conecte-se conosco

Mato Grosso

Produtores rurais podem acessar relatórios de sanidade no site do Indea MT

Publicado


Os produtores rurais de Mato Grosso já podem emitir relatório sanitários diretamente no site do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea MT), sem a necessidade de procurar as unidades locais do Instituto. A nova versão do Módulo do Produtor avança no processo de modernização e desburocratização implantado pelo Governo do Estado. 

“O Governador Mauro Mendes busca dar agilidade e celeridade a todos os processos do Estado. Com os processos do Indea MT não é diferente, buscamos simplificar as formas de os produtores rurais acessarem as informações necessárias para o seu negócio. Já é possível emitir as Guias de Transporte on-line e agora há mais esta facilidade”, diz César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico. 

Os relatórios incluem a ficha sanitária da propriedade, a ficha sanitária do produtor, saldo do rebanho e histórico de movimentação disponível ao produtor desde o ano de 2012 até a data atual. Também está disponível o relatório do saldo de rebanho em 31/12, que o produtor precisa apresentar em sua declaração anual na Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). 

Leia mais:  PM fiscalizou medidas de saúde, apreendeu quase 4 toneladas de drogas e prendeu mais de 13 mil pessoas

“Além das implementações, o sistema foi modernizado, tornando-se compatível com a maioria dos navegadores disponíveis, melhorando a segurança e o tempo de resposta, fazendo a emissão das guias de forma mais rápida e ágil”, afirma Emanuele de Almeida, presidente do Indea MT.

Fonte: GOV MT

publicidade

Mato Grosso

Governo de MT já pactuou cerca de 90% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Publicado


O Governo de Mato Grosso recebeu, até esta terça-feira (21.09), 4.374.456 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já pactuou a distribuição de 3.926.033 doses aos 141 municípios do Estado, ou seja, cerca de 90% do total recebido.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses ou doses únicas (3.896.285), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (29.748) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

É importante destacar que o ranking de aplicação não considera as doses destinadas aos povos indígenas para evitar qualquer disparidade nos dados. Alguns municípios contabilizavam doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassavam o limite de 100% da aplicação.

Das 3.926.033 doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 3.246.118 (81,69%), sendo 2.122.061 como primeira dose ou dose única e 1.010.547 como segunda dose. O percentual da semana passada era de 78,02%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Diamantino (94,63%), Planalto da Serra (94,47%), Primavera do Leste (94,00%), Torixoréu (93,85%), Santa Rita do Trivelato (93,49%), Jaciara (92,89%), Alto Taquari (92,24%), Cocalinho (92,07%), Glória D’Oeste (91,73%) e Campinápolis (91,46%).

Leia mais:  Com mais de 1800 projetos inscritos em editais, Secel realiza força-tarefa para retomar cultura em Mato Grosso

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 562 ou no Painel de Distribuição de vacinas Covid-19.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Leia mais:  CGE alerta órgãos para novas regras de proteção de dados pessoais
Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana