fundamental um planejamento de como utilizar o dinheiro. Portanto, vale a pena, traçar um limite de gastos mensais, comprar apenas o necessário e organizar para os investimentos futuros.

“Se você toma consciência de onde quer chegar, fica mais fácil, e motivador, fazer escolhas que podem resultar em economia de dinheiro. Como controlar os gastos no cartão de crédito, ou diminuir o uso de aplicativos de mobilidade, refeições, etc.”, explica Felipe Chanes.

2 – Tenha comprometimento

Em suma, para o estudante alcançar seu objetivo de organização financeira, é fundamental ser responsável com as suas finanças, para não se endividar. Logo, é importante adaptar a rotina e os gastos de forma consciente.

Além disso, é de extrema importância o jovem saber seu orçamento e o limite dele, levando em conta que o comprometimento em atingir as metas

Leia Também

“A vida de um estudante traz gastos peculiares como compra de livros, cópias de documentos, transporte, etc. No dia a dia, estes gastos, seja pelo valor ou pela rotina, podem ser subestimados, e as pessoas acabam direcionando os recursos para outros fins, muitas vezes não essenciais”, comenta o gerente da Pravaler.

Confira todas as dicas e saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

Leia mais:  Mercado Bitcoin é alavancado após investimento de US$200 mi do Softbank

Continue lendo

Mais Lidas da Semana